Givanildo destaca superação no segundo tempo e visa repetir série positiva para garantir acesso

Comandante do Náutico se mostra otimista após recuperar confiança da torcida, que incentivou a equipe do início ao fim diante do Goiás

Givanildo destaca superação no segundo tempo e visa repetir série positiva para garantir acesso
Treinador declara que o fato de estar com força máxima contra o Avaí pode ajudar o Timbu (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Para resgatar a confiança. Dessa maneira foi a vitória do Náutico, na noite dessa terça-feira (8), ante o Goiás pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016. Apesar de todo o apoio dos torcedores, o Timbu suou para vencer o Esmeraldino pelo placar mínimo, com gol marcado por Maylson, que retornou de lesão após dois meses fora dos gramados e renovou contrato por mais um ano.

Mesmo com o triunfo, que deu novo fôlego ao alvirrubro na briga por uma das vagas no G-4, Givanildo Oliveira reconhece o quanto o time esteve nervoso dentro de campo, mas destaca a persistência para sair com os três pontos. O comandante ressalta a postura do Esmeraldino, que buscou apenas explorar os erros e ansiedade de sua equipe.

"É difícil você controlar, mas dá a ansiedade. Fomos avisados de última hora que eles viriam diferentes e tive que mostrar de última hora como era a movimentação com três zagueiros. Eles se postaram muito bem e esperaram para contra-atacar. Nós erramos passes e não fomos bem, todavia nos ajustamos e melhoramos. Tivemos muita paciência e ainda tivemos a ajuda da torcida, que se comportou muito bem", assegurou o técnico, que espera voltar à série positiva da sua chegada.

Maylson marcou após voltar de lesão e foi elogiado pelo comandante (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Maylson marcou o gol decisivo após voltar de lesão e foi elogiado pelo comandante (Foto: Léo Lemos/Náutico)

"Eu espero que seja como ocorreu antes na sequência dos seis jogos. Ali vencemos dois fora de casa e é mais difícil jogar fora, contudo é preciso fazer os pontos quando não estiver em casa. Vamos ver se ganhamos lá do Avaí também, pois é um grande desafio e não poderemos deixar isso levar a gente ao erro por ansiedade", completou.

Atendendo ao pedido das arquibancadas, que fez a diferença positiva aos pernambucanos, o treinador promoveu a entrada do autor do gol decisivo. Segundo Givanildo, houve ainda uma conversa com o atleta instantes antes, já que havia preocupação quanto à condição física do cabeça de área, ausente por 65 dias.

"Maylson é um bom jogador e eu já o vi jogando pelo Náutico. Ele é um volante diferente. Antes de colocar, conversei com ele e perguntei como estava se sentindo, porque não iria entrar em um jogo complicado, pois ele ficou ausente dos gramados por 65 dias. Ainda bem que esteve bem e vencemos", encerrou.

O clube da Rosa e Silva, com o resultado positivo, ficou na 5ª posição, chegando aos 57 pontos, dois a menos que os integrantes do grupo de acesso à elite. Para entrar, precisa vencer o Avaí, que empatou com o Oeste sem gols fora de casa, em confronto no próximo sábado (12), às 17h30 (de Brasília), na Ressacada em Florianópolis.