Noite de gala: Volta Redonda goleia CSA e conquista Série D do Brasileiro de forma invicta

Marcos Junior balança as redes duas vezes na atuação praticamente perfeita do Tricolor de Aço; Dija Baiano e David Batista completam o placar

Noite de gala: Volta Redonda goleia CSA e conquista Série D do Brasileiro de forma invicta
Foto: Pedro Henrique Guimarães/VAVEL Brasil
Volta Redonda
4 0
CSA
Volta Redonda: Mota, Osmar, Daniel Felipe, Gilberto e Cristiano; João Cleriston, Marcos Júnior (Luis Gustavo, 28'/2ºT) e Marcelo; Rafael Pernão (Douglas Pedroso, 19'/2ºT), Dija Baiano e David (Michel Cury - intervalo)
CSA: Pantera, Denilson, Leandro Souza, Leandro Cardoso e Rafinha; Panda, Marcos Antônio, Bismarck (Jeferson Maranhaense, 25'/2ºT) e Didira (Marcelo Nicário - intervalo;, Kelvin e Jônatas Obina
Placar: 1-0, min. 25', Dija Baiano (VRE) 2,0, min. 31', Marcos Júnior (VRE) 3-0, min. 39', David Batista (VRE) 4-0, min. 21/2ºT, Marcos Júnior (VRE)
ÁRBITRO: Antonio Santos Nunes (PI), assistido por Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Herman Brumel Vani (SP) | Cartões Amarelos: Denilson, Leandro Cardoso, Marcos Antônio, Kelvin (CSA); Dija Baiano, Cristiano (VOL)
INCIDENCIAS: Partida de volta válida pela decisão da Série D do Campeonato Brasileiro 2016, realizada no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ) Público: 6.748 (pagantes) 7.848 (presentes) Renda: R$ 137.00,00

Foram 40 anos desde sua fundação na espera ansiosa pelo grito de "É campeão!" em competições de caráter nacional. Finalmente, a torcida do Volta Redonda (RJ) pode soltar a voz neste sábado (1º), ao golear o CSA por 4 a 0 na grande decisão da Série D do Campeonato Brasileiro. A partida de ida - realizada no último domingo (25), terminou em 0 a 0.

Com gols de Marcos Júnior - duas vezes, Dija Baiano David Batista, o Tricolor de Aço confirmou a inédita conquista de um título nacional para o clube do Sul Fluminense. Para completar, o troféu foi erguido de forma invicta, igualando a campanha do Sampaio Corrêa em 2012.

Voltaço marca três vezes em quinze minutos e encaminha título inédito

Em uma noite fria e de leve garoa em Volta Redonda, as equipes iniciaram a grande decisão de forma pacata, estudando os detalhes do adversário evitando erros no setor defensivo. Os visitantes tinham mais amplitude e levavam perigo em bolas paradas, mas quem abriu o placar foram os anfitriões do confronto de volta.

Aos 25', Marcelo deu belo lançamento para Dija Baiano na entrada da grande área. Bem posicionado, o camisa 7 tricolor finalizou com tranquilidade em chute indefensável para Pantera, explodindo a torcida presente no Raulino de Oliveira - cerca de 8.000 presentes segundo a administração do estádio.

Não demorou muito para a vantagem mínima ser ampliada para o Tricolor de Aço. Seis minutos após o primeiro gol, novamente Marcelo tinha a posse na intermediária. Com enorme precisão, o camisa 10 cruzou na cabeça de Marcos Júnior, chegando na grande área como elemento surpresa e finalizou sem chances para o goleiro adversário.

O segundo tento foi suficiente para a torcida presente no Raulino já soltar o grito de "É campeão!", mesmo faltando muito para o fim de fato no embate. Porém, o grito ficou mais alto antes dos 40' da etapa inicial.

Dos pés de Marcelo - pela terceira vez no embate, saiu o terceiro gol do Tricolor de Aço. O camisa 10 errou o lançamento, mas Pantera saiu mal e David Batista, com o conhecido faro de camisa 9, foi oportunista e ampliou o marcador pouco antes do fim do primeiro tempo.

Comemoração foi muito grande ainda no primeiro tempo | Foto: Pedro Henrique Guimarães/VAVEL Brasil
Comemoração foi muito grande ainda no primeiro tempo | Foto: Pedro Henrique Guimarães/VAVEL Brasil

Marcos Júnior marca pela segunda vez e sacramenta título do Volta Redonda

Retornando com a obrigação de fazer três gols, o CSA precisava ser mais incisivo no ataque para conquistar o título da Série D. Porém, a situação abriu espaços para o Volta Redonda, que marcava bem e impedia as investidas ofensivas adversárias, priorizando o contra-ataque.

Em um deles, Dija Baiano avançou pela ponta direita e cruzou na direção de Michel Cury. Sem goleiro, o meia finalizou no travessão. Não demorou muito para o Tricolor de Aço transformar o resultado positivo em goleada. Aos 21', Marcos Júnior completou novo cruzamento, desta vez com o pé direito, para sacramentar o título inédito do Volta Redonda.

No apito final, muita festa por parte dos jogadores, comissão técnica e também da torcida, que invadiu o gramado para comemorar com seus herois. A Série C do Brasileirão terá VoltaçoCSASão Bento-SP Moto Club-MA como ascendentes da quarta divisão nacional em 2017.

 

Torcida invade gramado do Raulino e comemora com jogadores

Após o apito final, a torcida presente no Raulino de Oliveira invadiu o gramado do estádio e foi comemorar com seus jogadores. Com muita festa, a volta olímpica foi dada rodeada de torcedores, bandeiras e cânticos proferidos em apoio ao Tricolor de Aço.

Torcida tricolor invadiu o gramado do Raulino | Foto: Pedro Henrique Guimarães/VAVEL BRasil
Torcida tricolor invadiu o gramado do Raulino | Foto: Pedro Henrique Guimarães/VAVEL Brasil