Juventude bate Vila Nova nos
pênaltis e se classifica para próxima fase da Copa do Brasil
Foto: Divulgação/Juventude

Nesta terça-feira (07), Vila Nova e Juventude se enfrentaram no Serra Dourada, em jogo válido pela volta da quarta fase da Copa do Brasil. Após novo empate no tempo normal, a vaga nas oitavas foi definida nos pênaltis e o Juventude avançou após vencer por 4 a 3.

A primeira grande chance do jogo foi do Vila, aos 5', com Rafael Silva. Alan Mineiro cobrou falta e o goleiro Marcelo Carné defendeu. No rebote, o atacante tentou um voleio e levou perigo. Logo em seguida, após cruzamento de Felipe Rodrigues, o atacante Gustavo Mosquito finalizou e mandou na trave.

Aos 11', mais uma chance com Rafael Silva. O atacante invadiu a área e bateu na saída do goleiro Marcelo Carné. No entanto, o zagueiro Sidimar fez o corte. No minuto seguinte, após escanteio o zagueiro Philipe Maia cabeceou com perigo.

O mandante seguiu com as melhores chances. Aos 18', Alan Mineiro levantou na área e Rafael Silva fez o desvio. A bola passou perto da trave. Aos 21', mais uma vez Philipe Maia cabeceou para fora.

A primeira grande chance do Juventude foi aos 28', com Moisés Gaúcho. O volante arriscou de longe, a bola desviou e passou rente à trave do Vila Nova.

Aos 38', o visitante marcou um gol olímpico com João Paulo. A cobrança de escanteio foi direto para o gol, mas o árbitro anulou o lance. Segundo ele, houve falta de ataque em cima do goleiro Rafael Santos.

O último lance do jogo foi a cobrança de falta do volante João Paulo. O goleiro Rafael Santos pulou para espalmar e salvou o que seria o primeiro gol da partida.

O segundo tempo começou movimentado. Logo no primeiro minuto, Alan Mineiro soltou a bomba de fora da área o goleiro Marcelo Carné espalmou. No minuto seguinte, Dalberto finalizou, mas Rafael Santos fez a defesa.

Aos 16', Ramon recebeu na entrada da área e bateu de canhota, mas a bola foi por cima do gol. Aos 21', foi a vez de Felipe Rodrigues tentar o chute. Ele pegou a sobra e bateu de primeira, mas mandou para fora. Aos 30 minutos, Denner bateu de longe, a bola desviou e Rafael Santos fez a defesa.

O Vila Nova seguiu tentando pressionar o Juventude, mas sem criar chances claras de gols. Já o Juventude se fechou e acabou chamando o Vila para o ataque.

Aos 46', foi o Vila Nova que teve um gol anulado. Após a bola sobrar na área, Felipe Rodrigues mandou para o gol. O árbitro anulou o lance e alegou falta de ataque em cima do goleiro Marcelo Carné.

A partida terminou empatada em 0 a 0, mesmo placar do jogo de ida, no Alfredo Jaconi. Com isso, a vaga para a próxima fase foi decidida nos pênaltis.

Nas cobranças, o Vila Nova marcou o primeiro com Alan Mineiro. Na primeira penalidade para o Juventude, Rafael Santos defendeu o chute de Dalberto. Em seguida, foi a vez de Danilo, do Vila Nova, perder. A bola bateu na trave. Na segunda do Juventude, Genílson converteu e empatou: 1 a 1.

Juninho, do Vila Nova, colocou a equipe da casa na frente de novo. Eltinho, do Juventude, igualou para os visitantes. Patrick, do Vila Nova cobrou e Marcelo Carné defendeu. João Paulo marcou para o Juventude e colocou a equipe na frente: 3 a 2.

O goleiro Rafael Santos cobrou a última penalidade e converteu, o que manteve o Vila Nova vivo na disputa. Mas em seguida Bruno Alves, do Juventude, fez o gol que definiu a classificação da equipe gaúcha para a fase seguinte.

Na próxima fase, o duelo será entre gaúchos. O Juventude encara o Grêmio. O primeiro jogo será no dia 16 de maio, no Alfredo Jaconi, às 21h30 (de Brasília). A partida é válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

VAVEL Logo