Atlético-MG vira sobre Santos e volta para G-8 do Brasileirão Feminino
Foto: Bruno Sousa/Atlético

Na noite desta segunda-feira (2), o Atlético-MG venceu o Santos por 2 a 1 de virada, no Estádio Municipal Castor Cifuentes, pela oitava rodada do Brasileirão Feminino. As Sereias saíram na frente com Fernanda. A das Vingadoras saiu dos pés de Yisela Cuesta e Bruna Cotrim, protagonizando a primeira vitória em casa da equipe mineira.

Pressão, persistência e gol

A partida começou com pouca paciência e muita sede ao pote. Atlético fazendo pressão individual, subindo os blocos para limitar as opções de criação santista, forçando o erro e buscando o contra-ataque imediato. As Sereias tentavam acionar Cristiane e Thaisinha, mas o passe não conectava e a bola acabava sobrando mais vezes para as Vingadoras, que utilizavam da vantagem numérica na defesa. O Atlético teve duas chances que poderiam ter sido convertidas em gol, mas sem faltou capricho. Uma com Nath Fabem e outra com Soraya. No entanto, o futebol é cruel.

Chegando no final do primeiro terço, na primeira chance das Sereias, em ótima jogada trabalhada pela ponta direita e Fernanda livre de marcação dentro da área, abriu o placar fora de casa, num momento em que as Vingadoras eram melhores.

Metade da primeira etapa havia sido completa e a partida deu uma acalmada. As Vingadoras mantinham a pressão individual, enquanto as Sereias buscavam as jogadas mais trabalhadas de pé em pé. A ideia santista quase deu certo, quando Diani recebeu na ponta direita após uma ótima iniciativa de contra-ataque. A atacante entrou na área e bateu cruzado, a bola passou beijando a trave e foi morrer na linha de fundo.

A diferença técnica entre as duas equipes é bem alta, apesar do grande volume de jogo imposto pelas Vingadoras, as donas da casa não conseguiam encaixar os últimos toques e as finalizações acabam sem oferecer perigo para a Vivi.

Chegando nos minutos finais, as Vingadoras apareceram mais vezes no ataque e traziam mais perigo para a goleira adversária. Porém, essas oportunidades criadas, não eram convertidas por falta de capricho e maldade, no momento da conclusão. Com isso, as equipes desceram para o vestiário com o placar magrinho e a favor das Sereias.

Luta, raça e virada

A segunda etapa começou da mesma maneira que a primeira. As Vingadoras partindo para cima ferozmente, em busca do gol de empate, enquanto as Sereias cadenciavam a partida. Apesar da extrema força de vontade, as equipes não ofereceram perigo de fato, nos primeiros minutos, pois sofriam com bastante erros de passes, o que prejudicava as transições. O Atlético até deu um susto na Vivi, mas na sequência, com Yisela Cuesta que chegava para finalizar, a arbitragem já marcava impedimento.

Chegando na metade da etapa final, o jogo ficou bastante ansioso e nervoso pelas atletas do Atlético. As jogadas que eram bem trabalhadas de pé em pé, viraram chutão na tentativa de ligar Cuesta em velocidade e ao perceber, a treinadora passou a gritar do meio campo que queria a bola no chão.

As Sereias sofriam bastante com a pressão alta das Vingadoras, que apesar do cansaço físico, não cessaram. Com mais posse de bola e mais presença no ataque, as mineiras buscavam o gol de empate e quase chegaram a balançar as redes, com Luciana chutando de fora da área, mas a bola foi pela linha de fundo.

Entrando no terço final de jogo, Soraya recebeu um passe milimétrico e partiu em velocidade pela ponta direita. A ponta parou na linha da grande área e deu o passe para Cuesta, que recebeu e bateu pro gol. A defesa fez o corte no primeiro lance e no rebote, novamente Cuesta batendo e a bola ainda desviou na defensora santista antes de morrer no fundo das redes, empatando a partida.

As Vingadoras passaram a atacar com mais ímpeto e pouco depois de conquistar o gol de empate, em batida de fora da área, o árbitro viu toque no braço da defensora e marcou a penalidade. Cotrim chamou na responsabilidade, foi para a batida e com tranquilidade, bateu no canto direito, deixando a goleira Vivi sem reação e virando a partida. Com o resultado a favor e com os acréscimos chegando ao fim, as Vingadoras conquistaram sua primeira vitória dentro de casa na competição.

Classificação e próximos compromissos

Com a vitória, as Vingadoras chegam à oitava posição na competição com 12 pontos. As Sereias permanecem na sexta posição, com 12 também, mas tem mais vitórias do que os rivais.

O Atlético-MG entra em campo novamente no domingo (15), contra o São José, no interior de São Paulo, em horário à combinar. O Santos também volta a campo no domingo (15), contra o São Paulo, em horário à combinar.

VAVEL Logo