Nadal enaltece bela atuação de Djokovic, e se diz grato por voltar a estar saudável e competitivo 
Foto: Divulgação / Australian Open 

Nadal enaltece bela atuação de Djokovic, e se diz grato por voltar a estar saudável e competitivo 

Vice-campeão do Australian Open pela quarta vez, espanhol assume superioridade do sérvio e cita motivação para o restante da temporada: "Continuarei lutando"

caiocarvalho97
Caio Carvalho

Em sua quinta final no Australian Open, Rafael Nadal nada pode fazer diante de um Novak Djokovic inspiradíssimo. Jogando em um nível avassalador, o sérvio não tomou conhecimento e venceu facilmente o espanhol, que amargou seu quarto vice-campeonato em Melbourne após sair derrotado por 3 sets a 0, parciais de 6/3, 6/2 e 6/3. Esse foi a sétima vez que Nole conquistou o Aberto da Austrália.

O resultado marcou a pior performance de Nadal em todas as 25 decisões de Grand Slam que o Toro Miúra já disputou, em questão de números. Ao todo, são 17 títulos e 8 vices, contando com o de hoje. Essa foi a primeira vez que o espanhol foi derrotado em uma final de Major sem ganhar ao menos um set

Entretanto, o canhoto pouco lamentou em sua entrevista coletiva. Nadal fez questão de dar todos os créditos ao sérvio, enaltecendo sua atuação e o nível de tênis apresentado na partida deste domingo (27).

"A verdade é que ele jogou muito bem. Ele fez coisas muito difíceis de uma forma incrivelmente bem. Suas batidas estavam muito fundas e suas devoluções fantásticas. Ele estava muito veloz. Acredito que ele tenha tido muito tempo para trabalhar sua movimentação na pré-temporada. Ele estava se movimentando muito bem".

"Ele foi melhor que eu essa noite. Isso é o esporte. Nós podemos falar muitas coisas, mas quando o adversário faz praticamente tudo melhor do que você, você não pode reclamar muito. A única que se pode fazer é parabenizar o oponente". 

O Australian Open foi o primeiro torneio oficial de Nadal desde o US Open, quando o tenista precisou abandonar a partida de semifinal contra o argentino Juan Martin del Potro devido a uma lesão no joelho. O espanhol chegou a disputar dois torneios amistosos, em Abu Dhabi, onde também desistiu do segundo jogo, e em Sydney, mas foi só. Visando se poupar para o Grand Slam asiático, também se retirou do ATP 250 de Brisbane

Apesar disso, seu nível de tênis em Melbourne parecia impecável até a final. Perguntado sobre essa questão, o Toro Miúra comentou sobre a dificuldade na parte defensiva, já que não pode trabalhar como gostaria esse atributo por causa dos problemas com lesões.

"Eu acho que eu estava jogando bem ofensivamente bem durante essas duas semanas. Mas por causa das coisas que aconteceram comigo em termos de cirurgia, somado à Abu Dhabi, eu não consegui trabalhar muito a parte defensiva. Se eu estivesse apto a correr 100% e resistir à todas as bolas, aí eu conseguiria arrumar um jeito. As coisas que parecem fáceis para ele, se tornam mais difíceis quando você tem que fazer mais uma, mais uma e mais uma vez".

Por fim, Nadal cravou o mais importante para ele em sua carreira: estar saudável. Para o tenista espanhol, aliar alegria com saúde é a fórmula básica para poder atuar de forma competitiva e buscar títulos ao longo da temporada. 

"Eu preciso de mais semanas como essa. Acredito que o nível de tênis foi muito bom. Isso é algo que eu não me preocupo muito. Eu sei que a temporada é longa. Minha prioridade mesmo, mais do que ganhar títulos ou não, é estar feliz. Para estar feliz, eu preciso estar saudável".

"Eu vou fazer coisas que me deem chance de estar saudável mais do que qualquer coisa. Se eu estou saudável, eu sou competitivo, sou feliz e tenho chance de vencer torneios. Continuarei tentando, continuarei lutando". 

VAVEL Logo