Confortável, Sport
precisa de poucas oportunidades para vencer bagunçado Grêmio
Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Grêmio perdeu a primeira no Brasileirão e aumentou a desconfiança que ronda o time nas últimas semanas. Após quatro empates seguidos, nesta quinta-feira (3) o Tricolor foi derrotado pelo Sport por 2 a 1 e teve números preocupantes na partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena do Grêmio.

O time dirigido por Jair Ventura abriu o placar com menos de sete minutos, após um golaço feito por Patric em de marcação de Bruno Cortez. Após o gol, o time ficou retrancado e matou o jogo em um gol de pênalti de Iago Maidana em outra falha gremista. Os donos da casa dominaram o segundo tempo e teve controle, porém mais uma vez não conseguiram finalizar. O time de Renato Portaluppi não tem oferecido nada de atraente depois da vitória contra o Internacional pelo Campeonato Gaúcho.

Estratégias

O Imortal veio com as mesmas características dos últimos jogos. Uma troca de passes lenta, sem infiltração – além dos abusos excessivos de cruzamentos – e com finalizações sem a pontaria correta. É possível ver um desgaste no sistema tático utilizado e a figura do centroavante sendo cada vez menos importante – Diego Souza passou despercebido e não criou uma chance perigosa.

O time só acordou após levar o gol e mesmo assim atacava de forma completamente desorganizada e desequilibrada, na qual Orejuela foi responsável por todas as chegadas ofensivas enquanto Cortez fazia outra partida abaixo.

Já o Sport aproveitou a frágil partida dos mandantes e a falta de organização tática para matar a partida sem precisar atacar de forma consistente. O Leão, que começou o jogo na lanterna, teve uma brilhante partida defensivamente e conseguiu anular o centroavante gremista. Além disso, os jogadores tiveram inteligência tática e não sentiram nem quando o fator físico começou a pegar. 

Renato Portaluppi erra escalação e não consegue corrigir

O erro gremista começou antes da bola rolar. O treinador resolveu bancar Pepê e Jean Pyerre para dar lugar a Éverton e Thiago Neves. O camisa 10 mais uma vez mostrou uma falta de ritmo evidente e fez uma partida que vai deixar a torcida ainda mais preocupado.

Além disso, o Grêmio apresentou números assustadores de finalizações para gol feito e e cruzamentos. O Tricolor cruzou 55 vezes a bola na área e errou 41 – deixando o aproveitamento de próximo a 25%. As finalizações são ainda mais preocupantes, já que foram 32 finalizações para apenas um gol.

Outro ponto crítico são as substituições do Renato. Com menos de 40 minutos, o treinador trocou Lucas Silva por Jean Pyerre, praticamente admitindo o erro na escalação. Na volta do intervalo, o treinador trocou o camisa 12, Cortez, por Pepê e improvisou o ponta Éverton na lateral, algo que acabou com o sistema defensivo. Hoje, o treinador tem muita coisa para explicar e mudar para a próxima partida.

Classificação e próximos compromissos

Os dois times têm sete pontos, mas o Sport está na 14ª colocação, com duas vitórias, enquanto o Grêmio é o 16º, com uma.

Na próxima rodada, o Grêmio viaja até Goiânia para enfrentar o Atlético-GO, no domingo (6), às 19h. No mesmo dia, mas às 20h30, o Sport recebe o Goiás.

Veja os melhores momentos

VAVEL Logo