Guia VAVEL Copa do Mundo 2018: Espanha
Guia VAVEL Copa do Mundo 2018: Espanha (Editoria de Arte / VAVEL Brasil)

Guia VAVEL Copa do Mundo 2018: Espanha

Após oito anos de seu primeiro título mundial a seleção espanhola chega à Rússia com status de favorita

rbussula
Rodrigo Bussula

A seleção espanhola está de volta a Copa do Mundo após a apresentação vexatória realizada na última Copa no Brasil. Na ocasião a Roja chegou com status de favorita após a conquista em 2010 e o futebol envolvente, no entanto pereceu já na primeira fase da competição.

Expectativa

Os espanhóis tem motivos de sobra para acreditar no bi-campeonato de sua seleção nacional, graças ao bom trabalho realizado por Julen Lopetegui. O jovem treinador conseguiu trazer de volta o estilo de jogo envolvente e com a troca de passes como arma principal de volta a equipe.

O chaveamento colocou a seleção espanhola frente a frente com o último vencedor da Eurocopa, Portugal. As equipes já se enfrentam na primeira rodada do torneio. As outras duas equipes são  Marrocos e Irã, dois times sem expressão no cenário mundial. A expectativa é de que a Espanha se classifique em primeiro da chave.

Convocação

A seleção Espanhola divulgou no dia 21 de maio a lista dos convocados com nomes conhecidos pela torcida. O técnico Jule Lopetegui seguiu a mesma lista de jogadores que já havia convocado nas últimas apresentações e a lista não apresentou grandes surpresas além da ausência do jovem atacante do Chelsea, Morata.

Um fato interessante é o altíssimo aproveitamento da seleção da Espanha de jogadores que atuam em times locais. Ao total 17 jogadores participam da La Liga. Vale ressaltar que mais uma vez os dois maiores clubes da Espanha - Barcelona e Real Madrid - são à base da equipe, com seis representantes da equipe de Madri e quatro pelo lado dos catalães.

Goleiros: De Gea (Manchester United), Reina (Napoli) e Kepa (Athletic de Bilbao);

Defensores: Carvajal, Nacho e Sergio Ramos (Real Madrid), Jordi Alba e Piqué (Barcelona), Azpilicueta (Chelsea), Monreal (Arsenal) e Odriozola (Real Sociedad);

Meio-campistas: Isco, Asensio e Lucas Vázquez (Real Madrid), Busquets e Iniesta (Barcelona), Koke e Saúl (Atlético de Madrid), Thiago Alcântara (Bayern de Munique) e David Silva (Manchester City);

Atacantes: Diego Costa (Atlético de Madrid), Rodrigo (Valencia) e Iago Aspas (Celta).

Destaques

Sergio Ramos

O zagueiro espanhol de 32 anos vem para a sua quarta Copa do Mundo e se firmou mais do que nunca como um dos líderes de sua seleção. O atleta multi-campeão pelo Real Madrid e também campeão do mundo pela Espanha em 2010, é uma das grandes esperanças para o bicampeonato espanhol em 2018.

Além de ser um dos pilares da equipe, o zagueiro vivenciou desde 2005 a reestruturação da Roja e o estilo de jogo criado para a equipe. Sérgio Ramos é um dos atletas da geração de ouro da Espanha, assim como Iniesta, Xavi, Busquets e tantos outros do time vencedor na África do Sul.

Iniesta

O volante enfrenta o seu último desafio da carreira na Copa da Rússia. O atleta de 34 anos de idade foi peça fundamental no único título de Copa do Mundo da seleção espanhola. Vale lembrar que a bola do gol decisivo na final saiu de seus pés.

Iniesta enfrenta o torneio como a última chance de conquistar algo grande, já que neste fim de temporada o atleta se transferiu para um time do Japão. Mesmo assim é bom ficar de olho nele, devido ao seu alto poder de decisão já visto em 2010 e em toda sua carreira.

Fique de Olho

Asensio

O jovem atleta revelado pela base do Mallorca da Espanha se tornou peça essencial no esquema do técnico Espanhol e coadjuvante de luxo no time estrelado que foi comandado por Zidane a conquista das três Champions seguidas.

O atleta mostrou um ótimo desempenho durante as eliminatórias e mostrou ser uma peça importante na equipe comandada por Jule Lopetegui. Marco Asensio vem para a sua primeira Copa com a camisa Roja e com status de estrela após se tornar um dos jogadores mais promissores do mercado europeu.

Técnico

O treinador Jule Lopetegui tem passagens pelo Rayo Vallecano, seleção de base espanhola e também Porto- último equipe que treinou antes de assumir a Espanha. O técnico foi escolhido após ser demitido do Porto em 2016.

De lá pra cá o treinador vem se dado bem no comando da seleção espanhola, principalmente por trazer de volta o estilo de jogo implantado por Guardiola no país e aperfeiçoado por tantos. Lopetegui pode ser uma das surpresas desta Copa. Apostando na surpresa, o Real Madrid anunciou a contratação do treinador espanhol na última terça-feira (12) faltando dois dias para o Mundial.

Campanha na última Copa

A seleção espanhola passou vexame na última edição do torneio. Na última edição realizada no Brasil em 2014, a Roja caiu na fase de grupos que era formado por: Holanda, Austrália e Chile. O jogo contra a Holanda ficou marcado por reeditar a final de 2010 e dessa vez a vitória ficou com os holandeses, 5 a 1. A seleção espanhola terminou a competição em terceiro do seu grupo.

Você sabia?

O Barcelona e Real Madrid historicamente são os clubes que mais fornecerem jogadores para a seleção da Espanha da história. Para se ter ideia nesta edição dos 23 convocados 11 pertencem a algum desses dois times.

 

VAVEL Logo

    Futebol Internacional Notícias

    há 14 horas
    há 15 horas
    há 16 horas
    há 18 horas
    há 17 horas
    há um dia
    há um dia
    há um dia
    há 2 dias
    há 2 dias
    há 2 dias