Em jogo de golaços, Náutico bate Botafogo-SP e respira na Série B
Jean Carlos comemorando o segundo gol do Náutico contra o Botafogo-SP (Foto: Caio Falcão/ Náutico)

Náutico e Botafogo-SP se enfrentaram neste sábado (12), no Estádio dos Aflitos, em Recife, pela nona rodada da Série B. Com três golaços, o Timbu bateu o Pantera por 3 a 1 e complicaram ainda mais a vida dos paulistas na tabela. Erick, Jean Carlos e Rhaldney marcaram para os mandantes. Wellington Tanque marcou de pênalti para diminuir o placar.

Festival de golaços 

A partida estava amarrada nos primeiros minutos. Enquanto o Náutico sentia dificuldade na armação de jogadas, a falta de entrosamento influenciava no jogo do Botafogo-SP. Claudinei Oliveira escalou sua nona formação diferente em nove jogos da Série B. 

Enquanto os times encontravam dificuldades em chegar à meta, o talento individual fez a diferença. Aos 20 minutos, Erick mandou uma bomba fora da área e a bola foi parar no ângulo de Darley. O goleiro do Pantera pulou para a foto, mas sem esboçar uma possível defesa. Golaço do camisa 33 do Náutico. 

As finalizações do Timbu de fora da área estavam calibradas. Após chegar no campo do Botafogo-SP em um contra-ataque, Jhonnatan encontrou Jean Carlos na entrada da área, que mandou de chapa no ângulo, sem chances para Darley. 

A primeira chegada com perigo do Pantera foi aos 43. Após cruzamento de Matheus Anjos, Jeferson aproveitou a sobra e mandou para o gol. Após bloqueio da zaga, a bola permaneceu viva perto da área do Náutico, e Victor Bolt finalizou pela entrada da área. O chute foi no cantinho, mas Jefferson se esticou inteiro e evitou o primeiro gol do Botafogo-SP. 

Cinco minutos mais tarde, o goleiro do Náutico operou outra grande defesa. Após cruzamento pela esquerda, Wellington Tanque subiu mais alto que a defesa e desviou de cabeça, mas Jefferson se esticou inteiro e salvou os mandantes. 

O futebol tem a premissa "quem não faz leva". Logo na sequência, em contra-ataque do Náutico, Rhaldney acertou uma bomba no ângulo. O terceiro gol dos mandantes e o mais um golaço do jogo. 

Gol de honra

O segundo tempo começou com tudo. Aos cinco minutos, Victor Bolt lançou Rafinha dentro da área e o camisa 11 mandou uma bomba de primeira para acertar o travessão. 

Enquanto o Náutico encontrava dificuldades de concluir suas jogadas, o Botafogo-SP não estava nem aí e tentava diminuir o placar da maneira que conseguisse. Aos 22, Rafinha cobrou bela falta, a bola passou pela barreira e ia em direção ao gol, mas Jefferson, mais uma vez, salvou o Timbu. 

Os visitantes tiveram mais uma chance de diminuir o placar. Aos 42 minutos, Wagninho derrubou Guilherme Romão dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Wellington Tanque cobrou a penalidade e converteu.

Como fica a tabela?

O Náutico voltou a vencer na competição e assume a décima posição com 13 pontos. O Botafogo-SP encontra-se em uma situação complicada na Série B. O time não vence há cinco jogos e perdeu seu segundo jogo seguido. O time de Ribeirão Preto estacionou na 14ª colocação com apenas oito pontos. No entanto, caso haja combinação de resultados, o Pantera pode terminar a rodada na zona de rebaixamento.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Próximos confrontos

O Náutico volta a jogar na Série B na próxima sexta-feira (18). O Timbu recebe a Chapecoense nos Aflitos, às 21h30. Já o Botafogo-SP volta a jogar no Santa Cruz. O time de Ribeirão Preto encara o Brasil de Pelotas na segunda-feira da semana seguinte (21), às 20h.

VAVEL Logo