No sufoco, City vira sobre o Hoffenheim e conquista primeira vitória na Champions
(Créditos: Manchester City/Twitter)

No sufoco, City vira sobre o Hoffenheim e conquista primeira vitória na Champions

David Silva deu a vitória para o time inglês e evitou que a situação dos Citizens se complicasse no grupo F

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Depois de tropeçar em casa na estreia da UEFA Champions League, o Manchester City precisava recuperar-se no jogo de hoje, já que perdeu na primeira rodada de virada para a equipe do Lyon, por 2 a 1. A questão é que teria que partir para cima de um Hoffenheim inspirado em sua primeira participação na história pela Liga dos Campeões e, consequentemente, realizando seu primeiro jogo na frente de sua torcida pela competição intercontinental. Na rodada anterior, o Hoffenheim apenas empatou com o Shakhtar Donetsk por 1 a 1 na Ucrânia.


Pela Bundesliga, na última rodada, os alemães perderam para o RB Leipzig, como visitantes, por 2 a 1. Em relação ao time que entrou em campo hoje, Brenet, Demirbay e Joelinton eram as novidades. Já o City bateu a equipe do Brighton por 2 gols a 0, em Manchester, na última rodada da Premier League. No jogo de hoje, Kompany e Gundogan eram os nomes em campo que não estiveram presentes na última partida.

Dentro de campo, o time alemão, comandado pelo jovem Nagelsmann, vinha num 3-4-3 bastante ousado. Logo no primeiro lance do jogo, Belfodil foi lançado na frente, o lateral Walker deu condições e o atacante fez 1 a 0 para o time da casa. Uma enorme surpresa para o City, que praticamente começava o jogo em desvantagem.

O gol obrigou Guardiola a subir seu time bem cedo ao campo de ataque. E não demorou para o troco vir. Logo aos 7 minutos, Sané serviu Aguero para empatar o jogo na Alemanha.

Daí em diante o jogo abriu bastante. Ambas as equipes se arriscaram bastante. O City, que tinha mais a possessão da bola, era quem dominava o meio de campo. A equipe do Hoffenheim, postadas com 2 alas que subiam bastante, tentavam de todo jeito buscar um contra ataque mortal.

Até o final do primeiro tempo, porém, quem teve as melhores chances na partida foi mesmo o time azul de Manchester. Aos 32, depois de uma jogada individual espetacular de Sané, Aguero perdeu livre dentro da grande área, quando arriscou um voleio e a bola passou sobre o gol de Baumann. Dois minutos depois, Aguero protagonizou outro lance de muito perigo. O argentino tentou de longe e obrigou o goleiro do time alemão a fazer uma ótima defesa, de mão trocada.

Até o final do primeiro tempo, esse foi o script da partida. O domínio era completo dos comandados de Pep, enquanto o time da Rhein-Neckar-Arena, na região sudoeste da Alemanha, apostava na velocidade de sua equipe e no poder de conclusão de seus atacantes, principalmente do brasileiro Joelinton.

O reinício do jogo foi bem morno. Até os 15 minutos da segunda etapa, nenhuma das equipes mostrou a mesma agressividade apresentada nos 45 minutos iniciais. A equipe inglesa, usou e abusou das bolas pelo alto. Teve duas boas chances usando a bola aérea. Aos 20 minutos, Otamendi cabeceou bem depois de escanteio e a bola parou na zaga do time alemão. Depois foi a vez de Aguero, que parou nas mãos de Baumann.

Com cerca de 30 minutos de segundo tempo, o Man City batia a marca de 65% de posse de bola e tinha também quase 4 vezes mais finalizações que o Hoffenheim, mas não conseguia aproveitar suas chances, embora o time alemão estivesse praticamente nulo no campo de ataque. Mesmo na frente de seus torcedores, o time de Nagelsmann simplesmente não conseguia sair do campo de defesa. Nem com o atacante Kramaric, que entrou na metade do segundo tempo, o time da casa conseguiu exigir da defesa inglesa.

Aos 41 minutos, finalmente veio o fruto do árduo trabalho dos Citizens. Numa falha bizarra do zagueiro Posch, David Silva roubou a bola na grande área e virou o jogo para os visitantes.

Com o resultado, o Manchester City deixou a lanterna do grupo e conseguiu seus primeiros 3 pontos no grupo F. Na próxima rodada da Champions, a equipe inglês visitará o Shakhtar, na Ucrânia. Do outro lado, Hoffenheim encara o Lyon, em seus domínios. 

VAVEL Logo