Messi e Suárez decidem, Barça goleia Espanyol no dérbi catalão e encerra ano a três pontos do Real
Messi e Suárez comemoram um dos gols da goleada (Foto: Reuters)

O Barcelona encerrou o ano de 2016 com uma importante vitória no Dérbi da Catalunha, seguindo a perseguição ao Real Madrid pela liderança do Campeonato Espanhol. Neste domingo (18), pela 16ª rodada do torneio nacional, a equipe blaugrana aplicou 4 a 1 no Espanyol. Luis Suárez marcou os dois primeiros gols do clássico, antes de Jordi Alba e Lionel Messi - dono de nova atuação genial - fecharem o placar. O zagueiro David López descontou para os visitantes.

Com o triunfo, os comandados de Luis Enrique agora somam 34 pontos na liga, três atrás do Real, que não jogou na rodada por conta da disputa do Mundial de Clubes. Logo atrás, Sevilla e Villarreal completam o grupo dos quatro primeiros colocados. O time de Quique Sánchez Flores, que vinha de nove confrontos sem perder, estacionou na nona posição, com 22 pontos.

Antes da pausa de fim de ano, o Barça entra em campo na quarta (21), diante do Hércules, no Camp Nou, pela primeira fase da Copa do Rei. No jogo de ida, com os atuais campeões cheios de reservas, empate por 1 a 1. Por La Liga, os culés voltam a jogar em 8 de janeiro, um domingo, quando visitam o Villarreal no estádio El Madrigal, às 17h45 (de Brasília). Dois dias antes, sexta-feira, o Espanyol abre a 17ª rodada recebendo o Deportivo La Coruña no Cornellà El-Prat.

O dérbi também modificou a tabela de artilheiros do Campeonato Espanhol. Agora, Luis Suárez e Messi dividem a ponta da disputa pelo troféu Pichichi, com 12 gols cada. O camisa 10, além disso, chegou aos 59 gols em 2016, fechando o ano como jogador que mais colocou a bola nas redes. Os dois, juntos a Piqué e Neymar, já entram oficialmente em período de curtas férias, antes mesmo do compromisso pela Copa do Rei.

Momento em que Suárez abriu o placar no Camp Nou (Foto: Reuters)
Momento em que Suárez abriu o placar no Camp Nou (Foto: Reuters)

Combinação de Iniesta e Suárez dá vantagem ao Barça no primeiro tempo

Sabendo da necessidade de vencer para não perder o Real Madrid de vista, Luis Enrique escalou o que tem de melhor. Rakitic, mais uma vez, ficou no banco, e Denis Suárez teve chance entre os titulares. O Espanyol, uma das melhores defesas da competição, apresentou um sistema defensivo posicional de difícil penetração. Desta forma, os culés só encontravam espaços através de lançamentos longos ou contragolpes.

Aos seis minutos, Luis Suárez puxou ataque veloz com campo aberto e acionou Neymar na esquerda. Em disparada, o brasileiro cruzou rasteiro para Messi, mas o camisa 10 pegou mal na bola de perna direita e mandou na rede pelo lado de fora. Sem apenas se defender, os visitantes faziam jogo duro com o rival. Porém, aos 18 minutos, uma desatenção custou caro aos periquitos. Iniesta descolou passe espetacular na direção de Luis Suárez. Com a categoria habitual, o uruguaio saiu frente a frente com Diego López e tocou na saída do goleiro: 1 a 0.

Com 28 minutos no relógio, em um momento delicado da partida, Messi recebeu de Neymar na área, ajeitou e chutou cruzado. Um desvio na zaga impediu o segundo tento dos donos da casa. A única possibilidade de empate do Espanyol surgiu aos 36, quando Javi López recebeu de Pape Diop e arriscou por cima da meta de Ter Stegen.

Neymar teve boa atuação, mas passou em branco outra vez (Foto: Reuters)
Neymar teve boa atuação, mas passou em branco outra vez (Foto: Reuters)

Lances geniais de Messi confirmam triunfo blaugrana

Os 45 minutos iniciais não tiveram muito brilho no Camp Nou. Mas a etapa final, no entanto, reservou momentos memoráveis. Logo aos quatro, Messi acionou Suárez, que parou em defesa de Diego López. Neste lance, inclusive, o goleiro sofreu um corte no joelho e precisou ser substituído por Roberto Jiménez. Bem coordenadas, as linhas do Espanyol não permitiam espaços para avanços em bloco do ataque azul-grená. Aos 15, por exemplo, Messi forçou passe longo para Neymar, que não alcançou.

Até o minuto 67, os comandados de Quique Sánchez Flores resistiam e apresentavam perigo no que diz respeito ao placar. Foi aí, no entanto, que uma sequência de lances geniais de Lionel Messi decidiu de vez o duelo. Primeiro, o argentino recebeu de Iniesta e, em um espaço absurdamente curto, cercado por marcadores, conseguiu driblar todos para arrumar espaço e arrematar. O goleiro Roberto não segurou e Luis Suárez ampliou: 2 a 0.

Foto: Reuters
Foto: Reuters

Não deu tempo sequer para os blanquiblaus respirarem e Messi fez nova fila na entrada da área. O afortunado da vez foi Jordi Alba, que pegou a sobra e concluiu forte: 3 a 0. A essa altura, Rafinha já formava o trio de meio-campistas com Busquets - que em seguida saiu para entrada de Umiti - e Iniesta. A boa performance do Espanyol acabou minimamente recompensada aos 33 minutos. O zagueiro David López apareceu na área para finalizar belíssima trama ofensiva: 3 a 1.

A partir daí, Messi passou a buscar o gol que coroaria a noite na Catalunha. Aos 41 minutos, ele bateu cruzado, mas viu a redonda tirar tinta da trave esquerda de Roberto. Aos 45, não teve jeito. O craque puxou contragolpe, tabelou com Suárez e deu um tapinha por entre as pernas do goleiro: 4 a 1. Nos acréscimos, Neymar só não marcou porque Roberto fez boa defesa. A vitória, entretanto, já estava sacramentada.

VAVEL Logo