Rodrigo Caetano traça perfil desejado e dá detalhes sobre busca por novo treinador

Em coletiva nesta segunda-feira (7), Rodrigo Caetano, diretor executivo de Futebol, falou dentre outras coisas sobre a procura do clube por um novo técnico e não fechou nenhuma porta

Rodrigo Caetano traça perfil desejado e dá detalhes sobre busca por novo treinador
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

No último domingo, o comando de Zé Ricardo no Flamengo caiu, e junto com ele, caiu também o status de técnico mais longevo do Campeonato Brasileiro - eram 15 meses à frente do Rubro-Negro. Durante a coletiva desta segunda (7), o diretor Rodrigo Caetano falou, dentre outras coisas, sobre as possibilidades para o clube.

Sem muitas opções concretas no atual mercado, Rodrigo Caetano falou mais sobre perfis de treinadores, a possível permanência de Jayme de Almeida e não fechou as portas para nenhuma opção - desde os técnicos sem clube até os técnicos empregados, até mesmo para os estrangeiros.

Perfil desejado

Durante a coletiva, Rodrigo Caetano falou muito sobre o "perfil" de técnico que o Flamengo busca, e disse não ter preconceito em relação a idade. Confira:

"Nós estamos avaliando perfis distintos, não vou dizer distinto ao Zé Ricardo, distinto dentre as opções. Alguém que tenha metodologia de treinamento aplicado, que dê segmento a tudo que o Zé já vinha apresentando e que tenha boa capacidade de liderança. Independe de ser jovem ou não, não temos nenhum preconceito em relação a idade, nem para menos e nem para mais. Então a gente vai tentar reunir dentro das opções que temos ou que teremos, qualificação dentro de campo e uma boa capacidade de liderança, porque a gente também entende que o elenco que montamos requer isso".

Jayme de Almeida

Atual auxiliar técnico permanente do Flamengo, Jayme já teve passagem pelo clube em 2013, onde foi campeão da Copa do Brasil após ser efetivado no cargo com a demissão de Mano Menezes. Confira o que o diretor Rodrigo Caetano falou do auxiliar, que comandará o clube no jogo desta quarta (9) e sobre a possível efetivação em caso de bons jogos:

"É o Jayme que treina e escala na quarta-feira. Temos uma semana importante, três competições. Já foi feita uma reunião para decidir. A decisão tomada para quarta-feira será levando muito em consideração isso. [...] Confesso que nós não conversamos a respeito disso (uma possível efetivação), a gente conversou realmente em ele conduzir o time na quarta-feira".

Técnicos disponíveis no mercado

Talvez a principal saída para o Flamengo nesta situação, entretanto, a indefinição se dá pela alteração no planejamento do clube, que era manter Zé Ricardo no comando. Com isso, Rodrigo Caetano prezou pela cautela e pediu calma.

"Para entenderem como o nosso planejamento era diferente... Nós só iniciamos alguns contatos depois de falar com ele (Zé Ricardo). Eu te diria que hoje, e até peço a compreensão de vocês, vamos ter calma. Não vamos falar em consulta, porque daqui a pouco uma consulta se torna proposta e não traz benefício algum".

Técnicos que já estão empregados

O atual Flamengo, com responsabilidade fiscal e ótimo elenco, enche os olhos de todo e qualquer técnico. Perguntado se o clube poderia fazer alguma proposta por treinadores que já estejam trabalhando, o diretor Rodrigo Caetano, por enquanto, descartou a hipótese, mas não fechou as portas.

"Estamos trabalhando com várias hipóteses, falei em perfis, falei no perfil desejado e natural que muitos dos bons técnicos estejam empregados, isso é a ordem natural. Hoje não tenho esta resposta, se vamos nos ater as opções que temos no mercado ou se vamos entrar naquela lei do mercado. A princípio: não. Mas não posso estar aqui dizendo uma coisa e daqui a 48 horas mudar, então eu prefiro não cravar essa possibilidade".

Técnicos estrangeiros

Grande pedida dos torcedores nas redes sociais, o principal nome estrangeiro que circula é o do colombiano Reinaldo Rueda, que dirigiu o Atlético Nacional e inclusive foi o treinador do atacante Berrío, hoje no Flamengo. Apesar de não citar o nome de Rueda, Rodrigo Caetano falou sobre a possibilidade da contratação de um técnico estrangeiro.

"Apesar das experiências recentes não terem dado muito sucesso no Brasil, não quer dizer que não possamos fazer de forma diferente. Não citando nenhum nome. Sem sombra de dúvidas, quando você traz um técnico estrangeiro você não tá com a visão imediatista. Se não, tudo o que você faz, quando deseja resultado imediato, é não trazer um técnico estrangeiro".

Técnicos que já foram contratados na gestão Bandeira de Mello

Já foram 11 técnicos desde que o atual presidente assumiu em 2013, dentre eles alguns nomes como Dorival JúniorMano Menezes, Vanderlei Luxemburgo, Oswaldo de Oliveira e Muricy Ramalho. Confira o que disse Rodrigo Caetano sobre esta possibilidade:

"Quando eu falei anteriormente que não temos preconceito com a idade, eu acho que nesse caso também segue a mesma linha.
A nossa ideia é tentar o melhor nome possível no entendimento de todos, e aí inserindo pessoas até mesmo da nossa comissão técnica, que estão juntos conosco, a opinar em relação ao que pode ser melhor para o Flamengo, que é o nosso desejo"
.

A única certeza diante toda a situação atual do Flamengo é que enquanto a diretoria busca um novo técnico, na quarta-feira (9) o auxiliar Jayme de Almeida comandará o Rubro-Negro frente ao Palestino pelo jogo de volta da Copa Sul-Americana. No jogo de ida, o clube carioca venceu por 5 a 2, e pode perder por até três gols de diferença.


Share on Facebook