Balotelli marca duas vezes, Nice atropela Monaco e quebra invencibilidade do rival na Ligue 1

No derby do sul da França, Nice domina completamente o jogo e repete goleada da temporada passada; Monaco sofre primeira derrota após 16 vitórias seguidas

Balotelli marca duas vezes, Nice atropela Monaco e quebra invencibilidade do rival na Ligue 1
Foto: Divulgação/Nice
Nice
4 0
Monaco
Nice: Souquet, Marlon, Le Marchand, Jallet; Koziello (N.Mendy, Min. 85), Seri, Lees-Melou; Pléa, Saint-Maximin (Walter, Min. 79), Balotelli (Ganago, Min. 74).
Monaco: Subasic, Sidibé, Glik, Jemerson, Jorge; Moutinho, Fabinho, Lopes (Carrillo, Intervalo), Lemar (Ghazzal, intervalo); Diakhaby, Falcao (Jovetíc, Min. 70).
Placar: 1 a 0, Balotelli; 2 a 0, Pléa; 3 a 0, Balotelli; 4 a 0, Ganago.
ÁRBITRO: Clement Turpin (FRA), Cartões Amarelos: Jallet, Jorge, Balotelli.
INCIDENCIAS: Partida realizada pela 5ª rodada do Campeonato Francês, realizada no estádio Allianz Riviera.

Após um início de campeonato ruim, o Nice goleou o rival Monaco no Derby de la Côte d'Azur por 4 a 0, em partida realizada neste sábado (9) válida pela quinta rodada da Ligue 1. Os gols do passeio foram marcados por Mario Balotelli, duas vezes, Pléa e pelo jovem Ganago, de 18 anos.

A partida ficou marcada por uma excelente atuação defensiva do time da casa e pelas estreias do brasileiro Marlon, como titular do Nice, e do montenegrino Jovetíc - novo camisa 10 do Monaco - que entrou na segunda etapa.

O Monaco precisava vencer para que o PSG não se isolasse na ponta do campeonato, então foi com tudo atacar o time da casa e pressionar no campo de ataque, no entanto não conseguiu achar espaços na defesa do Nice e sofreu com os contra-ataques mortais do time da casa. O rubro-negro teve grande atuação defensiva, e é necessário destacar o capitão Seri, que ditou o ritmo no meio-campo.

O próximo do compromisso do Monaco é dentro de casa contra o Strarbourg. O Nice vai ao Roazhon Park enfrentar o Rennes. Apesar da derrota, o Monaco continua na segunda colocação atrás do PSG por três pontos.

Logo nos minutos iniciais, o Nice teve boas chances criadas pelo lado direito do campo com Jallet, até que aos cinco minutos o time da casa decidiu ser mortal. Após chance perdida de Pléa cara a cara com o goleiro em contra-ataque, Balotelli recebeu cruzamento na área e quando ia finalizar, foi puxado por Sidibé.

O próprio Balotelli - com a sua famosa - frieza para pênalti, bateu forte e abriu o placar. Após marcar o primeiro gol, o Nice decidiu se fechar mais e esperar o Monaco vir com tudo para cima. O time de Leonardo Jardim caiu na armadilha. Não demorou muito para que o Nice ganhasse uma nova chance de contra-ataque, nesta Pléa não perdoou e ampliou o placar. Durante o resto do primeiro tempo os monegascos tentaram pressionar no campo de ataque, porém sem sucesso, a defesa do Nice não dava espaços e terminou assim o primeiro tempo.

No segundo tempo, Leonardo Jardim promoveu duas substituições visando mudar o jogo: Entraram Ghazzal e Carrillo, no lugar de Lopes e Lemar, que tiveram péssimas atuações. No entanto, as substituições não surtiram efeito e o Monaco continuou com as mesmas dificuldades para criar.

O Nice ampliou a vantagem: após cochilo da defesa monegasca, Balotelli recebeu cruzamento rasteiro livre de marcação, e marcou seu segundo gol no jogo. Após levar mais um gol, o Monaco ficou desnorteado e totalmente entregue em campo, então, visando testar o time, o técnico do Monaco decidiu promover a estreia de Jovetic no lugar de Falcão, porém o time monegasco estava apagado em campo e não conseguia fazer a bola chegar nos atacantes.

Visto que seu adversário estava entregue em campo, o Nice ousou e após bom passe, Ganago que havia entrado no lugar de Balotelli ficou cara a cara com o goleiro Subasíc, o driblou e decretou a goleada, igualando o mesmo placar da temporada passada.