Kontaveit supera batalha interna e vence Hsieh rumo às semis de Miami
Estoniana batalhou contra o próprio mental e nos últimos momentos foi capaz de garantir a virada e vitória (Foto: Divulgação/WTA)

Kontaveit supera batalha interna e vence Hsieh rumo às semis de Miami

Estoniana buscou virada para alcançar pela primeira vez uma fase tão avançado em um torneio Premier Mandatory

anaracheel
Ana Carneiro

A primeira partida de quartas de final do WTA de Miami aconteceu na tarde desta terça-feira (26) no Hard Rock Stadium, quadra principal do torneio americano. Na ocasião a estoniana #19 Anett Kontaveit venceu a #27 Su-Wei Hsieh em um verdadeiro thriller, com parciais de 3/6, 6/2 e 7/5, em 1h59.

Kontaveit entrou em quadra depois da breve partida que teve com a imparável Bianca Andreescu que terminou com a canadense retirando por lesão no braço. Enquanto isso, Hsieh entrou em quadra com uma ótima série se vitórias: venceu a número um do mundo, Naomi Osaka e logo em seguida uma ex- líder de ranking, a dinamarquesa Caroline Wozniacki

A partida foi ditada, desde o primeiro ponto, pelo ritmo da estoniana. Cometendo erros ou fazendo winners, o poder de comentar o que aconteceria em quadra era de Kontaveit, que demorou tempo para conseguir lidar com essa pressão. 

A primeira parcial começou mal para Kontaveit, que simplesmente não conseguia encontrar uma forma de neutralizar os erros não-forçados. Seu jogo desde o começo foi de atacar bolas independente do momento, o que custou - e muito. Hsieh não precisou fazer muito para vencer a parcial por 3/6, com direto a três quebras de serviço em 32 minutos. 

Ao todo foram disputados 54 pontos na parcial, 30 deles pesando a favor de Hsieh, que fez apenas duas winners e cometeu o dobro de erros não-forçados. Kontaveit fechou com nove winners e 18 erros não-forçados. Nenhuma das jogadoras fez ace e ambas cometeram uma dupla falta.

Na segunda parcial, Kontaveit mostrou com uma postura diferente. Depois de falar com o coach, a estoniana passou a errar menos e forçar mais bolas. Hsieh precisou mudar a forma como joga e não se deu bem com a mudança, disparando mais erros e pecando em fazer o que faz de melhor: mudança de direção de bola. Kontaveit conquistou três quebras no serviço da taiwanesa e fechou a parcial por 6/2, em 36 minutos.

Hsieh fez o incrível número de uma winner na parcial e cometeu cinco erros não-forçados; Kontaveit fechou com 18 winners e 13 erros não-forçados. A estoniana disparou os dois aces visto no set e cometeu uma das duas dupla faltas. 

Na terceira e última parcial, Kontaveit passou a cometer os erros que havia deixado para trás no set anterior. A estoniana foi quebrada em duas ocasiões, precisou quebrar o serviço de Hsieh quando a mesma servia para o jogo e então conseguiu a virada. No segundo match point, quando a taiwanesa servia para levar a partia ao tiebreak, a cabeça de chave número 21 finalmente conseguiu fechar a partida: 7/5, 1h59.

Durante os três sets, Hsieh fez cinco winners e cometeu 20 erros não-forçados; Kontaveit fechou com 44 winners e 50 erros não-forçados. A taiwanesa sofreu com o serviço, principalmente com o segundo - em uma ocasião no terceiro set serviu tão fraco que o radar se quer detectou o saque. 

Muito na vitória de Kontaveit está nas mãos de seu coach Nigel Sears, que em muitos momentos aconselhou a pupila com ótimas palavras e dicas da visão geral do jogo. 

Hsieh sai com a derrota nas quartas de final do torneio em simples, mas em poucos minutos entra em quadra para sua partida de dupla, onde faz parceria com a tcheca Barbora Strycova. Juntas jogam com a dupla sensação do momento Elise Mertens/Aryna Sabalenka.

Kontaveit espera na semifinal do WTA Premier Mandatory de Miami a vencedora do confronto entre #2 Petra Kvitova e #11 Ashleigh Barty. Independente do que aconteça na partida de semifinal, Kontaveit já conquistou uma subida no ranking: fará sua estreia no top 15 na próxima atualização. 

VAVEL Logo