Milan pressiona, mas tropeça contra Sassuolo em casa

Rossoneri empatam com neroverdi em pleno San Siro e veem sonho da Uefa Champions League mais distante

Milan pressiona, mas tropeça contra Sassuolo em casa
De criticado a herói: Kalinic empata para o Milan (Foto: Marco Luzzani/AC Milan)
Milan
1 1
Sassuolo
Milan: Donnarumma; Abate (André Silva, min. 55), Bonucci, Romagnoli (Mussachio, min. 2) e Ricardo Rodriguez; Biglia, Kessié e Bonaventura; Suso, Cutrone (Kalinic, min. 67) e Çalhanoglu. Técnico: Gennaro Gattuso.
Sassuolo: Consigli; Mauricio Lemos, Acerbi e Peluso; Lirola, Sensi (Cassata, min. 57), Mazzitelli, Missiroli e Rogério (Dellorco, min. 67); Politano e Berardi (Ragusa, min. 54). Técnico: Giuseppe Iachini.
Placar: 0-1, min. 75, Politano. 1-1, min. 86, Kalinic.
ÁRBITRO: LUCA PAIRETTO (ITA) |CARTÕES AMARELOS: KESSIÉ (MIL. MIN. 21), ROGÉRIO (SAS. MIN. 29), MAZZITELLI (SAS. MIN. 36), MUSSACHIO (MIL. MIN. 74) E BONUCCI (MIL. MIN. 81)
INCIDENCIAS: 31ª rodada da Serie A, disputada no estádio San Siro, em Milão (ITA)

Neste domingo (8), o Milan empatou em 1 a 1 com o Sassuolo, em Milão, pela 31ª rodada da Serie A. O resultado não é bom para nenhuma das equipes. A equipe rossonera estacionou na sexta posição, com 52 pontos, vê o sonho da Uefa Champions League mais distante e, com a aproximação da Fiorentina, pode sair da zona de classificação para a Europa League. Já os neroverdi seguem a três pontos da Z-3 e continuam lutando para não cair para a Serie B.

O jogo foi o que se esperava de um duelo entre uma equipe postulante à vaga na Champions League contra uma outra que briga para não cair. O Milan começou pressionando, enquanto o Sassuolo assumia uma postura mais defensiva. 

O bombardeio milanês começou logo aos dois minutos de jogo: Ricardo Rodriguez fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Kessié que cabeceou para fora. Dois minutos depois, um susto: Romagnoli caiu no gramado e reclamando de dores e teve que ser substituído. O argentino Musacchio entrou no lugar.

Mesmo com a substituição logo nos primeiros minutos, o Milan não se abateu e seguiu pressionando. Em boa jogada, Çalhanoglu encontrou Bonaventura que cruzou para a área. A bola desviou e o goleiro Consigli, atento, fez excelente defesa. A equipe rossonera seguiu pressionando o Sassuolo, durante todo o primeiro tempo, mas esbarrava na falta de pontaria.

Na segunda etapa, o Milan seguiu martelando o gol do Sassuolo. Em cobrança de escanteio de Suso, a bola sobrou para Çalhanoglu que bateu de primeira. No rebote, Kessié cruzou para Bonucci que cabeceou para fora. 

Sentindo o bom momento, o técnico Gennaro Gattuso tratou de colocar o Milan para a frente. Tirou o lateral Abate e colocou o atacante André Silva e trocou Cutrone, que não fazia grande jogo, pelo questionado Kalinic. As substituições não fizeram efeito imediato. Os rossoneri esfriaram em campo e começaram a sofrer com os contra-ataques do Sassuolo.

Aos 19 do segundo tempo, Ragusa fez boa jogada e arriscou para boa defesa de Donnarumma. 11 minutos depois, "a bola puniu" o Milan. Em jogada na intermediária, o atacante Politano experimentou de longe e marcou um golaço: 1 a 0 Sassuolo.

Precisando da vitória de qualquer maneira, o Milan voltou a pressionar o Sassuolo. Mas seguia com problemas de pontaria. Aos 29 da segunda etapa, Kalinic perdeu uma oportunidade inacreditável. Mas o croata iria se redimir. Dois minutos depois do gol perdido, o atacante recebeu de Musacchio, girou para cima da marcação e bateu bonito, sem chances para Consigli: 1 a 1.

Com a torcida empurrando, o Milan seguiu pressionando o Sassuolo. Nos minutos finais, Kalinic teve excelente chance, mas esbarrou em mais uma grande defesa de Consigli. Mesmo com tantas tentativas do Diavolo, as duas equipes acabaram ficando no empate.