Internazionale sofre pressão do lanterna Benevento, mas vence com dois gols de Brozovic

Equipe nerazzurri joga mal, mas conta inspirado Brozovic para manter invencibilidade; Inter 'rouba', momentaneamente, segunda posição da rival Juventus

Internazionale sofre pressão do lanterna Benevento, mas vence com dois gols de Brozovic
(Foto: Carlo Hermann/AFP/Getty Images)
Benevento
1 2
Internazionale
Benevento: Belec; Letizia, Djimsiti, Costa, Venuti; Cataldi, Viola (Lazaar, min. 84), Memushaj (Chibsah, min. 66); Lombardi (Parigini, min. 72), Iemmello, D’Alessandro. Técnico: Marco Baroni.
Internazionale: Handanovic; D’Ambrosio, Skriniar, Miranda, Nagatomo (Nagatomo, min. 84); Vecino, Borja Valero (Gagliardini, min. 78); Candreva (João Mário, min. 51), Brozovic, Perisic; Icardi. Técnico: Luciano Spalletti.
Placar: 0-1, min. 19, Brozovic. 0-2, min. 22, Brozovic. 1-2, min. 42, D'Alessandro.
ÁRBITRO: Daniele Doveri (ITA). Cartões amarelos: Valero (min. 31), Lombardi (min. 64), Miranda (min. 68), Vecino (min. 74)
INCIDENCIAS: Partida válida pela sétima rodada da Serie A 2017/18, realizada no Estádio Ciro Vigorito, em Benevento, Itália.

Na manhã deste domingo (1º), a Internazionale foi ao Estádio Ciro Vigorito visitar o lanterna Benevento. Embalada pelo brilho individual de Marcelo Brozovic, a equipe de Luciano Spalletti não jogou bem, mas cumpriu a sua missão e somou mais uma vitória na Serie A: 2 a 1, com gols de Brozovic. D'Alessandro descontou para os donos da casa.

A vitória levou a Inter à segunda colocação da Serie A, com 19 pontos somados, ultrapassando momentaneamente a rival Juventus e ficando a dois pontos do líder Napoli. A equipe de Spalletti ainda não perdeu na competição: são seis vitórias e apenas um empate. Já o Benevento segue sua saga na elite do futebol italiano: nenhum ponto somado em sete partidas, 18 gols sofridos e apenas dois tentos anotado.

Por conta da data FIFA para disputa das Eliminatórias Europeias, as equipes só voltam a campo pela Serie A em duas semanas. A Internazionale terá pela frente o clássico de Milão, mais conhecido como Derby della Madonnina, no dia 15 de outubro. O Benevento vai ao Estádio Marcantonio Bentegodi encarar o Hellas Verona, no dia 16.

#77 brilha, mas donos da casa não desistem

(Foto: Carlo Hermann/AFP/Getty Images)

O Benevento iniciou a partida com a mesma estratégia que vem adotando diante dos gigantes da Serie A. Se defendendo como pode e buscando o contra-ataque, os donos da casa até conseguiram, não sem passar sufoco, neutralizar as investidas interistas nos primeiros 15 minutos. Skriniar, Candreva e Brozovic criaram oportunidades, mas desperdiçaram.

Aos 19', todavia, a equipe nerazzurri conseguiu furar o bloqueio e tirou o 0 a 0 do placar. Candreva fez bela jogada pelo lado esquerdo de ataque e cruzou com perfeição para a área. Brozovic apareceu livre, no meio da marcação, e testou com firmeza, sem chance para o goleiro Belec: 1 a 0. O gol desarrumou os donos da casa e animou os visitantes, que foram pra cima buscando aumentar o placar.

Três minutos após o gol que inaugurou o marcador, Brozovic brilhou mais uma vez. O croata assumiu a responsabilidade e cobrou falta frontal, quase na altura da meia-lua, com perfeição. A bola estufou o ângulo esquerdo de Belec, para a festa dos interistas presentes no Ciro Vigorito: 2 a 0.

Em desvantagem e sem nada a perder, o time da casa se lançou ao ataque. Aos 25', Memushaj teve chance de diminuir o prejuízo, mas viu sua finalização explodir na trave. Aos 29', o atacante D'Alessandro parou em boa defesa de Handanovic. A coragem da equipe giallorossi foi premiada aos 42', quando o camisa 7 do Benevento, D'Alessandro, bateu Handanovic e balançou as redes, 2 a 1.

Inter burocrática e sufoco

(Foto: Maurizio Lagana/Getty Images)

A equipe de Luciano Spalletti voltou para a segunda etapa praticamente irreconhecível. Pouco ousada e pouco criativa, a Inter se resumiu a esperar o tempo passar e praticamente assistiu os donos da casa assumirem o controle da partida. Percebendo a apatia de seu rival, o Benevento foi pra cima, mas esbarrava nas suas evidentes deficiências técnicas. Aos 13', D'Alessandro teve a chance de igualar o marcador, mas sua cabeçada explodiu na trave de Handanovic.

Nem mesmo o susto fez a Internazionale acordar na partida. Spalletti promoveu alterações, levando a campo João Mário e Gagliardini. Perisic e Mauro Icardi, referências técnicas da equipe de Milão, pouco criaram e não levaram grande perigo à meta de Belec. Apesar dos esforços do Benevento, o sistema defensivo nerazzurri resistiu às velozes investidas de D'Alessandro, Parigini e Chibsah, assegurando mais uma vitória na Serie A.