Ventura explica ausência de Jorginho em chamadas anteriores da Itália: "Não se encaixa"

De acordo com treinador, jogador não era adequado ao sistema tático que a Itália vinha jogando

Ventura explica ausência de Jorginho em chamadas anteriores da Itália: "Não se encaixa"
Jorginho é um dos destaques do Napoli (Foto: Foto: Francesco Pecoraro/Getty Images)

Em coletiva de imprensa realizada nessa segunda-feira (6), o treinador da Itália, Giampiero Ventura, comentou sobre uma das novidades na convocação para os dois jogos da repescagem europeia, contra a Suécia: a presença do meio-campista ítalo-brasileiro Jorginho, do Napoli. O técnico explicou que não o chamou antes por entender que o jogador não cabia no esquema tático proposto, o 4-2-4.

"A experiência conta em jogos como esses, teremos dois jogos em 72 horas e por isso, chamei 27 jogadores. Temos quatro pendurados [Parolo, Verratti, Chiellini e Immobile] e não poderia chamar ninguém posteriormente. Não convoquei [Jorginho] antes porque as suas características não se encaixam com aquelas do sistema tático que propus", afirmou o experiente treinador ex-Torino.

+ Ventura aposta em Jorginho e Zaza para ajudar Itália a se classificar à Copa do Mundo

E quem mostrou muita felicidade com essa convocação foi o agente do atleta, o brasileiro João Santos. Ele afirmou categoricamente que Jorginho optou por defender as cores italianas, mesmo que não atue contra a Suécia. "Jorginho escolheu a Itália e não vai mudar de ideia se não jogar contra a Suécia. Ventura quer ir para o Mundial com mais de um esquema tático na mente e isso favorece o jogador que continuar atuando bem, poderá ir a Copa do Mundo", disse. 

Posteriormente, o agente também salientou que não existe nenhuma garantia por parte do treinador italiano da utilização do meio-campista e que nem poderia ser diferente. "Ele [Jorginho] não recebeu garantia do Ventura porque isso não pode existir num clube, muito menos numa seleção como a Itália. O jogador estava bravo por não ter vencido o último jogo com o Napoli, mas está tranquilo quanto a sua escolha que será defender a Itália", confirmou. 

Jorginho nasceu no Brasil, mas foi logo cedo para a Itália. Depois de se destacar no Hellas Verona, assinou com o Napoli, onde tem sido uns dos destaques do time e do campeonato nas últimas temporadas. Recentemente, o treinador brasileiro Tite admitiu estar observando o jogador, mas que não poderia dar uma chance para ele agora. 

Com isso, o Brasil pode ter perdido de vez a oportunidade de utilizar o jogador, já que a chance de Jorginho atuar nesse duplo confronto da Itália contra a Suécia em busca de uma vaga na Copa do Mundo de 2018, é grande. Os jogos serão nos dias 10 e 13 de novembro, em Estocolmo e Milão, respectivamente.