Sergipe estreia novo técnico para tentar surpreender Cruzeiro na Copa do Brasil
Foto: Divulgação / CS Sergipe

No segundo dia de Copa do Brasil 2022, o outro representante sergipano entra em campo. Às 21h30 desta quarta-feira (23), o Sergipe recebe o Cruzeiro na Arena Batistão, em Aracaju, pela primeira fase. Não é um dos melhores momentos para o Gipão surpreender o maior campeão da competição, mas o Alvirrubro se agarra no fator casa, na torcida e no gás do novo comandante para tentar avançar.

Lembrando que o Lagarto, time do interior, abriu a competição e foi eliminado ao empatar por 0 a 0 com o o Figueirense.

AO VIVO: Assista ao jogo Sergipe x Cruzeiro no tempo real da VAVEL Brasil. Clique aqui.

Já são sete jogos seguidos sem saber o que é vencer. Foi nesse jejum que o técnico Elias Borges caiu. Para seu lugar, o Sergipe contratou o português Daniel Neri para recolocar os aracajuanos no trilho. O novo treinador teve seu nome publicado no BID nesta terça-feira e já pode estrear contra os mineiros.

Se do lado vermelho do confronto a crise está implantada, no lado azul as vitórias são frequentes. O Cruzeiro não perde há cinco partidas, somando quatro vitórias e um empate. O elenco do treinador uruguaio Paulo Pezzolano ainda se aperfeiçoa em busca da perfeição. A missão em Aracaju não é fácil, porém o favoritismo está claramente no colo mineiro.

Momentos opostos

Além do Campeonato Sergipano, onde o Gipão tem duas vitórias e dois empates na segunda colocação do Grupo B, a Copa do Nordeste também está no calendário. Nela, o Sergipe amarga a lanterna do Grupo A, com um empate e quatro derrotas.

Em contrapartida, o Cruzeiro começa bem a temporada. São oito vitórias, um empate e uma derrota no Mineiro, campanha que deixa a Raposa na liderança do estadual, a única competição celeste até o momento.

Sergipe sob nova direção

Foto: Divulgação / Sergipe
Foto: Divulgação / Sergipe

Diante de sua torcida, o Sergipe tem a estreia de Daniel Neri como a principal motivação para ser a grande zebra da primeira fase. O português terá todo seu elenco à disposição, inclusive Kaio Wilker, meia-atacante artilheiro do time com dois gols ao lado de Hiago e peça fundamental para o Gipão. Lembrando que nas duas primeiras fases só a vitória interessa para os mandantes. Empate classifica o Cruzeiro. Justamente por isso, o Colorado tem que atacar.

"É um jogo que vale tudo para nós, que temos que dar a vida em campo, como a gente tem dado, se entregado, mas amanhã (quarta-feira do jogo) é esse algo mais. Tenho certeza que o grupo está focado em fazer uma grande partida, entregar o melhor e, se Deus quiser, conquistar essa classificação", disse Kaio Wilker em entrevista na véspera do confronto.

Se não revolucionar na formação e chegar de mansinho, Daniel Neri deve repetir o time do interino Edu Silva que encarou o Floresta duas rodadas atrás na Copa do Nordeste. Com Kaio Wilker no ataque após ser poupado contra o CRB, o Gipão também conta com o retorno de Hiago no ataque e Ageu no meio de campo.

Provável escalação do Sergipe: João Gabriel; Márcio Lima, Lazarini, Wendel Lomar e Elivelton; Diego Augusto, Ageu, Mateus Silva e Doda; Kaio Wilker e Hiago. Técnico: Daniel Neri.

Um Cruzeiro organizado

Foto: Divulgação / Cruzeiro
Foto: Divulgação / Cruzeiro

Olhando a Copa do Brasil como a árvore dos frutos para 2022, o Cruzeiro chega com tudo para tentar chegar às fases finais da competição. Ainda em reformulação na gestão de Ronaldo Fenômeno, o time procura se recolocar na elite nacional. Para isso precisa ir bem na Série B deste ano, e uma boa campanha na competição mata-mata pode elevar a auto-estima celeste.

O elenco cruzeirense treinou no CT do Confiança, rival do Gipão, na véspera do jogo. Paulo Pezzolano fez testes nas oito primeiras rodadas no estadual, mas agora em Aracaju mandará à grama o que tem de melhor. A dúvida é entre Rafael Santos ou Bidu, que disputam a lateral-esquerda.

Provável escalação do Cruzeiro: Rafael Cabral; Rômulo, Lucas Oliveira, Eduardo Brock e Rafael Santos (Bidu); Willian Oliveira, Filipe Machado (Pedro Castro), João Paulo, Giovanni e Waguininho; Edu. Técnico: Paulo Pezzolano.

Premiação bacana

Além da vaga na próxima fase, os clubes também enchem os olhos com a premiação. Ambos faturaram R$ 620 mil apenas por participarem da primeira fase. Quem avançar, recebe mais R$ 750 mil. Para equipes de orçamento baixo, como é o caso do Sergipe, a grana é um baita alívio.

Cruzamento na próxima fase

Quem passar de Sergipe x Cruzeiro encara o classificado do confronto Tuntum (do Maranhão) x Volta Redonda. Esses dois se enfrentam também nesta quarta-feira (23), só que mais cedo, às 15h30.

VAVEL Logo