Valverde se diz orgulhoso após vitória contra Atléti, mas frisa: "Veremos o que espera no futuro"

Depois de mais uma vitória do Barcelona no Campeonato Espanhol e mantendo a invencibilidade na competição, Ernesto Valverde se mostrou muito contente com a vitória da equipe por 1 a 0 sobre o Atlético de Madrid. Destacando a atuação do Barça e de Messi na partida, o técnico Valverde ressaltou os oito pontos de vantagem que agora o Barcelona tem sobre o vice-líder Atleti, mas o técnico negou que o resultado tenha decidido o título espanhol.

Após a partida, Valverde destacou a grande atuação do Barcelona para vencer o Atleti no Camp Nou. O técnico se mostrou muito contente e orgulhoso com o resultado da equipe que abriu oito pontos para os rivais no duelo entre os líderes: “Estou orgulhoso de como jogamos. Em partidas deste nível nós correspondemos com garantias e hoje foi assim. Tudo aconteceu como o previsto. Era difícil chegar ao gol deles porque possuem uma grande defesa", analisou Valverde.

O técnico ainda completou falando sobre a dificuldade pelas duas equipes terem grandes goleiros e também sobre o desgaste do time, mas lembrou que para vencer o Atleti é preciso sofrer na partida. “Pouco a pouco nós conseguimos avançar. Sabíamos que os minutos iam passando e pesando devido à semana que levamos. Não tiveram ocasiões claras, mas também porque as duas equipes tem grandes goleiros. Nós sofremos, pois para ganhar do Atleti precisa sofrer”, finalizou sobre a partida.

Sobre a vantagem do Barcelona de oito pontos para o segundo colocado no campeonato, Valverde ressaltou que o título ainda não está ganho e, mesmo com o grande resultado contra o Atleti, muita coisa ainda pode acontecer. “Era uma partida muito importante neste sentido. Não é a mesma coisa estar a oito pontos do que estar a dois. O resultado não é definitivo, obviamente, mas damos um passo a mais. Agora veremos o que espera no futuro”, destacou Valverde sobre a vantagem.

O treinador também falou sobre a lesão de Iniesta, que teve de deixar a partida ainda no primeiro tempo. O capitão do Barça deixou os gramados com uma lesão muscular na coxa direita, onde fazia grande partida contra o Atleti. “Perdemos um jogador inigualável, não se pode substituí-lo. É único. Vamos esperar exames para ver o alcance de sua lesão. Parecia algo muscular importante, mas conseguiu seguir em campo e isso nos faz pensar que não é muito grave. Estava jogando uma partida incrível”, disse o técnico sobre o capitão.

Sobre as vaias e reclamações da torcida para André Gomes que entrou no lugar de Iniesta, Valverde defendeu o jogador dizendo que o público deve lhe dar ânimo, mas também não tirou a razão da torcida reagir como achar melhor. “O público pode se manifestar como achar que deve. Nós temos que fazer para o público a nossa parte. Gosto que a torcida anime os jogadores quando não estão bem para que se animem na partida. Há que se lutar contra isso para que as coisas mudem”, falou o treinador.

Valverde também não pode deixar de destacar Lionel Messi que, mais uma vez, foi decisivo e marcou o gol da vitória catalã. Com o gol de falta de Messi, o craque chegou a marca de 600 gols oficiais na carreira. “Não existe outro igual ele no mundo. Não sei o que eu faria se estivesse no Atleti, nem quero imaginar. Messi é o maior temor que um rival pode ter, mas quando ele está na sua equipe, é a esperança”, exaltou o comandante.

O Barcelona agora descansa nesta semana e volta aos gramados apenas no próximo sábado (10), onde enfrenta fora de casa o Málaga, às 16h45, no estádio La Rosaleda. A partida será válida pela 28ª do Campeonato Espanhol, onde o Barcelona é líder isolado com 69 pontos, oito a mais que o vice-líder Atlético de Madrid.

VAVEL Logo