Fiorentina não sai do zero com Bologna na reestreia de Vincenzo Montella
Foto: Divulgação/Bologna FC

Fiorentina não sai do zero com Bologna na reestreia de Vincenzo Montella

Viola pressionou na segunda etapa, mas não conseguiu furar a defesa rossoblù e chegou ao oitavo jogo seguido na temporada

bruno-da-silva
Bruno da Silva
FiorentinaLafont; Milenkovic, Pezzella, Ceccherini; Chiesa, Dabo, Veretout, Gerson (Benassi, min. 77), Biraghi; Muriel (Vlahovic, min. 87), Simeone (Mirallas, min. 56). Técnico: Vincenzo Montella
bologna-fcSkorupski; M'baye, Danilo, Lyanco, Dijks; Pulgar (Dzemaili, min. 72), Poli (Donsah, min. 78); Orsolini, Soriano, Sansone; Palacio (Santander, min. 82). Técnico: Sinisa Mihajlovic
INCIDENCIASPartida válida pela 33ª rodada da Serie A 2018-19, no Stadio Artemio Franchi, em Florença, Itália

Na primeira partida do técnico Vincenzo Montella de volta ao comando da Fiorentina, a Viola não saiu do 0 a 0 no derby dell'Appennino diante do Bologna no Artemio Franchi, em Florença. Neste domingo (14), o time da casa pressionou bastante no segundo tempo, chegou a acertar a trave, mas não evitou o oitavo jogo sem vitória na temporada e o 16º empate em 32 jogos pela Serie A. Curiosamente, no primeiro turno, as equipes também empataram sem gols no Renato Dall'Ara.

O primeiro tempo da Fiorentina não foi dos mais empolgantes, que não contou com o apoio da da torcida organizada Curva Fiesole, que, protestando contra a diretoria, só entrou na partida após o intervalo. Vincenzo Montella mudou o esquema do 4-3-3 para o 3-5-2 e fez três alterações em relação ao último jogo, mas a Viola foi pouco produtiva. O time da casa teve 53% de posse de bola e finalizou sete vezes, contra dois chutes do Bologna, dois a zero em finalizações certas.

A chance mais clara da Viola veio em um lance de bola parada. Aos 17, após cobrança de escanteio de Biraghi, Skorupski tirou parcialmente, e Muriel ajeitou para Dabo chegar batendo de fora da área, mas o goleiro se recuperou e espalmou.

Em alguns momentos do jogo, a Fiorentina deu bastante espaços para contra-ataques ao Bologna, que falhou muito no passe próximo à área viola e acabou não aproveitando esses buracos na defesa. O time da casa tentou valorizar a posse de bola principalmente no terço final da etapa inicial, porém faltou objetividade e em poucos momentos os comandados de Montella conseguiram avançar no campo dessa forma.

O Bologna, com problemas para transformar as jogadas em ocasiões de gol, só teve uma boa oportunidade. Aos 39, Dijks avançou pela esquerda, levantou alto para a segunda trave e Orsolini apareceu para finalizar quase sem ângulo, exigindo boa defesa de Lafont, mas não tirando o 0 a 0 do placar no Franchi.

A segunda etapa foi de muita pressão da Viola. A Fiorentina terminou com 15 finalizações, contra apenas quatro do Bologna, e ainda teve 58% de posse de bola. Mesmo abusando de cruzamentos em alguns momentos, o time da casa conseguiu ocupar o rival e apertou em busca da vitória.

Aos seis, Milenkovic deu um chutão para frente, Danilo tocou para trás e Chiesa aproveitou para avançar com a bola, mas teve seu chute desviado e a bola foi à direita do gol. Dois minutos depois, Muriel recebeu de Gerson dentro da área, tocou para o meio e Chiesa apareceu com espaço para finalizar, porém pegou fraco e Skorupski segurou.

A primeira alteração de Montella foi a entrada de Mirallas na vaga de Simeone aos 11 do segundo tempo, o que aumentou a movimentação no ataque da Viola. O treinador também promoveu uma leve mudança no esquema do 3-5-2 para o 3-4-3, com Chiesa saindo da direita para a esquerda e tendo menos funções defensivas.

Aos 18, após ligação direta de Milenkovic, Lyanco se atrapalhou e deixou Muriel livre na cara do gol, mas o colombiano chutou em cima do goleiro e perdeu a chance de abrir o placar. Quatro minutos depois, Mirallas recebeu com espaço na intermediária e arriscou chute no canto esquerdo, parando em defesa segura de Skorupski.

A reta final da partida foi de muitas entradas fortes e cartões amarelos - inclusive um para Muriel e outro para Palacio por tentarem simular pênaltis. A Viola cada vez se abriu mais e adiantou sua linha defensiva, sempre buscando o gol. Aos 33, Muriel apareceu na esquerda para receber passe de Benassi, cruzou fechado e a bola passou por todo mundo, parando na trave esquerda do gol do Bologna.

Por pouco o Bologna não conseguiu uma escapada que seria mortal. Aos 42, em saída errada de Veretout, Santander ficou com a bola em dois contra um, mas Lafont saiu muito da área e conseguiu dividir. Na sequência, Orsolini ficou com a bola, avançou e finalizou de fora da área, porém o goleiro se recuperou a tempo de evitar o gol. Apesar de todo o empenho, a Fiorentina não conseguiu evitar mais um tropeço como mandante.

Com 40 pontos, a Viola se mantém na 10ª posição, 10 pontos atrás do Torino, que está em sétimo e tem uma possível vaga à Europa League da próxima temporada. Já o Bologna é o 17º e primeiro fora da zona de rebaixamento, com 31, três a mais que o Empoli, que ainda joga na rodada.

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado (20). A Fiorentina visita a arquirrival Juventus, no possível jogo do título da Vecchia Signora, às 13h, enquanto o Bologna recebe a Sampdoria, às 10h.

VAVEL Logo