Com show de Messi e golaço de Neymar, Barcelona passeia sobre Celta antes de pegar PSG

O Barcelona não teve problema algum para, neste sábado (4), no Camp Nou, atropelar o bom time do Celta de Vigo por 5 a 0, pela 26ª rodada do Campeonato Espanhol. Além da vitória, a equipe de Luis Enrique deu espetáculo para retomar a liderança da liga, quatro dias antes de tentar um milagre contra o PSG. O nome do jogo, como de costume, foi ele: Lionel Messi. O argentino marcou dois gols e deu duas assistências - para um golaço de Neymar e para o primeiro tento de Umtiti com a camisa culé. Rakitic fechou o placar.

Os atuais campeões nacionais agora somam 60 pontos na competição, contra 59 do vice-líder Real Madrid e 55 do Sevilla. Porém, os adversários têm uma partida a mais para ser disputada. Com a derrota, o Celta estaciona nos 35 pontos, na 10ª colocação. Outra tabela, a de artilheiros também teve mudanças: Messi agora soma 23 gols, contra 20 de Suárez e 18 de Cristiano Ronaldo. Neymar chegou a oito.

Ambos, no meio de semana, viram a chave e olham para os torneios continentais: o Barça precisa reverter, em casa, o 4 a 0 sofrido na França contra o Paris Saint-Germain pelas oitavas de final da Champions. Já os galegos abrem o confronto também das oitavas, só que da Europa League, diante do Krasnodar, da Rússia, em Vigo. Pela liga, compromissos no próximo domingo (12): os blaugranas visitam o Deportivo La Coruña às 12h15 enquanto a equipe de Eduardo Berizzo recebe o Villarreal a partir das 14h30 (de Brasília).

Foto: Miguel Ruiz/FCB
Foto: Miguel Ruiz/FCB

Comandado por Messi e Neymar, Barça cria e vai ao intervalo com vantagem

Se esperava uma partida muito complicada para o Barcelona. Em todas as últimas três temporadas, o Celta venceu um dos dois duelos contra os catalães. Mas, entrando em campo mais uma vez com um sistema diferente do habitual, os comandados de Luis Enrique, que já anunciou saída ao fim das competições, apresentaram ótimo futebol.

Com um 3-4-3 no momento ofensivo tendo Piqué, Umtiti e Jordi Alba na zaga, o Barça se aproveitou da estratégia de perseguições individuais do Celta. Para criar chances, estava fácil. Aos 13, a primeira oportunidade, dando mostras do que viria pela frente: Messi tabelou rápido com Neymar e finalizou rasteiro, forte, da meia-lua. O goleiro Sergio Álvarez defendeu.

Com 19 no relógio, Suárez por pouco não anotou um gol de placa. O uruguaio deu caneta em Gómez, invadiu a área e tocou no cantinho. Caprichosamente, a bola tocou no pé da trave direita e sobrou para Messi, que, sem ângulo, também carimbou a trave. Os galegos tiveram a única chance aos 20, em jogada aérea que Roncaglia finalizou com perigo para fora.

A superioridade azul-grená só virou gol quando o gênio aprontou uma das suas. Aos 24 minutos, Messi recebeu de Busquets na faixa central, matou no peito e partiu. Primeiro, ele tirou Roncaglia. Depois arrancou, deixou dois pelo caminho e chutou da entrada da área, sem chances para Álvarez: 1 a 0. Aos 34, Rafinha avançou livre pela direita, cortou o marcador mas concluiu fraco. Para encerrar a etapa inicial, nova pintura. Neymar foi acionado por Messi e, com um toque perfeito por cobertura, deixou Álvarez estático: 2 a 0.

Foto: Miguel Ruiz/FCB
Foto: Miguel Ruiz/FCB

Donos da casa ampliam e em seguida administram a goleada

Para o segundo tempo, logo aos quatro minutos, um lance surpreendente. Sergi Roberto conduziu, conduziu e viu espaço aberto para avançar ainda mais. O gol do camisa 20 só não saiu porque ele adiantou demais a bola na cara do goleiro.

Aos 13, mais uma redonda nas redes do Celta. Messi tocou para Rafinha, que dominou mal. Atento, mas em condição irregular, Rakitic tocou por baixo de Álvarez e ampliou: 3 a 0. Aos 16, após escanteio curto, Alba acionou Messi e o argentino deu outra assistência, desta vez para Umtiti, que só escorou: 4 a 0.

Os minutos em alta tensão do Barcelona terminaram aos 19, quando um tal camisa 10 fechou o placar. Sozinho pela direita, Messi levou a bola, invadiu a área, tirou dois defensores e bateu no contrapé do goleiro: 5 a 0. Mais tarde, Luis Enrique poupou alguns atletas para a UCL: colocou Mascherano, Iniesta e Denis Suárez. tirando Busquets, Sergi Roberto e Neymar.

Foto: Miguel Ruiz/FCB
Foto: Miguel Ruiz/FCB

Até o fim da partida, o Celta teve diversas oportunidades de descontar. Aos 20, Wass recebeu em contra-ataque e arrematou à direita de Ter Stegen. Destaque da equipe, Iago Aspas teve duas tentativas: em uma, parou no arqueiro alemão, e em outra, no fim, errou o alvo por muito pouco.

Enquanto isso, o Barça tentava fazer com que Luis Suárez fosse às redes, mas o uruguaio de fato passou um jogo sem marcar. Nos acrécimos, Denis Suárez, dentro da pequena área, cabeceou parar defesa de Álvarez. O que importou, no final, foram os fundamentais três pontos e a grande atuação, que dá esperanças de uma remontada histórica na quarta-feira.

VAVEL Logo