Com promessa de bom público no Pacaembu, Santos recebe Nacional-URU pela Libertadores
(Foto: Divulgação/ Santos FC)

Apenas na segunda rodada da competição mais importante do continente, o Santos recebe o Nacional-URU nesta quinta-feira (15) pensando unicamente em uma vitória. O duelo será realizado no Estádio do Pacaembu, em partida válida pelo Grupo 6 da Libertadores da América

+Santos demite seis profissionais e anuncia completa reformulação no departamento médico do clube

Com o término da fase de grupos do Campeonato Paulista, o Peixe entra em uma semana plenamente decisiva para seus objetivos neste primeiro semestre de temporada. No domingo (18), os comandados de Jair Ventura visitam o Botafogo-SP no jogo de ida das quartas do estadual. Antes disso, recebem na capital paulista a equipe uruguaia em busca da primeira vitória para não se complicarem na Libertadores, após a derrota na estreia para o Real Garcilaso-PER, em Cuzco. Aos 17 anos, Rodrygo deve ser titular ao lado de Gabriel

Casa cheia? Mais de 10 mil ingressos já foram vendidos para o duelo no Pacaembu

Vice-líder do Campeonato Uruguaio, o Nacional perdeu apenas uma partida de suas 11 nesta temporada, para o Progreso, há duas semanas atrás. Na Libertadores, sua caminhada começou ainda nas fases eliminatórias, quando eliminou Chapecoense e Banfield, entrando assim no grupo do Peixe. Em sua estreia, empatou sem gols com o Estudiantes no Estádio Parque Central. Dentre seus prováveis titulares, os Bolsos terão na lateral-direita o experiente Fucile, que atuou pelo Santos no ano de 2012.

Em alta, Alison festeja 'melhor momento da carreira' 

Um dos pilares do bom início de temporada do meio-campo do Peixe, o camisa 5 Alison foi o escolhido para falar com os jornalistas nesta terça-feira no CT Rei Pelé. O jogador de 25 anos, revelado pelo clube santista, falou sobre seu momento, citando ainda sua evolução na saída de jogo: "Cada treino, cada jogo, cada ano que passa, a gente sempre evolui. Estou vivendo o melhor momento da minha carreira, o momento que estou mais feliz profissionalmente. A convivência com jogadores experientes, a disputa de campeonatos difíceis... Isso ajuda na evolução do jogador", disse Alison. 

+Com Rodrygo de 9, Santos divulga lista de inscritos para Libertadores com 30 jogadores

Das 10 partidas em que atuou pelo Santos neste temporada, Alison não foi substituído

"Sobre saída de bola eu evolui, sim, a gente trabalha pra isso, não só eu como outros jogadores, eu sinto essa evolução. Dá pra melhorar sim (cartões amarelos). A gente quer sempre evoluir. Estou contente com meus números (de desarmes). Ninguém gosta de tomar cartão e ser suspenso, eu também não. Tenho que melhorar e vou procurar melhorar nesse quesito", concluiu.

Precisando também do resultado, Alexander Medina afirma que Bolsos irão 'em busca da vitória'

No último teste antes do duelo no Estádio do Pacaembu, o Nacional-URU voltou ao caminho das vitórias ao derrotar o Defensor Sporting-URU por 2 a 0, gols anotados por Bueno e Bergessio. O resultado deixou os Bolsos a apenas um ponto do líder e rival Peñarol na classificação do Campeonato Uruguaio.

O ex-jogador e atual comandante do Nacional, Alexander Medina, falou sobre a vitória: "Saio feliz com esta vitória, mas ainda mais porque reconheci o trabalho de minha equipe dentro de campo. Após nossa primeira derrota na temporada, para o Progreso na rodada passada, falhamos muito e fomos muito autocríticos no decorrer desta semana. Trabalhamos duro e corrigimos os erros", disse o técnico. 

Atualmente com 39 anos, Medina encerrou sua carreira como atleta há três anos

Sobre o duelo frente ao Santos, Alexander não poupou seu otimismo ao falar sobre os objetivos de sua equipe: "Vamos em busca de ter o domínio e de vencer esta partida. Depois do jogo teremos quem realmente foi melhor dentro de campo, mas nossa mentalidade é de ir ao Brasil para vencer", ressaltou. 

Nacional e Santos se enfrentaram pela última vez nas oitavas de finais da Libertadores de 2003. Na ocasião, as equipes empataram em Montevidéu em um jogo eletrizante, que culminou em uma empate por 4 a 4. No Brasil, novamente um empate por 2 a 2, levando o jogo para as penalidades, vencida pelos brasileiros por 3 a 1.  

O Peixe foi até a final daquela edição, mas acabou perdendo a decisão para o Boca Juniors

VAVEL Logo