Invicto em 2018, Milan enfrenta Ludogorets pela Europa League

Diavolo ainda não sabe o que é perder em 2018 mas seguem se recuperando de um mal primeiro turno na Serie A; Enquanto os adversários seguem liderando o seu campeonato nacional e já despacharam gigantes na Europa League

Invicto em 2018, Milan enfrenta Ludogorets pela Europa League
Equipe de Gennaro Gattuso venceu quatro dos seis jogos que disputou em 2018 (Foto: Alessandro Sabattini/Getty Images)
Ludogorets
Milan
Ludogorets: Broun; Cicinho, Moti, Plastun; Sasha, Anycet, Dyakov, Marcelinho; Misidjan. Lukoki e Swierczok. Técnico: Dimitar Dimitrov.
Milan: Donnarumma; Calabria, Bonucci, Romagnoli, Rodriguez; Biglia, Kessie, Bonaventura, Çalhanoglu; Suso e Cutrone. Técnico: Gennaro Gattuso.
ÁRBITRO: Milorad Mažić (SRB)
INCIDENCIAS: Confronto de ida, válido pela fase de 16 avos da Europa League. A partida acontece às 16h00, na Ludogorets Arena, em Razgrad, na Bulgária.

Depois de uma pausa de inverno, as competições continentais voltam e a Europa League desta quinta-feira (14) dá as caras novamente com a fase de 16 avos. O Milan vai à Bulgária enfrentar o Ludogorets, às 16h00, na Ludogorets Arena, em Razgrad.

O Diavolo vem de um bom momento no comando de Gennaro Gattuso e segue invicta em 2018. Nos últimos seis jogos, somando a Copa Itália e Serie A, o Milan venceu quatro partidas e empatou duas, seguindo em recuperação depois de um início de temporada aquém do que lhe era esperado.

Já o Ludogorets, por sua vez são líderes do campeonato búlgaro, com 48 pontos, um a mais do que o segundo colocado, o CSKA Sófia. A equipe, comandada por Dimitar Dimitrov, venceu 15 jogos dos 20 em que disputou até agora, com apenas duas derrotas e três empates, seguindo em boa fase.

Entrando no ritmo da Europa League

Embora tenha liderado o grupo D durante toda a primeira fase, o Milan chegou a ser ameaçado a perder a liderança, visto que nas últimas atuações, ainda no comando de Vincenzo Montella, o Milan não convenceu e empatou duas vezes com o AEK Atenas e perdeu por 2 a 0 para o Rijeka na última rodada dos grupos.

Contudo, o Milan de agora chega com moral para a partida, visto que Gattuso conseguiu 'dar uma cara' aos rossoneri que aparentavam falta de ambições e dificuldades dentro e fora de campo. Agora, o cenário mudou e a boa fase vem rendendo frutos, principalmente para o atacante, cria da base milanista, Patrick Cutrone. O jovem italiano anotou dois gols na última partida da Serie A, contra a SPAL.

(Foto: Alessandro Sabattini/Getty Images)

Além de Cutrone, a defesa que vinha cometendo erros que normalmente não se eram esperados pela experiência do zagueiro, Bonucci, também se entrosou e agora só sofreu três gols em 2018. 

Com o time em harmonia, Gattuso busca a sua primeira vitória na competição, visto que assumiu logo na partida contra o Rijeka, saindo derrotado. Contudo, Rino teve tempo e trabalhou a equipe que tem a missão de desafiar o frio da Bulgária para manter a fase que vem vivendo.

Surpresa do grupo C

A modesta equipe da Bulgária, onde o futebol acaba não gerando tanta visibilidade quanto nos outros países, surpreendeu nesta edição da Europa League. Os búlgaros eram considerados os azarões do grupo C, que tinha Braga, Hoffeinhein e Basaksehir. Com os portugueses do Braga se classificando em primeiro, o Ludogorets deu trabalho para os outros adversários, empatou três vezes e perdeu apenas uma vez, além de contar com apenas duas vitórias, mas que foram o bastante para arrancar uma classificação.

Os búlgaros também são famosos por terem em seu plantel diversos brasileiros. O destaque fica para Marcelinho, que já tem dois gols na Europa League, e o para o goleiro Renan, ex-Botafogo e Avaí.

(Foto: Catherine Ivill/Getty Images)

Entretanto, a equipe do técnico Dimitrov estará desfalcada para a partida com dois titulares de fora. O brasileiro Natanael Keşerü estão cumprindo suspensão e lateral, Cicinho está pendurado e caso tome um cartão na partida, estará fora do jogo de volta, no San Siro.

Apesar dos desfalques, os búlgaros não se intimidam com clubes de maior expressão na Europa. Durante a fase de grupos, o Ludogorets conseguiu as duas vitórias que teve em cima dos alemães do Hoffeinheim e empataram o segundo jogo com o Braga, demonstrando que não brincam em serviço quando o assunto é Europa League.