Odair Hellmann diz que vitória na ida não garante e cobra: “Muita seriedade no Beira-Rio”
(Foto: Divulgação/SC Internacional)

Odair Hellmann diz que vitória na ida não garante e cobra: “Muita seriedade no Beira-Rio”

Mesmo com vantagem boa, técnico do Internacional afasta qualquer favoritismo e elogia muito o crescimento da equipe 

leticia-denadai
Leticia Denadai

O Internacional enfrentou, neste domingo (31), pela semifinal do Gauchão, o Caxias. O jogo de ida acabou bom para o Colorado, que venceu por 2 a 1. Essa vantagem permite que, mesmo perdendo por 1 a 0 no próximo jogo, a equipe se classifique. 

Após o jogo, o técnico Odair Hellmann concedeu entrevista coletiva. Ele começou falando sobre os dois jogadores que marcaram os gols - Camilo e Jonatan.

“Quando falo do grupo, as pessoas podem achar que é para ser político. Não tenho nada de político, se tiver que falar na cara de alguém, vou falar, respeitosamente. Quando venho aqui falar é porque está no meu coração. Falo do grupo porque é sabido que não se ganha campeonato com 10, 12 jogadores. Jonatan e Camilo fizeram os gols, não estavam nem inscritos no início. É grupo, realmente. Quando é fortalecido, o grupo dá resultado. Me sinto orgulhoso do grupo que eu trabalho, fico muito feliz pelo comprometimento destes caras todos os dias. Não é dá boca para fora, é trabalho, dia a dia, condução de trabalho. Por isso a bola bate e entra a favor.”

Depois, ele falou sobre a decisão, no Beira-Rio, semana que vem. Ele já afastou qualquer favoritismo.

“Para ser resolvido precisamos levar um jogo com muita seriedade no Beira-Rio e conquistar nosso objetivo, que é ir para a final. Fizemos um jogo importante, um baita de um resultado, temos que valorizar o Caxias pelo que vem fazendo no campeonato e no jogo. As equipes se enfrentaram com lealdade. Eles tiveram algumas oportunidades, nós também. Enquanto a gente estava organizado, o Caxias não criou nenhum tipo de perigo. Criaram duas situações em roubadas de bola, onde o time está desestabilizado, fora do lugar. Isso levamos de aprendizado para não acontecer de novo. E também a situação do gol, a gente faz e leva muito rápido. São pontos que precisamos estar sempre atentos.”

Hellmann ainda falou sobre o orgulho que sente de comandar a equipe; também ressaltou sobre o fortalecimento e amadurecimento do grupo

“Isso é a condução do processo. O esforço dos jogadores, que merecem muito, e o que nós fazemos. Jogador não pode não querer jogar. Ele quer jogar. E quando você pode, tem que fazer com que o jogador evolua jogando. É um grupo realmente fortalecido que dá resultado. Me sinto muito orgulhoso do grupo que eu trabalho. Estou feliz com o comprometimento deles. É por isso que eu falo isso aqui para vocês. Está dada a resposta. O trabalho do dia a dia, a condução, por isso que a bola bate e entra a nosso favor.”

Por último, ele falou sobre o Marcelo Lomba, que foi eleito o melhor jogador da partida.

“Tá fazendo um grande ano e que bom que está junto com a gente, está de parabéns, merece tudo que está acontecendo. Nas oportunidades, deu um timing certo para deixar a responsabilidade para o atacante, porque os caras recuperaram uma bola quando a equipe estava desestabilizada.”

O Inter agora enfrenta, na próxima quarta-feira (3), o River Plate, pela Libertadores, no Beira-Rio. Já pelo Estadual, o Inter recebe o Caxias no próximo sábado (6). 

VAVEL Logo