Liverpool vence Villarreal de virada e vai à mais uma final da Champions League
Foto: Reprodução/UCL

Villarreal e Liverpool enfrentaram nesta terça-feira (3), em partida válida pelo jogo da volta da semifinal da Uefa Champions League. Em uma partida digna da competição, os Reds, que já haviam vencido o primeiro jogo por 2 a 0, buscaram a virada e fizeram 3 a 2 no estádio de la Cerámica, garantindo a vaga na final da competição.

Dia e Coquelin marcaram para os espanhóis no primeiro tempo. Na etapa final, porém, Fabinho, Luis Diaz e Mané fizeram para os Reds e asseguraram os ingleses na decisão.

Submarino Amarelo 

O clima no estádio de la Cerámica foi algo surreal. A atmosfera construída pela torcida do Villarreal foi digna de semifinal de Champions League e de quem acreditava em uma remontada diante de um dos melhores (se não o melhor) Liverpool da história. 

O time da cidade de 511 mil habitantes fez história ao chegar na semifinal, o trabalho estava feito. Afinal, o Villarreal estava a apenas 90 minutos do sonho, como estava escrito em diversas faixas espalhadas pelo estádio de la Cerámica. O "exterminador" de gigantes dessa Champions League queria eliminar mais um. Juventus e Bayern já tinham sentido o poder do Submarino Amarelo, agora era a vez do Liverpool.

  • A remontada

Diante de um estádio lotado e com um apoio incondicional, o Villarreal não se intimidou com a vantagem construída pelo Liverpool no jogo da ida. Logo aos 2 minutos de partida, Boulaye Dia abriu o placar para o Villarreal. Um início avassalador, com jogadas construídas de pé em pé até a contagem no marcador ser iniciada. Com uma postura muito diferente do jogo da ida, a equipe do técnico Unai Emery foi para cima do Liverpool e criava chances atrás de chances, deixando a equipe de Jurgen Klopp atordoada e sem entender muito bem o que estava acontecendo.

Buscando a classificação, o Villarreal não poderia deixar espaços para esse Liverpool e na única grande chance dos Reds na primeira etapa, Thiago Alcântara acertou o travessão. O Villarreal continuou sua missão e Lo Celso invadiu a área do Liverpool, foi atingido por Alisson e pediu pênalti, no entanto, não foi assinalado. 

Entretanto, a pressão do time espanhol era tanta que o time chegou ao segundo gol logo em seguida, com Francis Coquelin, que adiantou-se a marcação de Trent Alexander-Arnold e cabeceou para o fundo das redes. O cenário era perfeito, o Villarreal conseguia segurar o Liverpool e ainda acabou com a vantagem construída pelo time inglês no jogo da ida. 

  • O renascimento do Liverpool

Se por um lado tivemos um Villarreal avassalador na primeira etapa, do outro tivemos um Liverpool completamente irreconhecível. Acostumado a dominar seus adversários e marcar pressão alta, o Liverpool não conseguiu encontrar-se no primeiro tempo e viu a vantagem construída no jogo da ida ir embora em 45 minutos. 

A postura para o segundo tempo teria que ser diferente, afinal, era uma vaga na final da Champions League em risco. Jurgen Klopp fez apenas uma alteração no intervalo: Luis Diaz entrou no lugar de Diogo Jota. E funcionou. O Liverpool voltou ainda meio atordoado, no entanto, dominante e em busca do gol a todo instante. No entanto, o Villarreal adotou uma postura semelhante ao jogo da ida e se fechou no campo de defesa, tal como uma muralha. 

O Liverpool chega ao primeiro gol após uma jogada trabalhada entre Fabinho e Salah. O egípcio deu uma bela assistência, o brasileiro invadiu a área e finalizou dentre as pernas do goleiro Rulli. Não muito tempo depois, Arnold levantou na área e Luis Diaz cabeceou sozinho para deixar tudo igual no marcador e praticamente selar o resultado.

Entretanto, o goleiro Rulli não estava nos melhores dias e contribuiu mais uma vez para um gol do Liverpool, dessa vez, o de Sadio Mané. Após lançamento de Naby Keita, Rulli saiu do gol para dividir a bola com Mané, no entanto, o senegalês levou a melhor e marcou o terceiro gol para o Liverpool. 

Liverpool vai para Paris

Uma partida que parecia estar encaminhando-se para uma remontada histórica, tomou outro rumo e levou o Liverpool a sua décima final de Champions League. Sob o comando de Jurgen Klopp, o Liverpool chega a terceira final de Champions League nos últimos anos. Os Reds foram vice-campeões em 17/18 e conquistaram a Europa em 18/19.

A missão do Villarreal era praticamente impossível, visto que o Liverpool perdeu apenas três partidas na temporada e nenhuma dessas derrotas foram por mais de 1 gol de diferença. No entanto, essa partida serviu como um alerta para o time do Liverpool, que soube colocar a cabeça no lugar e confirmar o favoritismo. 

Nessa temporada, o Liverpool vai em busca de algo histórico: a conquista de 4 títulos. A equipe já conquistou a Carabao Cup, está na final da FA Cup, está na briga pela Premier League e agora garante a vaga na final da Champions League. Onde enfrentará Real Madrid ou Manchester City. 

A grande final está marcada para o dia 28 de maio, às 16h (de Brasília), no Stade de France.

VAVEL Logo