Unai Emery vê PSG 'pronto' para encarar Real Madrid e projeta 'maior partida possível'

Técnico do PSG afirmou que sua equipe está pronta para mostrar que está no mesmo nível dos vencedores; Neymar segue liberado pela direção

Unai Emery vê PSG 'pronto' para encarar Real Madrid e projeta 'maior partida possível'
Foto: Divulgação/PSG

O Paris Saint-Germain conheceu nesta segunda-feira (11) seu adversário nas oitavas de final da Uefa Champions League. O sorteio realizado em Nyon, na Suíça, colocou o Real Madrid no caminho da equipe francesa. A definição do confronto será no Parc des Princes, em março.

Primeiro colocado do Grupo B, o PSG tinha a expectativa de encarar um adversário mais acessível nas oitavas da Champions. Porém, o desempenho abaixo do esperado tido pelo Real Madrid colocou o clube espanhol no Pote 2 do sorteio. O cenário mais desfavorável aconteceu, colocando Neymar e Cristiano Ronaldo frente a frente cedo no torneio.

Diretor do PSG, Maxwell mostra confiança diante do Real Madrid: "Estamos prontos para isso"

Nasser Al-Khelaifi abriu o cofre e trouxe dois grandes nomes para a equipe, obviamente, buscando o tão sonhado título da competição continental. Para manter o objetivo vivo nesta temporada, a equipe terá que eliminar o maior campeão, Real Madrid, que conquistou os dois últimos títulos. Neymar, que mudou de equipe em busca de protagonismo, terá sua grande chance.

Unai Emery concedeu entrevista coletiva nesta segunda, o técnico analisou o resultado do sorteio: “Estou feliz. Queremos jogar a maior partida possível. Dois candidatos ao título vão se enfrentar. Todos os fãs de futebol vão querer assistir isso. Este é o nível que queremos. O Real venceu as duas últimas Champions League, eles têm uma ótima história.

A equipe está pronta, demonstraremos que estamos no nível das equipes vencedoras. Zinedine Zidane? Ele tem uma grande carreira, como jogador e hoje como treinador. Ele é o melhor treinador que o Real poderia ter”, completou Emery.

O jogo de ida acontecerá em fevereiro, a volta no mês seguinte. Este período será usado para tranquilizara o ambiente, aparar as arestas e, principalmente, melhorar o desempenho da equipe, que deixou a desejar em suas exibições. Tanto Emery como os jogadores sabem que precisam evoluir para enfrentar de igual para igual adversários de grande porte. O jogo burocrático, conseguindo gols através da fragilidade do adversário pode funcionar – na maioria das vezes – na Ligue 1, mas é praticamente impossível no mata-mata da UCL.

Neymar teve atuação frustrante diante do Bayern de Munique (Foto: Boris Streubel/Getty Images)

Principal estrela da equipe, Neymar pediu liberação para resolver problemas particulares no Brasil. O clube aceitou e o atleta ainda não tem data para retornar. É provável o desfalque dele no jogo diante do Strasbourg, nesta quarta-feira (13), pela Copa da Liga Francesa.

Neymar me ligou no sábado, quando estávamos encerrando a preparação [para o jogo contra o Lille]. Ele me disse que tinha algo de família e que, se o clube e eu lhe déssemos a possibilidade de estar no Brasil para resolver este problema, seria importante para ele”, disse o técnico, apontado pela imprensa como desafeto do craque. Tal informação é negada por ambos.

Emery explicou a situação e não cravou o prazo de retorno do seu camisa 10: “O mais importante é a pessoa, depois o jogador. Conversamos com Antero [Henrique, diretor esportivo]. Demos a permissão para viajar. Espero que volte em três ou quatro dias, mas antes ele precisa resolver esse problema. Vamos esperar que esteja pronto para voltar. Não sei se ele vai voltar amanhã para a partida de quarta-feira. Primeiramente, ele precisa estar tranquilo com seu problema.