Distante do acesso direto à Libertadores, Marcelo Oliveira já mira Copa do Brasil

Treinador do Atlético-MG escalou time reserva no empate contra o Santa Cruz e prega foco na decisão contra o Grêmio

Distante do acesso direto à Libertadores, Marcelo Oliveira já mira Copa do Brasil
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

O Atlético-MG visitou o já rebaixado Santa Cruz e arrancou um empate por 3 a 3 neste domingo (20), pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, antes de voltar todo o foco para o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, diante do Grêmio, na próxima quarta-feira (23). Com a equipe praticamente reserva, o treinador Marcelo Oliveira disse que compreendia o risco de entrar com o time alternativo e comentou o panorama em que o Galo se encontra no Brasileirão, após o resultado em Recife.

A primeira oportunidade era de colar no Flamengo e tentar chegar no G-3, que era o nosso objetivo. Continua sendo, mas agora está mais difícil. Sabemos da dificuldade e do risco de entrar com um time que não vem jogando, desentrosado, então era necessário estar bem organizado e haver uma superação acima de tudo”, observou Marcelo.

O comandante alvinegro discordou da expulsão de Cazares, no segundo tempo, depois que o meia atleticano sofreu falta de Jadson e respondeu com um soco. No lance, os dois atletas foram expulsos. “Quando a gente empatou em 2 a 2, dava para dar uma crescida. Troquei alguns jogadores para renovar o fôlego, levamos imediatamente o gol e aí fez a diferença. A expulsão também [de Cazares], que foi absolutamente desnecessária. O contra-ataque era nosso, então que deixasse o adversário levar cartão”, argumentou.

Em quarto lugar na tabela do Brasileirão, com 62 pontos, o Galo está a cinco do terceiro colocado, Flamengo, que fecha a zona de classificação direta para a Libertadores 2017. Para tentar se livrar da fase prévia da competição continental, o time alvinegro tem em mãos a chance de levantar o caneco da Copa do Brasil, ante os gremistas. Segundo o treinador do Galo, o jogo em casa, na próxima quarta-feira, é o mais importante da temporada.

Sem dúvida nenhuma [jogo do ano]. A partir de agora, respiramos essa final. É uma competição nacional em que é muito difícil chegar à final. Temos a oportunidade de fazer o primeiro jogo em casa e temos que estar com a energia concentrada nele. Todos os detalhes, aspectos, concentração, alimentação, até o fato de ir ao Mineirão [treino nesta segunda, 21], porque em uma bola parada, por exemplo, o tipo de grama faz a diferença. Vamos lá à noite, em um horário próximo ao do jogo e fazer os trabalhos que têm que ser feitos”, salientou.

Como o clima da coletiva do técnico do Galo já respirava a decisão, o treinador não deixou de analisar a disponibilidade do lateral Marcos Rocha para quarta-feira, que, depois de cerca de dois meses se recuperando de uma lesão, entrou no segundo tempo contra os pernambucanos. Segundo o técnico, há uma maior probabilidade de o atleta começar no banco.

Ele está à disposição, é um ótimo jogador, e isso é incontestável, é comprovado. Ele tem muita técnica e acrescenta muito em um time de futebol, porque têm as suas jogadas ofensivas que são muito boas. Tínhamos previsto um tempo para ele, porque ficou muito tempo parado, com duas contusões consecutivas. Vamos estudar agora para quarta-feira, ver se vai estar à disposição no banco ou se vai jogar. Mais provável que esteja no banco, mas não é garantido”, avisou o treinador do Galo.

“Estou à disposição para quarta-feira”

Sendo uma opção para Marcelo, Marcos Rocha não deixou de demonstrar a vontade de começar o jogo com a equipe e comentou como foi o retorno aos gramados. “No começo, tive um pouco de receio, é normal. Mas, aos poucos, fui me soltando, arrancando com a bola. Estou à disposição para quarta-feira. O Carlos César está numa grande fase, mas estou pronto se o Marcelo quiser me escalar”, apontou o lateral alvinegro.

Assim como na coletiva do técnico do Galo logo depois do empate em Recife, o discurso que deve prevalecer no lado alvinegro agora é a Copa do Brasil. Atlético-MG e Grêmio se enfrentam na quarta-feira (23), no Mineirão, no jogo de ida da grande final do torneio. Antes, o Galo faz um treino no palco do duelo, nesta segunda (21).