Mercedes e RBR dão as cartas enquanto
Ferrari se mostra perdida nos treinos livres do GP da Bélgica
O holandês Max Verstappen voando baixo no segundo treino livre (Foto: Reprodução/RBR)

O holandês Max Verstappen mais uma vez mostrou sua força no segundo treino livre em Spa-Francorchamps para o GP da Bélgica. O piloto da Red Bull cravou 1m43s744, apenas 0s048 mais rápido que Daniel Ricciardo. O líder do campeonato Lewis Hamilton ficou apenas na terceira colocação. Os pilotos da Ferrari Sebastian Vettel e Charles Leclerc deram vexame de novo.

Já na primeira parte dos treinos, uma nada surpreendente dobradinha da Mercedes. A surpresa ficou por conta do finlandês Valtteri Bottas, que superou o tempo do hexacampeão e seu companheiro de equipe Hamilton. O badalado Verstappen mais uma vez brigou na ponta, mas teve de se contentar com um terceiro melhor tempo. As Racing Points foram destaque no TL1 ficando na quarta e quinta posição.

Primeiro treino livre

Na primeira parte do treino Sergio Pérez chegou à frente de seu companheiro de equipe Lance Stroll. Fechando as 10 primeiras colocações ficaram Alexander Albon (RBR), Esteban Ocon (Renault), Carlos Sainz (McLaren), Daniel Ricciardo (Renault) e Lando Norris (McLaren). A Ferrari mostrou que permanece vivendo uma espécie de inferno astral e amargou um 14º lugar com Charles Leclerc e 15º com Sebastian Vettel. Romain Grosjean e Kevin Magnussen tiveram problemas no carro da Haas e não completaram volta.

Segundo treino livre

E se na primeira parte do treino a Ferrari viveu um pesadelo, na segunda parte não foi muito diferente. O monegasco foi o 15° colocado, enquanto o alemão ficou apenas na 17° colocação. Bem mais à frente, Alexander Albon (RBR) e Sergio Pérez (Racing Point) completaram os cinco primeiros colocados, à frente de Valtteri Bottas, que dessa vez voltou mal e garantiu um modesto sexto lugar com a Mercedes. Lando Norris (McLaren), Esteban Ocon (Renault), Carlos Sainz (McLaren) e Pierre Gasly (AlphaTauri) fecharam o top 10.

VAVEL Logo