Zidansek supera Badosa em três sets e faz história em Roland Garros
Foto: Divulgação/Roland Garros

Após bater Bianca Andreescu na primeira rodada, a #85 Tamara Zidansek confirmou que não foi apenas um zebra aleatória e garantiu nesta terça-feira (8) a vaga nas semifinais em Roland Garros 2021. Ela encerrou a sequência de nove vitórias da #35 Paula Badosa, fechando a partida com parciais de 7/5, 4/6 e 8/6, em 2h29, na quadra Philippe Chatrier.

Antes desta edição do Aberto da França, Zidansek, 23 anos, nunca havia passado da segunda rodada em um Slam e havia caído na primeira rodada em suas duas participações anteriores em Roland Garros. Ela é a primeira tenista da Eslovênia, homem ou mulher, nas semifinais de um torneio desta magnitude.

A eslovena, que nunca venceu um título no circuito WTA, disputou uma de suas duas finais no saibro este ano, sendo derrotada por Osorio Serrano em Bogotá. Diante de Badosa, Zidansek se mostrou mais consciente em quadra. Em todos os três sets, ela não teve mais erros não-forçados do que winners, enquanto a espanhola oscilou muito e teve momentos de muita imprecisão.

Badosa, que tinha chegada ao menos nas semifinais nos outros três torneios que disputou no saibro em 2021, teve 31 winners e 47 erros não-forçados, contra 48 e 39 de Zidansek, respectivamente. Além disso, a espanhola cometeu nove duplas faltas e salvou 5/13 break points que enfrentou, enquanto a eslovena foi quebrada em 7/14 chances que deu.

Mesmo assim, o jogo foi muito equilibrado. Zidansek chegou a ter 4/2 de vantagem no segundo set antes de perder seis games em sequência, mas manteve o foco. O terceiro set foi o com menos chances de quebra, quatro para cada lado, mas a eslovena só foi quebrada uma vez, logo no primeiro game.

Em Roland Garros, as decisões de terceiro set não têm tiebreak e vão até alguém abrir dois games de vantagem. No 13º, Badosa teve três chances de quebra, que a possibilitariam sacara para o jogo, mas não conseguiu converter. Na sequência, Zidansek conseguiu sua oitava quebra no jogo e garantiu a grande vitória.

Com a campanha no Aberto da França, Zidansek vai entrar pela primeira vez no top 50 da WTA. Em busca da decisão do Slam francês, ela enfrenta a vencedora do confronto entre a #22 Elena Rybakina e a #32 Anastasia Pavlyuchenkova

VAVEL Logo