Salah e Mané marcam, Liverpool vence Chelsea e reassume ponta da Premier League
(Foto: Reprodução/Liverpool)

Salah e Mané marcam, Liverpool vence Chelsea e reassume ponta da Premier League

Partida teve como destaque equilíbrio e poucas oportunidades dadas pelas defesas, mas o brilho individual do egípcio e do senegalês deram a vitória para os Reds, que seguem firmes na briga pelo título

bernardocald21
Bernardo Drummond

oEm um dos maiores clássicos da Inglaterra, o Liverpool derrotou o Chelsea em casa, por 2 a 0, pela 34ª rodada da Premier League e retomou a liderança do campeonato. Salah e Mané marcaram os gols. 

A partida era a destaque nessa rodada do campeonato inglês e era esperado um grande jogo, o que realmente ocorreu. Cada equipe tinha um modelo de jogo, o Liverpool por jogar em casa jogava como sempre, atacando e encurralando o adversário, já o Chelsea de Sarri, optou por jogar no contra ataque, e até por isso iniciou o jogo sem um nove clássico, jogando com Hazard como um falso 9.

O Liverpool começou pressionando muito e aos cinco minutos, Hudson-Odoi errou um passe e Mané acha espaço pela esquerda e cruzou muito bem para Salah, que dá um belo voleio dentro da área exigindo uma bela defesa de Kepa.

O jogo estava muito estudado o Liverpool tocando a bola no campo adversário, sem ter espaço para criar chances, mas aos 22 David Luiz achou um belo lançamento para Willian, que partiu livre, cortou para a direita e arriscou um perigoso chute de fora da área, passando a direita da trave de Alisson.

Os comandados de Klopp continuavam pressionando o adversário com a posse de bola no campo adversário e pressionando a saída de bola dos Blues, até que, aos 39, Loftus-Cheek perdeu a bola para Salah que achou Mané, e arriscou um chute colocado causando muito perigo ao gol de Kepa.

O primeiro tempo teve como característica a enorme posse de bola dos mandantes, e as tentativas muitas vezes falhas de saída com velocidade do Chelsea buscando o contra ataque. No segundo tempo, nenhuma das equipes providenciou mudanças.

As disposições dos dois times continuavam as mesmas, e aos cinco do segundo tempo, depois de uma falha de marcação, Salah tabelou com Alexander-Arnold, e o egípcio cruzou com perfeição para Mané, que de cabeça, abriu o placar para os Reds.

O gol deu confiança ao time do Liverpool, e principalmente para Salah. Aos oito, o egípcio recebeu um passe de Van Dijk, levou para a canhota e soltou um petardo maravilhoso, sem chances para o goleiro espanhol Kepa, fazendo dois a zero, tranquilizando o jogo para os donos da casa.

Com os dois gols sofridos quase que um atrás do outro, Maurizio Sarri providenciou uma alteração, a entrada de Higuaín no lugar de Hudson-Odoi, o que já surtiu quase um efeito imediato em sua equipe, e aos 14 da etapa final, Hazard recebeu um maravilhoso lançamento de Emerson, entrou na área totalmente livre, finalizou tirando do goleiro Alisson, mas acabou acertando o poste.

O Chelsea cresceu na partida, e aos 16, de novo com Hazard, arriscou um chute forte e Alisson fez uma bela defesa.

A resposta do Liverpool foi quase imediata, aos 19, em um contra ataque, Salah carregou a bola até a área e finalizou tentando tirar do goleiro Kepa, que não alcançou a bola, porém o chute passou muito perto da trave e saiu.

O jogo deu uma esfriada e o ritmo abaixou, assim o Liverpool tinha total controle do jogo e o Chelsea não parecia ter mais reação. Aos 80' em escanteio cobrado por Alexander-Arnold, Matip desviou a bola que tinha rumo certo pro gol, até que Barkley, em cima da linha evitou o terceiro gol doLiverpool.

E assim o Liverpool acabou com um tabu de mais de seis anos sem vencer o Chelsea no Afield, a ultima vitória foi em 2012, e episódios como a fatídidica escorregada de Gerrard ficaram marcados nesse grande cláasico, que cada detalhe é decisivo.

VAVEL Logo