D'Alessandro completará 400 jogos pelo Internacional no clássico Gre-Nal

Em dez anos de clube, meia argentino está próximo de atingir marca histórica

D'Alessandro completará 400 jogos pelo Internacional no clássico Gre-Nal
Fonte: Internacional/Divulgação

O próximo capítulo do histórico clássico Gre-Nal será escrito neste domingo (11) no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Um capítulo que marcará o jogo de número 400 do craque e ídolo argentino Andrés Nicolás D'Alessandro com a camiseta colorada, o jogador mais importante dos últimos anos no Internacional e porque não do Brasil.

O capitão Colorado marcará mais uma vez o seu nome na história da rivalidade. Afinal, no dia 13 de agosto de 2008 ele fez a sua estreia também em um Gre-Nal, em partida válida pela Copa Sul-Americana. O encontro terminou empatado em 1 a 1.

Um pouco da história de D'Ale pelo Inter: Uma história de amor e muitos títulos

D'Alesssandro chegou ao Colorado por empréstimo de uma ano junto ao San Lorenzo da Argentina - depois o astro colorado foi comprado por 5 milhões de euros, cerca de 13,5 milhões de reais na época, assinando um contrato de 4 anos com o clube da camisa vermelha.

Cercado de expectativa, D'Alessandro fez seu primeiro gol com a camisa do Inter no dia 14 setembro de 2008 contra o Botafogo no Engenhão, pelo campeonato brasileiro, na vitória da equipe colorada por 2 a 1. D'Alessandro começou mesmo a ganhar confiança e subir de patamar após uma atuação luxuosa contra o Grêmio no Beira-Rio, onde fez seu primeiro gol em clássicos grenais, abrindo o placar, dando assistência para mais dois gols e comandando um verdadeiro massacre do Internacional sobre o maior rival por 4 a 1, tirando o Tricolor da liderança do Campeonato Brasileiro.

Até o final do ano de 2008, D'Alessandro jogou com a camisa 15 do Internacional, por este ser o número usado por ele nos jogos da Seleção da Argentina e também porque o ídolo Alex era o dono da 10 na época. Porém, a pedido de Fernando Carvalho, ex-presidente do clube, e também com a saída de Alex para o futebol russo, D'Ale passou a usar o número 10. Em 2008 o argentino conquistou seu primeiro título com o Inter, a Copa Sul-Americana, de maneira invicta.

Outra temporada marcante para o craque Colorado foi, sem dúvidas, o ano de 2010, onde o argentino já era referência técnica da equipe e comandou o Internacional ao Bi-Campeonato da Copa Libertadores da América diante do Chivas Guadalajara, do México.

Conforme os anos passaram, mais D'Alessandro se tornava ídolo da torcida, empilhava títulos e se tornava influente dentro do vestiário, em 2012 o camisa 10 Colorado também era capitão da equipe. Em 2013 D'Ale teve uma temporada incrível, o jogador atingiu diversos recordes com a camisa vermelha. Em 17 de março, no jogo contra o Canoas, válido pelo Gauchão, D'Alessandro completou seu jogo de número 200 com a camisa do Internacional. Em 22 de agosto de 2013, o argentino fez seu gol de número 50 com a camisa do Inter contra o Salgueiro em partida válida pela oitavas de final da Copa do Brasil.

Em 7 de setembro de 2013, D'Alessandro marcou seu centésimo gol da carreira ao converter um pênalti contra a Ponte Preta pelo Brasileirão. Mais da metade dos gols marcados por D'Ale foram pelo próprio Inter, tamanha a identificação do jogador com o clube gaúcho.

O dia 6 de abril de 2014 foi outra data histórica para o Inter e para D'Alessandro, pois ele foi o primeiro a marcar um gol no novo Beira-Rio, no jogo da reinauguração contra o Peñarol, do Uruguai. D'Ale ainda marcou o segundo gol da vitória do time da casa pelo placar de 2 a 1. Em 2015 D'Alessandro novamente teve uma temporada mágica e por muito pouco não levou o time colorado ao Tri da América, jogando em alto nível a equipe comanda pelo capitão argentino acabou caindo nas semifinais, no México, para o Tigres.

Despedida em 2016 para resgatar o clube em 2017

Após oito temporada vitoriosas no Beira-Rio, D'Alessandro acabou retornando para Argentina onde ficou uma temporada no River Plate. Curiosamente a temporada sem o camisa 10 em Porto Alegre foi a mais catastrófica de toda história centenária do Internacional, onde o clube gaúcho foi rebaixado pela primeira vez à Serie B do Campeonato Brasileiro. 

Cercado de expectativa quanto ao seu retorno ou não, D'Alessandro não recusou retornar ao Internacional e ajudou a levantar o clube da segunda divisão, em 2017. O capitão foi um dos principais jogadores no retorno do colorado para a Série A. Novamente, graças a grandes atuações, assistências e gols que garantiram o retorno com três rodadas de antecedência.

Em 2018 com a camisa colorada, até o momento, D'Alessandro soma 399 jogos e 85 gols marcados. Na atual temporada, ele marcou uma vez e deu quatro assistências em seis partidas.

Títulos de D'alessandro em 399 partidas pelo Internacional: 

Copa Suruga Bank: 2009
Copa Libertadores da América: 2010
Copa Sul-Americana: 2008
Recopa Sul-Americana: 2011
Campeonato Gaúcho: 2009, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015
Recopa Gaúcha: 2016 e 2017

D'Alessandro: o homem Gre-Nal

Este será o 29ª clássico Gre-Nal do camisa 10. Parece não ser coincidência que D'Alessandro estreou em Gre-Nal, o argentino perdeu apenas 5 dos 28 confrontos que teve contra o Grêmio, além de colecionar boas atuações e é claro, provocações contra o maior rival.

(Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional)
(Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional)

D’Alessandro em Gre-Nal:

28 jogos;
13 vitórias;
10 empates;
5 derrotas;
8 gols marcados.