Com dois gols de Guerra, Palmeiras bate Ponte Preta e entra no G-6
Guerra brilha e Palmeiras vence mais uma partida ( Foto: César Greco / Ag Palmeiras)

O Palmeiras  venceu a Ponte Preta por 2 a 1 no Moisés Lucarelli pela 10º rodada do Campeonato Brasileiro. Com dois gols de Alejandro Guerra, o Verdão chega a sua segunda vitória consecutiva fora de casa. 

A Ponte Preta está na 10º colocação com 14 pontos, com quatro vitórias, dois empates e quatro derrotas.  Na próxima rodada, a Macaca enfrenta o Avaí fora de casa. 

Já o Verdão, com a vitória, chega aos 16 pontos na terceira colocação,  com cinco vitórias, um empate, e quatro derrotas. O Palmeiras enfrenta o Grêmio no Pacaembu na próxima rodada.

Primeiro tempo com final emocionante

O jogo começou truncado, com muitos passes errados, o Palmeiras mantinha a posse de bola, a equipe chegava ao ataque sempre utilizando Guerra e Róger Guedes. A Macaca apostava no contra-golpe com Lucca e Emerson Sheik. Mas as duas equipes não criavam chances de gol. 

A primeira grande chance da partida foi em um contra-ataque Alviverde, aos 22 minutos, Guerra arrancou pelo meio e soltou para Róger Guedes, o atacante invadiu a área e bateu cruzado, a  bola passou raspando a trave. 

 A Ponte Preta, por jogar em casa, adiantou sua marcação, dando espaço para o contra-ataque. O Palmeiras forçava seu jogo pela direita, com Róger Guedes e a ultrapassagem de Mayke, porém não conseguiu chegar até o gol de Aranha por conta de diversos erros de passe.

Os donos da casa só chegavam ao gol de Fernando Prass por meio da bola aérea, a principal oportunidade veio aos 33 minutos, quando Emerson Sheik pela esquerda cruzou para Lucca, a bola passou por todo mundo e obrigou Fernando Prass fazer uma boa defesa.

A proposta do contra-ataque do Palmeiras deu certo, aos 38 minutos Tchê Tchê lançou Guerra entre os zagueiros e saiu cara a cara com Aranha, o meia tocou por baixo do goleiro e abriu o placar. Mas a Ponte Preta respondeu rápido, dois minutos depois,   Renato Cajá rolou para Lucca que limpou de Mayke , que deu um lindo chute colocado para o fundo da rede.

O Palmeiras pressionou no final da primeira etapa, o jovem Gabriel roubou a bola e rolou para Guerra, o meia de primeira enfiou para Erik que devolveu para o Venezuelano com um lindo toque de calcanhar, Guerra saiu mais uma vez, cara a cara com Aranha e fez seu segundo gol na partida

Ponte Preta pressiona na segunda etapa, mas Verdão sai com a vitória

A Ponte iniciou o segundo tempo tentando pressionar o adversário, mas encontrava dificuldade  para furar a defesa palestrina, os alas não apoiavam, Renato Cajá sobrecarregado na armação, Lucca e Sheik bem marcados fazia com que a equipe não levasse perigo ao gol adversário. Já o Palmeiras manteve sua estratégia de saída rápida nos contra-ataques, porém ainda errava muito passe.

Os donos da casa empurraram o Palmeiras para o seu campo de defesa, a Macaca perdeu uma grande chance de gol aos 18 minutos, onde Emerson Sheik fez ótima jogada e rolou para Léo Artur, que invadiu a área sozinho e chutou para fora. O Verdão estava seguro em sua defesa, mas seus atacantes cansados não conseguiam puxar o contra-golpe e nem manter a posse de bola, dando o domínio da partida para o time Campineiro

No fim da partida o time inteiro da Ponte foi pra cima, aos 33 minutos, Felipe Saraiva fez uma jogada individual pela esquerda e bateu cruzado, Fernando Prass fez ótima defesa.  A equipe campineira apostava na bola esticada, o Palmeiras se defendia bem com Mina, Luan e Juninho. 

O clima esquentou no final da partida, Rodrigo após reclamar com juiz, recebeu cartão vermelho. Nos acréscimos Renato Cajá e Tchê Tchê geraram uma confusão e os dois também foram expulsos. A Ponte Preta ainda tentou o gol de empate no último lance, mas foi o Verdão que saiu com os três pontos.

 

VAVEL Logo