Quarta seleção africana em quartas de final de Copas, Marrocos busca inédita semi para o continente
Foto: Divulgação | Marrocos

Os africanos voltam a fazer história em Copas do Mundo, após 12 anos, mas, dessa vez, no Catar em 2022. Marrocos fez um jogo surpreendente, de igual para igual com a Espanha no tempo regulamentar e também na prorrogação, mas fez história mesmo ao vencer nas penalidades e se tornar a quarta seleção africana a alcançar uma vaga nas quartas de final, os mesmo enfrentaram Portugal neste sábado (10), em busca de uma vaga na semifinal.

Em sua trajetória no Catar, a equipe marroquina não passou sem marcar, se classificando em primeiro lugar no F, com duas vitórias diante da Bélgica e Canadá, e dois empates diante de Croácia e Espanha, ou seja, não perdeu nenhum jogo e só tomou um gol, contra, quando Aguerd mandou contra o próprio gol após uma bola cruzada na área.

Camarões choca o mundo

Foto: Divulgação| Fifa
Foto: Divulgação| Fifa

A história de sucesso de africanos em Copas não começou no Catar, mas sim, na Copa da Itália em 1990, quando Camarões se consagrou como a primeira seleção africana a chegar na fase mata-mata, ou melhor, nas quartas de finais, passando em primeiro lugar no Grupo B e mostrando que seria um torneio diferente logo em sua estreia, quando diante da Argentina, a atual campeã da edição anterior, os africanos surpreenderam com uma vitória por 1 a 0.

Já nas oitavas, conhecidos como "Leões Indomáveis", a seleção de Camarões, venceu a Colômbia, por 2 a 1. Apesar de ter não ter tido um bom desempenho, criando poucas oportunidades, mas conseguindo ser certeira na prorrogação e marcando duas vezes com Roger Milla, Redí diminuiu para os colombianos. Uma curiosidade discutida até hoje, é o segundo gol dos leões, pois o goleiro Higuita da Colômbia, acostumado com lances inusitados, estava próximo da intermediária quando perdeu a bola para o camaronês, que não perdeu tempo e correu, mandando para o fundo das redes, na maior facilidade.

Já nas quartas, os então "Leões Indomáveis, foram domados pela Inglaterra, mas não pense que foi fácil, a equipe perdeu para os ingleses por 3 a 2, dando assim "arrivederci" ao mundial, mas também carimbando uma ótima campanha.

Senegal brilha em participação inédita 

Foto: Divulgação| Fifa
Foto: Divulgação| Fifa

A África voltou a ser muito bem representada em 2002, por Senegal, que chegou as quartas em uma edição inédita, onde dois países Japão e Coréia do Sul sediaram juntos a décima sétima edição. Passando como segundo melhor do Grupo A, com cinco pontos, eliminando a campeã do mundo na época, a França. Nas oitavas de final, eliminou a Suécia, por 2 a 1, com dois gols de Henri Camara. Já nas quartas, a seleção senegalesa empatou com a Turquia, sem gols, a partida se encaminhou para a prorrogação e nela, a seleção da Turquia foi mais eficiente, logo nos primeiros minutos da prorrogação, İlhan Mansız marcou o único gol do jogo, que anotou o fim da competição para os africanos.

Gana fica perto de inéditas semifinais

Foto: Divulgação| Fifa
Foto: Divulgação| Fifa

No ano de 2010, em primeira Copa realizada no continente africano, na África do Sul, Gana foi quem fez a última campanha em que um país africano ficou entre os oito melhores da Copa do Mundo. Os Ganeses passaram em segundo no Grupo D, e nas oitavas de final, venceram os Estados Unidos, por 2 a 1, em jogo apertadíssimo na prorrogação, e foi as quartas de final, contra o Uruguai.

O jogo, foi "o jogo", bastante frustrante para os africanos, que não conseguiram produzir tanto com "facilidade", mas levaram a partida contra os uruguaios para a prorrogação. Na primeira etapa, Muntari fez para Gana, mas Forlán, eleito posteriormente o craque da Copa, empatou.

Logo em seguida, Gana teve a oportunidade de passar para a grande semifinal, já nos acréscimos, Luís Suárez, sem querer, na entrada da área da Celeste, tirou uma bola em cima da linha com as mãos, uma grande defesa, mas ele não era o goleiro.

O jogador foi imediatamente expulso e chorando muito, viu Asamoah Gyan acertar o travessão, e comemorou, pois assim a partida foi para a disputa por penalidades. Ruim pra Gana, que ficou frustrada ao desperdiçar a grande oportunidade e não superou a Celeste, que se classificou para a semifinal.

VAVEL Logo