Ítalo-brasileiro Éder marca e evita derrota da Inter em casa contra Torino

Atacante entra no segundo tempo e garante empate à Beneamanta, que segue invicta na temporada

Ítalo-brasileiro Éder marca e evita derrota da Inter em casa contra Torino
Foto: Emilio Andreoli/Getty Images
Internazionale
1 1
Torino
Internazionale: Handanovic; D’Ambrosio, Skriniar, Miranda, Nagatomo (Brozovic, min. 76); Vecino, Gagliardini (Éder, min. 69); Candreva, Valero, Perisic; Icardi. Técnico: Luciano Spalletti.
Torino: Sirigu; De Silvestri, Nkoulou, Burdisso, Ansaldi; Obi (Acquah, min. 73), Rincón, Baselli; Falqué (Niang, min. 82), Belotti, Ljajic (Álex Berenguer, min. 89). Técnico: Sinisa Mihajlovic.
Placar: 0-1, min. 59, Falqué. 1-1, min. 79, Éder.
ÁRBITRO: Daniele Orsato (ITA). Cartões amarelos: Vecino (min. 33), Burdisso (min. 42), Rincón (min. 56), Belotti (min. 56), Sirigu (min. 61), Obi (min. 64), Brozovic (min. 83), Acquah (min. 88),
INCIDENCIAS: Partida válida pela 12ª rodada da Serie A, realizada no estádio Giuseppe Meazza, em Milão, Itália.

Com dois gols na segunda etapa, Internazionale e Torino empataram em 1 a 1, neste domingo (5), no Giuseppe Meazza, pela 12ª rodada da Serie A. O espanhol Iago Falqué marcou um golaço para colocar o Toro em vantagem, mas o ítalo-brasileiro Éder deixou tudo igual. Com o resultado, os nerazzurri seguem invictos na temporada (nove vitórias e três empates).

O empate mantém a Inter na segunda colocação, com 30 pontos. Mas o time de Milão pode terminar a rodada em terceiro, caso a Juventus, terceira colocada, vença o Benevento ainda neste domingo. O Napoli, líder da liga, pode abrir quatro pontos da Beneamata se derrotar o Chievo.

O Torino, por sua vez, ocupa a sétima posição, com 17 pontos, mas pode encerrar a rodada no 11º lugar – Fiorentina, Milan, Atalanta e Chievo precisam sair vitoriosos de seus respectivos jogos.

Agora, os campeonatos europeus fazem uma pausa devido à Data Fifa, período para realização de jogos entre seleções. Assim, a Inter e Torino voltarão a campo dia 19 deste mês, um domingo. O time de Milão receberá a Atalanta, novamente no Giuseppe Meazza, enquanto o Torino medirá forças com o Chievo, em Turim.

Primeira etapa equilibrada

Inter e Torino realizaram um primeiro tempo movimentado. Os nerazzurri, que desfrutam de um grande momento na temporada, criavam perigo com descidas de Candreva pelo lado direito do ataque e com as infiltrações de Icardi. Já o time granata gerava mais ações ofensivas pelo setor esquerdo, com Ansaldi e Ljajic caindo por ali.

A defesa interista saiu jogando errado, o ataque do Torino ficou com a bola, e Baselli finalizou da intermediária, para a defesa de Handanovic. A Inter chegou com perigo num chute traiçoeiro de Vecino, defendido por Sirigu. Os donos da casa trabalhavam muito pelos flancos, com os avanços à linha de fundo de Candreva e Perisic para cruzar à área. Em uma dessas jogadas, Candreva esperou Icardi se desmarcar, cruzou, mas o camisa 9 pegou mal na bola.

Aos 36 minutos, Icardi abriu espaço na meia-lua da área, finalizou de canhota, a bola desviou em De Silvestre e quase enganou o goleiro. No lance seguinte, Skriniar cabeceou e obrigou Sirigu a fazer grande defesa. Próximo ao encerramento do primeiro tempo, Belotti completou cruzamento de Ansaldi e por muito pouco não tirou o zero do placar.

Um gol para cada lado

A Inter voltou com tudo para o segundo tempo. Ligada no 220 volts, a equipe de Luciano Spalletti pressionou o Torino nos cinco minutos pós-intervalo. Dentro desse período, Nagatomo escapou da marcação e colocou a bola na cabeça de Vecino, que testou para o chão e dificultou a defesa de Sirigu.

O Torino logo entendeu que na etapa final o duelo aumentou de velocidade e se adaptou à situação. Belotti, de cabeça, testou a agilidade de Handanovic, que pôs para a linha de fundo. Mas, aos 59 minutos, o Toro abriu o placar. Em jogada individual, Falqué conduziu a bola da direita para o meio, abriu espaço e soltou uma pancada no canto esquerdo do goleiro nerazzurro.

Aos 66 minutos, os comandados de Sinisa Mihajlovic por pouco não aumentaram a vantagem. Ljajic cobrou falta fechada, Obi subiu mais que todo mundo e cabeceou rente à trave esquerda da meta interista. Os donos da casa responderam na mesma moeda: Candreva cobrou escanteio, e Skriniar quase acertou uma boa cabeçada.

Para buscar o gol de empate, Spalletti foi ousado: tirou dois jogadores defensivos (o volante Gagliardini e o lateral-esquerdo Nagatomo) para colocar dois atletas ofensivos (o atacante Éder e o meia Brozovic). E, aos 79 minutos, Éder igualou o confronto. Perisic encontrou Icardi na área, o camisa 9 escorou para o ítalo-brasileiro, que, livre, não desperdiçou.

O gol de empate inflamou a torcida, que soltou a voz para empurrar o time de Milão. Com o jogo aproximando do fim, a Inter impôs pressão sobre o Torino. Vecino até deu um tiro de longa distância que estourou no travessão. Mas o gol não saiu, e o embate terminou em igualdade.