Classificados na Champions, Bayern de Munique e PSG duelam pela liderança do Grupo B

Vantagem do clube francês é considerável, Bayern terá que vencer por quatro gols de diferença para retirar adversário do primeiro lugar

Classificados na Champions, Bayern de Munique e PSG duelam pela liderança do Grupo B
Foto: Jean Catuffe/Getty Images
Bayern
Paris Saint-Germain
Bayern: Ulreich, Kimmich, Boateng, Hummels, Rafinha; Martinez, Vidal, Coman, James, Müller; Lewandowski.
Paris Saint-Germain: areola; Dani Alves, Thiago Silva, Marquinhos, Kurzawa; Rabiot, Verratti, Draxler; Mbappé, Neymar, Cavani.
ÁRBITRO: Cuneyt Çakır (TUR)

A Allianz Arena será palco do reencontro entre dois candidatos ao título da Uefa Champions League desta temporada. O Bayern de Munique encara o Paris Saint-Germain pela sexta rodada do Grupo B, nesta terça-feira (5), valendo a liderança. No jogo do turno, a equipe francesa venceu por 3 a 0 e vai com esta vantagem, já que o primeiro critério é o confronto direto. A bola rola às 17h45, horário de Brasília.

Na Alemanha, o cenário segue o mesmo dos últimos anos. O Bayern lidera a Bundesliga. O time bávaro passou por momentos complicados, culminando na troca de comando. Ancelotti saiu após derrota para o PSG e entra Jupp Heynckes, que seguirá até o final da atual temporada. Atual segundo colocado do Grupo B, a equipe soma 12 pontos e precisa vencer por quatro gols de diferença para assumir o primeiro lugar, buscando um cenário mais favorável para o sorteio da oitavas.

Do lado francês, o improvável aconteceu. O PSG perdeu sua invencibilidade para o modesto Strasbourg, na última rodada da Ligue 1. Porém, segue na ponta da tabela, possuindo nove pontos de vantagem para o segundo colocado Lyon. Com o título nacional encaminhando, – ainda mais agora com o alerta ligado após o tropeço – a Champions segue sendo o objetivo da temporada. São 15 pontos em cinco jogos disputados, 24 gols pró e apenas um tento sofrido.

+ Saiba o que seu time precisa fazer para avançar de fase na Uefa Champions League

Heynckes aposta no coletivo para frear o individualismo do PSG

O histórico de confrontos não é favorável ao clube alemão. Em sete jogos, o PSG venceu cinco e o Bayern levou a melhor em apenas dois. Tais vitórias bávaras aconteceram em casa. Todos os jogos foram válidos por fases de grupos da Champions. Antes desta temporada, o último encontro aconteceu em outubro de 2000, com o FCB vencendo por 2 x 0.

Questionado sobre os gastos gigantescos feitos pelo PSG para conquistar o título máximo do continente, Jupp Heynckes disse: “Assim vai o futebol, mas isso não quer dizer obrigatoriamente que essas equipes devem ganhar a Liga dos Campeões. Uma equipe que quer ganhar esta competição precisa de jogadores de alto nível, mas também ser homogênea, cultivar uma boa atmosfera, o respeito mútuo entre jogadores. As equipes que têm tudo isso são as que ganham a Liga dos Campeões. Espírito e trabalho em equipe irão ganhar para você a Champions, não apenas superstars.

Sobre Neymar, o técnico do Bayern enalteceu o brasileiro, mas ele lembrou a goleada aplicada pelo Bayern no Barcelona por 7 a 0 no agregado: “Neymar eu conheço perfeitamente, vi todos seus jogos no Barcelona pela televisão. Sabemos como ele joga, que é um atacante que gosta de assumir o jogo, que é forte no drible, muito criativo e perigoso diante do gol. Mbappé tem em si uma incrível classe. Vamos tentar resolver esses problemas pelo coletivo. Também não foi fácil contra Messi e Iniesta em 2013. Mas estes são apenas seres humanos. E nossos atacantes não são tão ruins, a defesa rival deve também pensar em como lidar com isso.

Mas se o PSG tem um grande time, isso se deve muito ao técnico Unai Emery, ele é muito rigoroso e tenta formar uma equipe de alto nível com jogadores de alto nível”, disse o técnico elogiando seu colega de trabalho.

A equipe escalada deverá ser a mesma que venceu o Hannover. Ribery e Alaba são opções que retornam de lesão. Arjen Robben (lesão na coxa), Juan Bernat, Thiago e Manuel Neuer (problema de cicatrização após lesão no pé) ainda seguem ausentes.

Após primeira derrota na temporada, PSG busca manter liderança do grupo

O Paris Saint-Germain treinou nesta segunda-feira (4) em seu CT, depois o elenco viajou para Munique. Thiago Silva, poupado na derrota diante do Strasbourg, está de volta aos relacionados. Thiago Motta segue se recuperando da artroscopia no joelho e deverá retornar em breve. Lucas e Ben Arfa seguem fora do grupo. O brasileiro é por opção técnica, o francês ainda não ganhou chances, vivendo momento delicado internamente.

Neymar poderá quebrar um recorde histórico nesta terça. Se o atacante marcar diante do Bayern, ele será o primeiro jogador a balançar as redes em todas as seis rodadas da fase de grupos de uma mesma edição da Champions. O Paris já detém o recorde de melhor ataque nesta fase, com 24 tentos e um jogo por fazer.

O técnico Unai Emery participou da entrevista coletiva e analisou o duelo de logo mais. Para o espanhol, o time encontrará dificuldades mesmo com a vantagem na tabela: “O objetivo é dar um grande passo nesta Liga dos Campeões. Na tabela, ambos estamos classificados para as oitavas de final. Nós queremos o primeiro lugar. O Bayern é muito forte em casa. Queremos dominar o jogo com a nossa ideia. Sabemos que podemos nos adaptar ao nosso oponente.

Nossa exigência é muito alta, mas é positiva. Queremos jogar bem amanhã. As dificuldades serão boas para nós. Todos os duelos individuais, coletivos e táticos são importantes para aumentar nossa confiança, para superar essas dificuldades. Então pensamos em todos os jogos. Quando coisas ruins acontecem, nós aprendemos e tentamos entender o porquê. Mas trabalhamos para o presente”, comentou o técnico do PSG fazendo alusão ao resultado negativo diante do Strasbourg.