Fluminense sai na frente, mas cede empate ao Bahia no Maracanã
Foto: Mailson Santana / Fluminense FC.

Fluminense sai na frente, mas cede empate ao Bahia no Maracanã

Com gols de Pedro e Edgar Junio, equipes empatam na noite deste domingo. O Tricolor carioca lamenta oportunidade desperdiçada de se aproximar do G-6; o da Bahia comemora por ter deixado a zona de rebaixamento

wesley-silva
Wesley Silvali
FluminenseJúlio Cesar; Léo, Gum (Ibañez), Digão, Ayrton Lucas; Airton, Jadson, Sornoza (Everaldo); Marcos Júnior (Richard), Matheus Alessandro; Pedro
BahiaAnderson; Bruno (Nilton), Tiago, Lucas Fonseca, Paulinho; Gregore, Elton, Vinícius (Everson); Edgar Junio, Zé Rafael; Gilberto (Elber)
Placar1-0, Pedro, 20Min do 1ºt, 1-1, Edgar Junio, 36Min do 2ºt.
ÁRBITROLuiz Flávio de Oliveira, auxiliado por Marcelo Van Gasse e Miguel Ribeiro da Costa

Em partida realizada neste domingo (5) pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, Fluminense e Bahia se enfrentaram no Maracanã e empataram por 1 a 1. Os mandantes saíram na frente com gol de Pedro, aos 20 minutos do primeiro tempo. Edgar Junio, aos 36 da segunda parte, empatou para a equipe de Salvador. 

Agora na nona posição, o Fluminense teve seus planos de chegar ao G-6 frustrados. O pontinho ganho do Bahia foi recebido de melhor forma, pois fez com que o time passasse o Santos e deixasse a zona do rebaixamento, situando-se em 16º.

Complicou? Pedro resolve!

Os primeiros minutos não foram fáceis para o Fluminense. Mesmo em casa, diante de sua torcida, o tricolor não conseguia pressionar o Bahia. Visitante ousado, o time de Salvador tomou conta e tinha mais volume. Chegou com perigo em pelo menos três vezes. Mas não fez o gol. Não atacar tanto, entretanto, não queria dizer que o Fluminense não estava aceso no jogo.

Numa retomada de bola em que as linhas de meio e defesa do Bahia se distanciaram, o time do técnico Marcelo Oliveira foi fatal: rápido, Matheus Alessandro deu nos pés de Pedro. Ainda de costa, o centroavante deixou o zagueirão sem sentido em um lindo giro ficou frontal á meta. Mesmo que de fora da área, o bastante para colocar com perfeição no lado esquerdo das redes do goleiro Anderson. Golaço de almanaque e torcida fervorosa nas arquibancadas.   

Depois do gol do Fluminense, o primeiro tempo acabou sem muitas emoções. Timidamente, o Bahia tentava chegar ao empate e, da mesma forma, os mandantes tentavam achar brecha para um novo contra-ataque. Nem uma coisa nem outra. E vitória parcial do Fluzão nos primeiros 45 minutos.

Pressão do Bahia resulta em empate

A ousadia dos baianos, demostrada no primeiro tempo, continuou no segundo. Naturalmente, afinal, o time estava atrás do placar. Acumulando chegadas perigosas, o tricolor de aço viu Elton cabecer com perigo e Gilberto perder gol escandaloso dentro da pequena área.

As chances perdidas deram lugar ao enfim gol de empate já a dez minutos do fim da partida. Em um cruzamento certeiro de Elber, a bola foi na cabeça de Edgar Junio que com muita plasticidade subiu bonito e não chances ao goleiro Júlio Cesar, que ainda pulou na bola mas não a achou.

Empate definido já na parte final de jogo decretou a ausência de tempo para ambas as equipes fazerem alguma coisa. Mesmo frustrado por sofrer um gol tardio, os cariocas ainda tentaram subir as linhas e tentar uma pressão final. Sem resultado. O Bahia, por sua vez, teve sem momento mais "standy"  da partida e apenas se posicionou atrás para tentar assegurar o ponto ganho conquistado fora. E conseguiu quando o juiz apitou aos 50 minutos.

VAVEL Logo

Fluminense FC Notícias

há 9 dias
há 9 dias
há 10 dias
há 11 dias
há 12 dias
há 12 dias
há 13 dias
há 13 dias
há 14 dias
há 15 dias
há 15 dias