Autoras dos primeiros gols do Botafogo no Brasileiro A2, Nayara e Lucilene comemoram feito
Nayara marcou o primeiro gol do Botafogo-PB no empate em 2 a 2 com o América-MG (Foto: Isabelly Morais/VAVEL Brasil)

O Botafogo-PB chegou à quinta rodada da Série A2 do Campeonato Brasileiro sem ter balançado redes adversárias uma vez sequer. Mas os gols que estavam "engasgados" na equipe paraibana enfim saíram na noite dessa quarta-feira (14), contra o América-MG, em Belo Horizonte, no empate com as mineiras em 2 a 2. Lucilene e Nayara marcaram os gols do Botafogo no segundo tempo, tendo o América feito 2 a 0 na etapa inicial.

Logo aos dois minutos do recomeço da partida, após um bate e rebate de bola na área do time mineiro, Nayara apareceu bem para decretar o primeiro gol da equipe paraibana no jogo e no campeonato. A meia-atacante celebrou o feito e afirmou que o Botafogo foi efetivo na etapa complementar após um primeiro tempo ruim.

"A gente vem trabalhando muito, mas não chegava a oportunidade. Agora chegou. Deixamos muito a desejar no primeiro tempo, porque tivemos poucas oportunidades. No segundo tempo, concluímos com gols as nossas chances, mas a arbitragem anulou um e era pra gente ter vencido. Nem sempre o melhor ganha, mas futebol é assim, e a gente precisa trabalhar para conseguir os seis pontos que restam", disse à VAVEL Brasil.

Lucilene faz dois, tem um anulado, e reclama da arbitragem

Lucilene empatou o confronto para as visitantes (Foto: Washington Alves/ALLSPORTS)

Vinte e cinco minutos após Nayara ir até o fundo das redes mineiras para buscar a bola de seu tento, foi a vez de Lucilene se valer de um oportunismo fatal. A goleira Camila, do América, subiu muito mal para afastar um perigo que rondava sua área, mas a atacante paraibana foi mais esperta e dividiu bola no alto com a arqueira, empatando o jogo.

"Estamos felizes pelo ponto, porque o time foi aguerrido o tempo inteiro e merecia ganhar. A gente saiu de dois gols negativos e conseguiu empatar o jogo, tendo condições até de ganhar. Tentamos buscar o gol o tempo inteiro e fui feliz por conseguir colocar a bola para dentro no lance do gol", apontou Lucilene à VAVEL Brasil.

A atacante do Botafogo chegou a marcar outro gol, mas uma das árbitras assistentes indicou que a jogadora estava impedida. Lucilene afirmou que não estava em posição irregular e reclamou da arbitragem do duelo. "Feliz com o resultado e triste com a arbitragem, que arbitrou o tempo inteiro para o o outro time. O último gol, inclusive, era o gol da nossa vitória, e a bandeirinha simplesmente nos tirou a vitória", enfatizou.

VAVEL Logo