Conheça Garbine Muguruza, a nova número um do mundo

Aos 23 anos, tenista espanhola assumirá o posto de número um do mundo na próxima segunda-feira (11), mesmo perdendo nas oitavas de final do US Open

Conheça Garbine Muguruza, a nova número um do mundo
Conheça Garbine Muguruza, a nova número um do mundo/ Foto: Getty Images

Na quinta-feira (6), o improvável aconteceu nas quadras do complexo de Flushing Meadows: a cabeça de chave número um do torneio, Karolina Pliskova da República Tcheca, acabou eliminada pela surpreendente tenista da casa CoCo Vandeweghe por dois sets a zero, com parciais de 7/6 e 6/3.

LEIA MAIS: Vandeweghe surpreende Pliskova e avança a sua primeira semi de US Open

A vitória da norte-americana além de colocar quatro tenistas nativas nas semifinais da chave de simples, favoreceu a espanhola Garbine Muguruza. Apesar de eliminada nas oitavas de final da competição para a tcheca Petra Kvitova, a natural de Caracas ganhou duas posições no ranking da WTA e será a nova número um do mundo na próxima segunda-feira (11).

Dessa forma, Garbine será a somente a segunda espanhola a conquistar esse feito. Antes dela, somente Arantxa Sánchez Vacario havia liderado o ranking mundial em fevereiro de 1995.

Conheça mais detalhes da história de Muguruza

Filha de mãe venezuelana e pai espanhol, Muguruza nasceu em Caracas no dia oito de outubro de 1993. Aos seis anos, sua família se mudou para Espanha, lá começou a treinar na Academia de Tênis do ex-tenista Sergi Bruguera

Garbine e seus irmãos/ Foto: Divulgação
Garbine e seus irmãos/ Foto: Divulgação

Como júnior, Garbine jogou poucos torneios da ITF, sem fazer muito sucesso: seu melhor ranking foi o de número 302. Porém, logo na primeira chance que teve em um WTA, surpreendeu: em Miami no ano de 2012, fez grande campanha eliminando a russa Vera Zvorareva - então número dois do mundo - e a top 10 italiana Flavia Pennetta.

A partir daí, a espanhola começou a se estabelecer no circuito. Logo no início de 2014, venceu seu primeiro torneio: o WTA International de Hobart, na Austrália, derrotando a tcheca Klara Koukalova na final. Pouco tempo depois, chamou a atenção do mundo inteiro ao derrotar a norte-americana Serena Williams em sets diretos, por duplo 6/2, na segunda rodada de Roland Garros. Chegou às quartas de final, perdendo para a russa Maria Sharapova.

Foto: AFP
Foto: AFP

Subindo no ranking, um ano depois, Muguruza chegava a Wimbledon como cabeça de chave número 20. Depois de passar por adversárias como a dinamarquesa Caroline Woniacki, a alemã Angelique Kerber e a polonesa Agnieszka Radwanska, era finalista de um Grand Slam pela primeira vez. Porém, não resistiu à Serena Williams, ficando com o vice. 

Foto: Reuters
Foto: Reuters

Já estabelecida entre as 10 melhores do mundo, a tenista da Espanha começou a crescer no circuito: em Roland Garros 2016, vingou-se de Serena para conquistar seu primeiro Major e ir à segunda colocação do ranking mundial. Nesta temporada, perdeu apenas um set na campanha para a conquista de Wimbledon. E agora, será a nova número um do mundo, mesmo sem o título do US Open.