Verstappen passeia no GP da Bélgica e fica mais perto do título da Formula 1
Foto: Divulgação / Red Bull Racing

Nada de novo na volta das férias: Max Verstappen deu um show e venceu o GP da Bélgica da Formula 1 de 2022 neste domingo (28). Largando em 15º por causa de uma punição por troca de motor, o piloto holandês ultrapassou nada menos que 15 carros para cruzar a bandeira quadriculada na primeira posição e com isso aumentando a vantagem na ponta do campeonato em 93 pontos diante do segundo Sérgio Pérez, se aproximando do bicampeonato.

Por falar no mexicano, ele fez uma prova tranquila e completou a dobradinha da Red Bull. Enquanto isso, a Ferrari teve mais um dia para esquecer. Com um carro muito inferior ao líder do campeonato, Carlos Sainz até segurou a pressão no início, mas no decorrer da prova foi presa fácil e chegou em terceiro. Charles Leclerc fez uma corrida burocrática e ainda contou com o erro da sua equipe, terminando só em sexto.  

Falha de Hamilton e Verstappen sobrando

Dada a largada, muita confusão e começando com uma rivalidade antiga, entre Hamilton e Alonso. O piloto inglês foi ultrapassá-lo por fora na Les Combes e o espanhol bateu nele dando uma levantada e prejudicando a sua Mercedes que foi obrigado a abandonar a prova. No rádio, o bicampeão chamou o mercedista de "idiota" e disparou: "Só sabe pilotar quando está em primeiro".

Outro incidente foi causado por uma trapalhada de Nicholas Latifi, que rodou sozinho e acabou acertando Bottas, que ficou preso na brita. Todos esses acidentes causaram a entrada do safety car e alguns pilotos preferiram efetuar a primeira parada.

Após a bandeira verde tivemos um show de Max Verstappen que na volta 9 já aparecia em terceiro, ele escalou nada menos que 12 posições. O líder Sainz se dirigiu aos boxes primeiro que as Red Bulls e o com isso o neerlandês assumiu a liderança. Isso foi por pouco tempo, pois três voltas depois o atual campeão mundial também fez a sua troca de pneus e diante disso o ferrarista retornou a ponta.

Entretanto na volta 18, Max resolveu mostrar quem está mandando na Fórmula 1. Com um carro imbatível, ele chegou perto do Sainz após a Eau Rouge e na reta passou o espanhol que não teve reação nenhuma, disparando na liderança. Parece que as Red Bulls estavam imparáveis, pois logo em seguida o piloto de Maranello também perdeu  a segunda posição para o Sérgio Pérez no mesmo lugar.

Max voa e leva a taça; Ferrari faz lambança

A corrida deu uma tranquilizada e na 26 começou a segunda rodada de paradas e as Ferraris vendo que estava perdendo espaço se encaminharam para os boxes. Leclerc e Sainz se dirigiram ao mesmo tempo e fizeram a suas trocas, colocando compostos diferentes, duros e macios, respectivamente. Em segundo Pérez também fez o mesmo e mudou para pneus mais duradouros. Enquanto isso, tranquilo lá na frente e com mais de 10 segundos de vantagem, Max parou apenas na volta 31 e botou macios, voltando na mesma posição.

Visto que a corrida estava morna nos ponteiros a emoção se dava pelo pelotão intermediário. Na ultrapassagem mais linda da prova, Esteban Ocon encostou no Sebastian Vettel e Gasly, então na reta após a Eau Rouge passou os dois e tomou a sétima colocação.

A Ferrari tentando garantir um ponto pela volta mais rápida chamou o Leclerc para o PIT faltando duas voltas, ele saiu perto do Alonso que o ultrapassou na reta. Porém na última volta o monegasco recuperou a sua colocação, mas como desgraça pouca é bobagem para a equipe italiana, ele recebeu uma punição por exceder o limite de velocidade em sua parada, perdendo o quinto lugar. Quem não tem nada a ver com isso é o Verstappen que com uma vantagem enorme cruzou a linha de chegada em primeiro e portanto ficando bem mais próximo do bi, Pérez e Sainz finalizaram o pódio.

Sequência

Dessa vez a pausa será de apenas uma semana e os pilotos já desembarcam na Holanda, a casa do líder da competição e contando com o peso da torcida. A corrida será no Circuito de Zandvoort, no próximo domingo (4).  

VAVEL Logo