Arsenal vence United e entra no G-4 da Premier League
Divulgação / Arsenal 

O Arsenal derrotou o Manchester United por 3 a 1 no Emirates Stadium e entrou no grupo dos quatros primeiros que estarão na Champions League da próxima temporada. Em mais um jogão da Premier League, os Gunners abrem dois gols de vantagem, os Red Devils encostam no placar com o Cristiano Ronaldo que marcou pela centésima vez na competição, mas Shaka ampliou a vantagem no segundo tempo e decretou a vitória para os donos da casa. Bruno Fernandes ainda perdeu um pênalti na etapa final. 

Com o resultado o Arsenal subiu para a quarta posição e ingressou no G-4 do campeonato, já o Manchester cai para a sexta colocação e fica cada vez mais longe do torneio europeu. Além dos gols de CR7 (34' 1T) e Shaka (25' 2T), Nuno Tavares (3' 1T) e Saka (32' 1T) marcaram para o time londrino.

  • Arsenal abre vantagem, mas CR7 faz gol histórico e o United diminui o placar 

Com o apoio da torcida os Gunners começaram partindo para cima e encurralando o Manchester no campo de ataque com isso logo aos três minutos conseguiram abrir o marcador. A jogada começou com um ótimo levantamento de Shaka para a grande área, os defensores furaram e a bola ficou com Saka que chutou no canto, o goleiro De Gea fez a defesa parcialmente, mas Nuno Tavares aproveitou o rebote e só empurrou para o gol vazio, 1 a 0.

O gol acordou os jogadores do United que tentaram empatar duas vezes, a primeira com o Elanga que recebeu o passe do Cristiano Ronaldo, mas chutou em cima de Ramsdale, já a outra o goleiro serviu o próprio adversário e o Bruno Fernandes chutou para fora. O time de Manchester não aproveitou suas chances e o Arsenal não perdoou, primeiramente Khetiah aproveitou a sobra e marcou o gol, mas foi marcado impedimento, só que antes o Saka foi derrubado e o árbitro olhou no VAR e marcou o pênalti. O próprio atacante inglês foi para a cobrança e bateu colocado no canto esquerdo, 2 a 0.

Logo em seguida o United reagiu e com sempre ele, o meia Matic fez um lançamento na medida para o Cristiano Ronaldo, que tomou a frente da defesa e deu um toque por cima, diminuindo o placar e fazendo o seu gol N° 100 da Premier League, ele ainda homenageou o seu filho que morreu após nascer  nessa semana. A partir de então os dois times tentaram marcar, mas ficou nisso mesmo na primeira etapa, 2 a 1.

Diferentemente do começo da etapa inicial foi o Manchester que impôs o domínio e logo com dois minutos teve a primeira chance. O brasileiro Alex Telles recebeu na esquerda e de fora da área  mandou no canto, Ramsdale espalmou e evitou o empate. O Arsenal respondeu com Odegaard que aproveitou a sobra e bateu colocado De Gea também defendeu.

O Manchester continuou pressionando e aos 10' o lance decisivo que poderia mudar a partida. Em cobrança de escanteio, Matic desviou de cabeça, mas Nuno Tavares interceptou a bola com o braço, o árbitro não titubeou e marcou a penalidade. Apesar de CR7 ser o cobrador oficial do time, Bruno Fernandes  não quis saber e foi para cobrança, ele bateu muito no canto, só que mandou na trave, perdendo a chance de empatar a partida.

Romsdale ainda fez um milagre quando Dalot recebeu na direita e ele mandou um chute à queima roupa, o goleiro defendeu e a bola bateu na trave. Como sempre quem não faz leva, os Diabos Vermelhos sofreram o terceiro, Shaka foi servido na intermediária e quase na meia lua soltou uma bomba, mandando no canto esquerdo e fechando o caixão dos visitantes, 3 a 1. A partir de então o Arsenal só administrou a vantagem e comemorou muito após o termino a entrada no G-4, já no lado do United bastante  lamentação, pois a vaga na Champions está ficando cada vez mais difícil.

VAVEL Logo