Grêmio e Cruzeiro travam batalha em Porto Alegre pelo primeiro jogo da semifinal

Com retrospecto positivo em Porto Alegre em jogos eliminatórios, o Cruzeiro encara o Grêmio, na noite desta quarta-feira (16), às 21h45, na Arena Grêmio, pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil. A Raposa perdeu para o Imortal em solo gaúcho apenas uma vez: em 1997, valendo pelo mata-mata da Copa Libertadores. Já o Imortal quer a vitória para levar vantagem ao duelo de volta, no Mineirão, na próxima quinta-feira (23), às 21h45.

Cruzeiro leva vantagem em mata-mata sobre o Grêmio, mas Tricolor espera repetir 2016

Na fase anterior, o Grêmio superou o Atlético-PR. Ganhou os dois jogos: em Porto Alegre, 4 a 0; na Arena da Baixada, 3 a 2. O Cruzeiro, por sua vez, deixou o Palmeiras para trás. Na ida, no Allianz Parque, um jogo louco: a equipe mineira fez um primeiro tempo impecável e marcou três vezes, mas sucumbiu na etapa final, deixando o time alviverde empatar. No segundo confronto, no Mineirão, os times empataram em 1 a 1, graças a um gol de cabeça do lateral-esquerdo Diogo Barbosa na reta final do embate.

+ Cruzeiro revê Grêmio pela Copa do Brasil, seu algoz na última edição; relembre duelos de 2016

Mais de 20 mil ingressos foram vendidos para o duelo entre Grêmio e Cruzeiro, nesta quarta-feira, em Porto Alegre

Um ano depois, os dois times se encontram novamente na mesma fase do mata-mata. Em 2016, o Grêmio deixou o Cruzeiro para trás, chegou à final e foi campeão, derrotando o Atlético-MG na decisão. O tricolor gaúcho venceu a equipe cruzeirense, por 2 a 0, na ida, em pleno Mineirão; na volta, um 0 a 0 que credenciou os comandados de Renato Gaúcho à finalíssima.

+ Em casa ou fora? Local dos jogos não tem sido problema para Grêmio buscar resultados

Quem vencer entre Grêmio e Cruzeiro enfrentará Botafogo ou Flamengo na final. Os rivais cariocas também medem forças nesta quarta-feira, às 21h45, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Grêmio sem Maicon

Um dos melhores times da atualidade no futebol brasileiro, o Grêmio pega o Cruzeiro nesta quarta-feira a fim de chegar a mais uma final de Copa do Brasil e ampliar o número de troféus da competição – são cinco títulos, um a menos que o próprio Cruzeiro.

Para a partida, o técnico Renato Gaúcho não pode contar com dois jogadores: o volante Maicon e o atacante Arroyo, ambos lesionados. O primeiro sentiu dores no tendão de Aquiles do pé esquerdo, no treino de segunda-feira (14). Por outro lado, o lateral-direito Edílson e o atacante Barrios retornam à equipe tricolor.

+ De criticado a exaltado: o crescimento de Pedro Rocha na temporada

Promessa de gols nesta noite, o atacante Pedro Rocha está confirmado no time titular. O jovem jogador, de 22 anos, atravessa grande fase. Ele marcou seis gols nos últimos seis jogos. No total, o camisa 32 foi às redes 11 vezes em 38 jogos nesta temporada.

O lateral Edílson acredita em um jogo complicado diante dos mineiros. Para o jogador, a equipe gremista precisa ficar atenta com o ataque celeste.

"A gente sempre tem respeito pela grande equipe do Cruzeiro, pelo plantel, tem jogadores de altíssimo nível. É uma semifinal, um jogo decisivo, contra um adversário que joga em altíssimo nível. Por isso, esperamos um jogo muito difícil. O Cruzeiro tem um ataque muito poderoso. Precisamos atacar e defender superbem para não levarmos gol", disse.

+ Importância de Luan: como o Grêmio funciona em função do camisa 7

Ao que tudo indica, o Grêmio vai a campo contra o Cruzeiro com Marcelo Grohe; Edílson, Kannemann, Geromel, Cortez; Arthur, Michel; Ramiro, Luan, Pedro Rocha; Lucas Barrios.

Muitos desfalques

O Cruzeiro vive uma epidemia de contusões. E não é de hoje; faz tempo que o departamento médico do clube não fica vazio. Ao todo, são sete atletas lesionados: os zagueiros Dedé e Manoel, o volante Ariel Cabral, o meia Arrascaeta e os atacantes Judivan e Rafael Marques. Destes, os quatro primeiros costumam ser titulares sob a batuta de Mano Menezes.

De Volta Redonda a Grêmio: trajetória do Cruzeiro na Copa do Brasil até a semi contra gaúchos

Para agravar a situação, o treinador cruzeirense não terá à disposição outros três jogadores. O zagueiro Digão e os atacantes Sassá e Rafael Marques não podem atuar pela Copa do Brasil com a camisa da Raposa por questões burocráticas. O trio chegou ao clube depois do término do prazo de inscrições para a competição, inviabilizando a participação deles.

Por outro lado, o meia Thiago Neves, grande destaque da Raposa, está confirmado. O camisa 30 é o artilheiro do time estrelado no Campeonato Brasileiro, com seis gols. Nesta temporada, o atleta participou de 37 jogos e marcou 12 tentos.

+ Frente a frente: equilíbrio no desempenho do Grêmio contra seu ex-técnico Mano Menezes

Com isso, Mano Menezes deve armar a equipe com Fábio; Lucas Romero, Léo, Murilo, Diogo Barbosa; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves, Alisson; Rafael Sóbis.

Em entrevista nessa terça-feira (15), Mano destacou o jogo coletivo do Grêmio. "Ninguém ganha tantos elogios de graça, às vezes podem haver pequenas discordâncias de uma para outra opinião. Mas, quando você é unanimidade como equipe, é sinal que você está fazendo um trabalho bem feito. O Grêmio está um pouco à frente como equipe. O Brasileiro mostra isso", considerou. "Mas sabemos que, no mata-mata, as coisas se equilibram mais. Depende muito daquele momento que joga. Mata mata é diferente. Podem acontecer coisas diferentes em 90 minutos que mudam a história do confronto", concluiu.

VAVEL Logo