Na luta pelo bicampeonato, Itambé/Minas elimina Fluminense da Copa Brasil
Foto: Orlando Bento/MTC

A Copa Brasil chegou a pleno vapor e na noite desta terça-feira (21), a Arena MTC, em Belo Horizonte, foi palco do duelo entre Itambé/Minas e Fluminense. Por 3 sets a 1, com parciais de 25/10, 25/16, 24/26 e 25/15, o time mineiro avançou para a próxima fase.

Pela frente, a equipe minastenista tem ninguém mais, ninguém menos que seu tradicional rival, o Praia Clube, de Uberlândia. A fase final da competição será disputada em Jaraguá do Sul, a partir do dia 31. 

Como foi o jogo 

Equilíbrio total no começo da partida, com a disputa ponto a ponto se estabelecendo. Mata-mata tem dessas coisas. Uma ligeira vantagem minastenista se consolidou, na parede que Acosta e Gattaz impuseram, levando ao 8/4.

Após a pausa, a equipe mineira deslanchou. Por outro lado, nada que o tricolor tentava ia para frente. Nem mesmo a entrada de Paula Borgo teve bom resultado. Administrando uma vantagem de 11 pontos ao longo do set, o Minas fechou a primeira parcial com um retumbante 25 a 10, após um erro de ataque do Fluminense.

O nervosismo tricolor era nítido, devido ao primeiro set. Cometendo erros crassos, coube ao Minas desfilar toda a sua qualidade. Tanto defensiva quanto ofensivamente, as donas da casa não davam o mínimo descanso.

Quando a vantagem do Minas aumentou para seis pontos, em 18 a 12, o técnico do Flu pediu tempo. Não adiantou. Nem mesmo o desafio favorecia o time carioca, que acusou duas vezes toque no bloqueio, sem sucesso. No erro de saque de Natasha, do Fluminense, segunda parcial fechada em 25 a 16 para o Minas.

Diferente do segundo set, o terceiro começou com os dois times em pé de igualdade. Mentalmente encaixado, o Fluminense ia dando trabalho e a margem de vantagem era mínima. Vendo a dificuldade que se aproximava, a esquadra minastenista acelerou o ritmo.

Chegando a estar na frente do placar, o tricolor carioca endureceu o páreo. As bolas mineiras, que caíram fácil nos outros sets, paravam na defesa. Vendo os erros se sucedendo, Nicola pediu tempo.

Mantendo-se na frente do placar, o Fluminense neutralizava as principais jogadas do Minas. Num ace, Macris empatou em 16 pontos o placar, acordando as donas da casa. A virada veio num erro de ataque pela paralela, em 19 a 18. Ainda assim, o tricolor levou a melhor, fechando em 26 a 24.

O quarto e decisivo set teve bons momentos das duas equipes, sendo desprovido de qualquer disparidade. Virando bolas com a qualidade conhecida, o Minas ia trilhando um bom caminho, que esbarrava no efetivo contra ataque do Flu.

Em meio a tanto equilíbrio, os detalhes fariam a diferença para determinar o destino do confronto. O detalhe subia a cada ataque do Fluminense: o paredão. Tendo no bloqueio o seu diferencial, o time minastenista consolidou vantagem, até fechar a partida em 25 a 15, três sets a um, e garantir a vaga na próxima fase.

VAVEL Logo