#BrasileirãoNaVAVEL: Competições sul-americanas podem prejudicar times no campeonato
Foto: Divulgação/Conmebol

O Brasileirão 2020 está com cara nova. Agora, a principal competição nacional vai virar o ano: começa no fim de semana de 8 e 9 de agosto, se estendendo até 24 de fevereiro de 2021. O formato é o mesmo, em pontos corridos ao decorrer de 38 rodadas. Ainda assim, os times irão ter uma maratona de jogos neste início, por causa do adiamento devido à pandemia de Covid-19.

  • 08/08 e 09/08 - primeira rodada
  • 12/08 e 13/08 - segunda rodada
  • 15/08 e 16/08 - terceira rodada
  • 19/08 e 20/08 - quarta rodada
  • 22/08 e 23/08 - quinta rodada
  • 29/08 e 30/08 -  sexta rodada
  • 02/09 e 03/09 - sétima rodada
  • 05/09 e 06/09 - oitava rodada
  • 09/09 e 10/09 - nona rodada
  • 12/09, 13/09 e 14/09 - décima rodada

Com objetivo de encerrar suas competições em campo, a Conmebol decidiu o retorno da Libertadores e Sul-Americana em 15 de setembro, e 17 de outubro, respectivamente. A primeira foi paralisada no término da segunda rodada, enquanto a outra iria realizar o sorteio para disputar a segunda fase.

Em entrevista à emissora argentina "TyC Sports", o secretário-geral adjunto de futebol e diretor de desenvolvimento da entidade, Gonzalo Belloso, expôs o desejo, independente do prazo, além de analisar os calendários de cada nação.

"De pouco a pouco, vamos tratando de cumprir nosso papel e estamos escutando aos especialistas. Se tiver que terminar ano que vem, que termine ano que vem. Não há nenhum problema terminar em janeiro. [...] temos que levar em consideração todos os calendários locais para que possam jogar os torneios locais em seus países. Trabalhamos paralelamente com os países para ver o que eles planejam".

Flamengo, Palmeiras, Athletico-PR, São Paulo, Internacional, Grêmio e Santos são os representantes brasileiros na Libertadores. Vivendo uma readaptação em meio a temporada, os times precisam lidar logo de cara com calendário apertado, devido ao início do Brasileirão.

Devido ao elenco, o rubro-negro e o alviverde tem condições de disputar ambas competições, sem optar por priorizar. Os demais não possuem o mesmo luxo. É bem provável que poupem ou escalem um time alternativo durante o campeonato nacional, evitando o desgaste físico em seus atletas, e assim entrariam com força máxima na Libertadores.

Mais distante, a Sul-America dispõe apenas de uma equipe brasileira. O Bahia é o único clube brasileiro na disputa. Atlético-MG, Goiás, Fluminense e Fortaleza foram despachados pelos seus adversários.  O Esquadrão de Aço irá sofrer dos mesmos problemas: conciliar duas competições.

Como de costume, os times brasileiros idealizam troféus e premiações das competições sul-americanas. Destemidos e com peito aberto, vão perseguir o sonho e deixar de lado, por um momento, o Brasileirão.


Confira as reportagens

Quem desbanca? Flamengo tem três concorrentes fortes na briga pelo título

A briga na parte de baixo: quais clubes da irão lutar contra rebaixamento?

Novatos: Como chegam os quatro clubes que subiram à elite

Botafogo, Fluminense e Vasco entram com mais problemas do que soluções

Paulistas entram no campeonato em momentos divergentes

Há mais tempo no cargo: os técnicos mais longevos do campeonato

Quem são os candidatos à artilharia do Brasileirão?

Problema nos cofres: times em maior crise financeira

Athletico é a grande força fora do eixo

Qual a expectativa para os times nordestinos?

Renato, Sampaoli, Torrent... Quais técnicos vão resistir até o fim do campeonato?

Competições sul-americanas podem prejudicar times no campeonato

Acaba só em 2021: edição de 2020 será a décima a terminar no ano seguinte

Pandemia do Covid-19 traz prejuízos físicos e financeiros aos clubes

Qual o 11 ideal antes do campeonato começar?

Promessas para ficar de olho no Brasileirão

Confira a escalação de jogadores badalados que precisam provar seu valor

Os veteranos cruciais do Brasileirão 2020

Batalha das emissoras: Onde você vai assistir ao jogo do seu time?

Power ranking do Campeonato Brasileiro 2020

VAVEL Logo