Apresentado no Milan, Higuain se mostra motivado e humilde: "Não sou a estrela do time"

Zagueiro Caldara também é apresentado e não se assusta com comparações com grandes defensores do passado rossonero

Apresentado no Milan, Higuain se mostra motivado e humilde: "Não sou a estrela do time"
Divulgação: A.C Milan/site oficial

Nessa sexta-feira (3), o Milan realizou a coletiva de apresentação de seus dois novos reforços: Gonzalo Higuain e Mattia Caldara, ambos vindos da rival Juventus numa mega operação que envolveu a ida de Leonardo Bonucci de volta a Turim.

O zagueiro de 24 anos mostrou-se contente pela oportunidade de jogar no Milan, agradeceu ao clube por acreditar em seu potencial e comentou sobre as comparações com grandes defensores da história do clube: “Certamente será uma herança difícil, mas vou fazer o meu melhor. Vim pra cá pela história desse grande clube que teve grandes defensores como Nesta, Maldini, Thiago Silva, mas só tenho a agradecer ao clube por ter confiado em mim e não vejo a hora de poder mostrar meu valor.”, salientou o jovem defensor.

Posteriormente, falou sobre suas principais diferenças em relação a Leonardo Bonucci em campo e o sonho de poder jogar no estádio San Siro: “Nesses dois anos com Gasperini na Atalanta, ele me pedia muito marcação homem a homem e cresci muito nesse aspecto. Na saída de bola ele também me pedia bastante, mas preciso evoluir mais porque um defensor moderno exige isso. Já Leo [Bonucci] tem essa facilidade. San Siro? É o estádio que te dá mais emoções da Itália e é o sonho de toda criança. Não vejo a hora de poder demonstrar meu valor em campo.”, disse.

Já o atacante de 30 anos também agradeceu pelo esforço do Milan em contratá-lo, disse ter sido convencido pelo projeto esportivo e fez grandes elogios para a estrutura e para o ambiente do clube: “Quero agradecer ao clube pelo esforço para me trazer pra cá. O projeto que me foi apresentado foi uma motivação muito grande para aceitar esse desafio e espero repagar todo o investimento e confiança depositado em mim. Eu jogo na Europa há 12 anos e nunca vi um centro de treinamento como o de Milanello. Aqui dentro se respira a história do futebol puro e chega até arrepiar. Todo esse ambiente me entusiasma bastante.”, revelou  o centroavante argentino que vestirá a camisa 9 do Diavolo.

Higuain também refutou a ideia de ser a estrela desse novo Milan gerido pelos americanos, disse que o grupo será o diferencial para uma grande temporada e admitiu ter assistido a alguns jogos do Diavolo na temporada anterior, garantido ter gostado do que viu principalmente dos jogadores do setor ofensivo: “Não sou a estrela do time. O time que é a estrela. Venho pra cá para ajudar o time a crescer. Vencemos e perdemos juntos, creio que temos um bom time e temos que acreditar em nós. Tenho confiança nesse time que eu gostei de ver como jogava na temporada passada. No ataque, têm jogadores com características que me agradam bastante e isso é um fator importante.”, afirmou. 

Os dois jogadores devem estrear pelo Milan no amistoso dia 11, contra o Real Madrid, pelo troféu Santiago Bernabeu. O Diavolo estreia na Serie A contra o Genoa, no domingo (18), em San Siro, às 15h45 (de Brasília).