Werner brilha na estreia e Chelsea bate Brighton fora de casa
Foto: Divulgação/Chelsea

Fechando a primeira rodada de jogos da Premier League, o Chelsea visitou o Brighton na última segunda-feira (14), no Falmer Stadium.

Fora de casa, os blues saíram na frente com gol de Jorginho, de pênalti. Trossard empatou a partida, mas logo depois James fez 2 a 1. Zouma, no meio do segundo tempo, fechou o placar em 3 a 1.

Estratégias

O Brighton entrou com o objetivo de se defender e preencher os espaços para não deixar o Chelsea jogar. Potter arrumou o time em uma 3-5-2, com White, Dunk e Webster fazendo a linha de defesa. No meio de campo, Lamptey e March eram os alas. Alzate e Bissouma se juntaram ao recém-contratado Lallana. No ataque, Trossard e Maupay tentariam dar velocidade para pegar a defesa do Chelsea aberta.

Já o Chelsea de Lampard vinha num 4-2-3-1, tentando manter a bola e atacar o Brighton. A linha de defesa tinha James pela direita, Zouma e Christensen na zaga e Marcos Alonso pela esquerda. Jorginho e Kanté faziam a proteção para a linha de três ofensiva com Loftus-CHeek, Mount e o estreante Havertz se juntarem ao também estreante Werner no ataque.

Werner estreia bem

Apesar de ter uma formação considerada mais defensiva, o Brighton começou a partida e se manteve assim pela etapa inicial pressionando e tentando manter a posse de bola, indo para cima do Chelsea. Os blues tentavam pressionar e marcar alto, buscando forçar o erro do Brighton já no campo de defesa.

Apesar disso, não houveram chances de perigo no início do jogo, sendo uma partida parelha. A prova disso era que com 20 minutos a posse era de 50% para cada um.

Aos 20, Werner foi lançado em uma saída errada, Jorginho achou um bom passe e ele saiu cara a cara com o goleiro Ryan, sendo derrubado na grande área e sofrendo o pênalti!

Com 22 minutos, Jorginho, que iniciou a jogada, bateu o pênalti com uma frieza invejável. Lento e calmo, ele bateu para o canto esquerdo, enquanto o goleiro saiu para o direito. Estava aberto o placar!

Três minutos depois o Brighton respondeu com a abertura para Lamptey, que era já uma ótima válvula de escape. Ele acertou um lindo cruzamento para Maupay, que desviou de ombro e mandou nas mãos de Kepa.

Com 34 minutos, Alzate carregou a bola pelo meio e soltou o pé, obrigado Kepa a espalmar para longe. Após sofrer o gol, o Brighton passou a manter mais a bola e tentar ir para o ataque, pressionando o Chelsea.

E, com 44 minutos, Lallana sentiu a perna após uma falta de Jorginho e foi substituído por Connolly. Com isso, o Brighton perdia seu principal meio campista e que seria o principal pensador de um jogo onde o Brighton necessitaria de alguém com a qualidade dele para a criação.

Werner, aos 47, recebeu pela esquerda, carregando, tirando o defensor e batendo sem ângulo para uma boa defesa de Ryan. O camisa 11 ia se provando uma ótima contratação em seus primeiros 45 minutos de partida na Premier League.

E logo com dois minutos da segunda etapa, March desceu pela esquerda e cruzou para Connolly desviar para o gol, mandando a bola pelo lado direito de Kepa. Apenas seis minutos depois, com muita pressão do Brighton, Trossard acertou um ótimo chute de esquerda, no canto esquerdo de Kepa, empatando o jogo e fazendo justiça ao que acontecia em campo!

Mas isso durou pouco. Aos 10 minutos, James acertou uma pancada violenta no gol, mandando a bola no ângulo esquerdo de Ryan, que nada poderia fazer!

O Chelsea, em um escanteio vindo da direita de James, Zouma conseguiu um desvio de perna direita, com um desvio de Webster no meio do caminho, enganando o goleiro! Com isso o Chelsea conseguia a tranquilidade que tanto queria na partida!

Após o terceiro gol, os blues tocavam a bola com tranquilidade, ditando o ritmo da partida sem pressa alguma, mantendo a posse e tentando assim criar jogadas.

Com 34 minutos, Connolly conseguiu ganhar no pé de ferro e bateu forte para o gol, mas nas mãos de Kepa. O último lance de perigo foi aos 48 do segundo tempo, em um chute de longe de Barkley, que mandou nas mãos de Ryan.

Apesar da pressão final, o Chelsea teve menos posse de bola, 47%, contra 53% dos donos da casa. Além disso, o Brighton finalizou mais vezes, porém menos certas. 13 finalizações dos donos da casa, que acertaram três delas, contra 10 dos visitantes, que acertaram cinco delas.

Próximos jogos

O Chelsea volta aos gramados no próximo domingo (20), às 12h30, quando recebe no Stamford Bridge o Liverpool. Enquanto isso o Brighton volta na quinta-feira (17), às 15h45, quando recebe o Portsmouth, pela Copa da Liga Inglesa.

Com o resultado, o Chelsea soma agora três pontos e fica atrás de Leicester e Arsenal, na 3ª posição. Já o Brighton não soma pontos, ficando na 16ª posição, na frente de Sheffield United, West Ham, Fulham e West Bomwich.

VAVEL Logo