Djokovic bate Dimitrov e vai à sua quinta final em Paris; Nadal sente lesão no aquecimento e desiste
Divulgação / ATP

Na manhã deste sábado (2), o #1 Novak Djokovic mostrou que vem com tudo para conquistar o pentacampeonato no Masters 1000 de Paris. Enfrentando o búlgaro #27 Grigor Dimitrov, embalado com a boa campanha no torneio, o sérvio conseguiu ser preciso nos momentos decisivos, venceu por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (5) e 6/4, em 1h38, e avançou para sua quinta final na capital francesa.

O jogo ficou marcado pelo grande equilíbrio e pelas poucas chances de quebra para os tenistas. No primeiro set, por exemplo, nenhum saque foi quebrado, o que fez com que a parcial fosse ser decidida no tie-break. Dimitrov chegou a liderar por 5-3, mas viu Djokovic crescer, elevar o nível com seus golpes e fechar em 7/6 (7-5). 

Sólido e consistente, o búlgaro não desistiu e seguiu tentando dificultar a vida do número um do mundo, que por sua vez mostrava-se a vontade em quadra e não perdia a intensidade. No quinto game, Nole obteve a única quebra do duelo e passou a liderar o placar. A partir daí, apenas administrou com uma ótima porcentagem de 1° serviço e, com um poderoso forehand, fechou em 6/4.

Nadal sente lesão e Shapovalov é finalista

A outra semifinal do Rolex Paris Masters, programada para o início desta tarde, não aconteceu. Isso porque o espanhol #2 Rafael Nadal sentiu uma lesão abdominal no final de seu aquecimento pré-jogo e, conforme recomendado pelos médicos, desistiu. Com isso, o canadense #28 Denis Shapovalov avançou para enfrentar Djokovic na decisão deste domingo (3). 

Nadal comunicou que, em um dos seus últimos saques, sentiu algo no abdômen, e então decidiu que o melhor seria não jogar. O espanhol fará exames para ver se estará apto a disputar o ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores tenistas do ano, em Londres. Vale lembrar que, em 2018, o 'Toro Miúra' já havia se retirado do Masters 1000 de Paris por uma lesão abdominal. 

VAVEL Logo