Bola de Ouro: "Foi duro quando Ronaldo se igualou a mim", declara Messi
Foto:Reprodução/Francefootball

Sim, é verdade. Messi é humano. Quem ainda tinha dúvidas pode dormir sossegado porque o argentino confessou ter ficado bastante chateado quando Cristiano Ronaldo empatou a premiação em Bolas de ouro. Eram 5 para cada um. Agora, o astro do Barcelona está mais uma vez na frente.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Ballon d’Or (@francefootball) em

2017 foi um ano duro para Messi. Era a segunda Bola de ouro consecutiva de Ronaldo, que praticamente tinha conquistado tudo que havia disputado. Tanto pelo Real Madrid, como pela seleção portuguesa. Portugal venceu a França em Paris, na final da Eurocopa em 2016, com um CR7 comandando o time fora de campo mesmo estando lesionado.

Messi foi categórico ao falar: "por um lado, gostava de ter cinco e ser o único. Quando o Cristiano me igualou, admito que me custou um pouco, não estava sozinho no topo". Com, humildade ainda reconheceu o talento do rival, agora na Juve: "Nesse momento, o Cristiano tinha mérito de levar a Bola de Ouro e eu não podia fazer muito mais".

O argentino destacou a importância do jogo coletivo e de vencer a maior competição européia de clubes, a Champions League, o que contribuiria e muito para o sucesso dentro de uma premiação do tamanho do Ballon d'or: "Os títulos da equipe são os mais importantes, ainda que os individuais tenham grande valor". 

E finalizou honestamente: "eu percebo porque não ganhava [em 2017]. Não cumpríamos o objetivo de ganhar a Champions e essa é a competição que dá mais oportunidades de levar a Bola de Ouro. Quando Cristiano ganhava troféus era porque fazia temporadas muito boas e vencia a Champions, além de ser determinante".

Lionel parece ter aprendido com as derrotas que a carreira lhe impôs. Resta saber qual o limite que ele colocará para as conquistas que ainda estão por vir.

 

VAVEL Logo