Sampaio Corrêa solicita ao STJD interdição dos Aflitos na final contra o Náutico
Foto: Reprodução/Náutico

Por Rafael Alves e Ruan Carlos de Lima

Quando todos pensavam que as polêmicas em torno do jogo que resultou no acesso Náutico à Série B tinham sido encerradas, o caso ganhou mais capítulo na tarde desta quarta-feira (25). O Sampaio Corrêa, adversário do Timbu na final da Terceirona, entrou com uma liminar solicitando a interdição do Estádio dos Aflitos.

A petição foi assinada pelo clube maranhense e entregue ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Como justificativa, o departamento jurídico da Bolívia Querida alega falta de segurança, citando como exemplo a invasão após o término da partida contra o Paysandu.

Outro fato citado no documento foi o relato do treinador do Papão, Hélio dos Anjos, que afirmou uma suposta agressão a membros da comissão técnica do time paraense. Até hoje, mesmo com o acesso da torcida ao gramado, não houve nenhuma evidência de confusão após a disputa de pênaltis. Nenhum B.O foi registrado por parte do clube paraense.

A ausência da Polícia Militar de Pernambuco na partida diante do Juventude e a fala do vice-presidente alvirrubro, Diógenes Braga, a cerca do assunto também está presente na argumentação do Sampaio Corrêa.

O estádio

Desde a reforma, que começou em 2017, o alambrado dos Aflitos foi trocado por placas de vidro. A altura das placas, facilmente escalada, vide o fim do jogo contra o Paysandu e contra o Juventude, se mostrou um ponto de tensão. Com isso, a Polícia Militar permitiu a invasão pacífica da torcida ao fim da partida que terminou com o acesso do Timbu.

Foto: Reprodução/Náutico
Foto: Reprodução/Náutico
Foto: Reprodução/Náutico
Foto: Reprodução/Náutico

A ausência da PM na partida contra o Juventude não prejudicou a segurança. Três torcedores também invadiram o gramado. Estes foram rapidamente devolvidos para a arquibancada, e tiveram seus nomes e documentos registrados em boletim de ocorrência, de acordo com a súmula do jogo registrada pelo árbitro Bráulio da Silva Machado.

O STJD tem até a próxima sexta-feira (27) para decidir se aceita ou não o pedido do clube maranhense. Náutico e Sampaio Corrêa começam a decidir a Série C do Campeonato Brasileiro no domingo, às 16h, no Estádio dos Aflitos, em Recife.

VAVEL Logo