Roberto Martínez elogia atuação do Panamá, mas enaltece partida da Bélgica: “Estou encantado”
(Foto: Patrick Smith/FIFA)

Roberto Martínez elogia atuação do Panamá, mas enaltece partida da Bélgica: “Estou encantado”

Treinador falou também da preocupação das faltas em cima de Hazard, além de possíveis confrontos frente os favoritos

yannrodrigues
Yann Rodrigues

Bélgica e Panamá abriram o Grupo G da Copa do Mundo nesta segunda-feira (18), no estádio de Sochi. Como previsto, os belgas venceram por 3 a 0 com gols de Mertens, um dos mais belos do Mundial até então, e com dois de Romelu Lukaku. 

Apesar do placar elástico, os panamenhos ofereceram resistência durante a primeira etapa, se defendendo das mais variadas formas e segurando a terceira colocada do ranking da Fifa

O espanhol Roberto Martínez, treinador da seleção belga, demonstrou felicidade com a atuação, além de elogiar a eficiência dos debutantes e pontuar que não existe jogo fácil em Copa. 

“Estou encantado, foi exatamente o que estávamos esperando. Não há jogos fáceis, entramos bem no jogo e depois o Panamá tornou-se muito eficaz e isso frustrou a gente em situações que buscávamos soluções de passe. Ficamos um pouco ansiosos, mas estou contente pela forma como a equipe reagiu. O primeiro gol foi essencial, um choque mental para o time que encaixou e a partir de então fomos mais nós mesmos, controlando melhor o jogo"

O técnico elogiou a atuação panamenha, mas comentou que era difícil resistirem por 90 minutos. De quebra, enalteceu sua equipe pelo bom resultado conquistado na segunda etapa e a liderança do grupo. 

“Não quero minimizar o que fez o Panamá, mas era difícil para eles aguentarem mais de 60 minutos. Apesar de tudo, merecem elogios pelo que fizeram durante o primeiro tempo e os meus jogadores merecem ser elogiados pelo que fizeram no segundo”, pontuou. 

Martínez falou também da dificuldade contra grandes seleções, as favoritas, e admitiu foco total no que a Bélgica pode ou não fazer durante o mundial, e novamente elogiou seus selecionados para o torneio. 

“Só pensamos em nós mesmos, no que podemos fazer. O jogo como jogamos vem da atitude de nosso time. Precisamos nos concentrar no que podemos fazer. Fiquei muito feliz com meu time. Estiveram muito comprometidos. As pessoas esperavam goleadas. Se fosse por menos, teriam dúvidas. Se não tivéssemos concentração, ficaria difícil. Fiquei muito feliz com comprometimento, gostei muito de nossa atitude”

Craque do Chelsea e capitão da seleção, Hazard é motivo de preocupação. Ou melhor, a falta do camisa 10 é. O selecionador espanhol teme o excessivo número de faltas no jogador e que uma das infrações o tire do mundial. 

“Isso aconteceu. Você vê que houve amarelos para o oponente. É uma preocupação que uma dessas faltas vire uma lesão. Todos podem fazer jogos como querem, é permitido, é da regra, e pode haver um risco. Minha preocupação é que em uma dessas faltas a gente perca a oportunidade de ver um jogador como Hazard. Vale para ele e outros jogadores. Espero que tenhamos sorte em relação a isso”.

Novidade: Você é super ligado em redes sociais? Curte usar o Instagram? Então agora você poderá acompanhar a VAVEL Brasil por lá. Nosso perfil terá vídeos e fotos dos principais eventos esportivos que acontecem pelo Brasil e pelo mundo. Siga https://www.instagram.com/vavelbrasil/

VAVEL Logo
CHAT