Athletico Paranaense e Fortaleza se enfrentaram nesta quarta feira (8) na Ligga Arena, pela 33ª rodada do brasileirão. Guilherme abriu o placar para o leão e Willian Bigode fez o gol de empate.

Apesar da equipe não vencer há 3 jogos, o treinador Wesley Carvalho mantém otimismo para garantir uma vaga direta para a libertadores.

"O Athletico não desiste nunca, o Athletico é assim. E eu penso da mesma forma, os atletas também, então vamos continuar lutando... Nós temos que acreditar, a gente nunca pode jogar a toalha antes dos fatos acontecerem. O mínimo de chance que tiver, nós vamos lutar até o final."

Ao ser questionado sobre críticas vindas da arquibancada, Wesley disse entender o lado dos torcedores:

"Eu entendo o torcedor, ele está no total direito de protestar e reclamar, faz parte. O torcedor vem pro estádio e quer que o time dele ganhe, nós temos que compreender isso", afirmou.

Problemas com a arbitragem

O técnico do furacão protestou sobre lance de pênalti não marcado, em que a bola acertou o jogador da equipe do Fortaleza, impedindo uma possível finalização de Bruno Zapelli. A jogada não foi checada pelo VAR. 

"Acabei de rever o lance, foi muito pênalti. Não gosto de comentar sobre arbitragem, mas foi muito pênalti. Nós tínhamos um jogador atrás para fazer o gol. Tudo bem que o outro jogador tenta tirar o braço, mas a bola toca e muda a trajetória. Tira uma chance clara de gol nosso. Não entendo essa interpretação, já que interrompeu uma chance de gol."

Sequência

Com 50 pontos, o time paranaense continua na sétima colocação, com três pontos de diferença do sexto colocado, Atlético Mineiro, que jogará nesta quinta feira (9), podendo aumentar os pontos de vantagem e dificultar a situação do furacão.

O Athletico volta a campo na próxima rodada contra o Bahia, no sábado às 18h30, na Arena Fonte Nova.

VAVEL Logo
Sobre o autor