Nada melhor para se recuperar de uma eliminação vexatória no meio da semana, do que uma vitória para assumir a liderança geral da competição e se classificar antecipadamente para as fases finais.

Foi assim que a equipe de Nicolás Larcámon voltou a campo na manhã deste domingo (25).

Em compromisso válido pela penúltima rodada do Campeonato Mineiro Módulo I, o Cruzeiro derrotou o Pouso Alegre fora de casa, pelo placar de 0 a 2. Os gols da Raposa foram marcados por Vinício (contra) e Juan Dinenno.

Tal resultado, pode ter um peso muito maior do que uma simples vitória para a equipe do Cruzeiro. Além de assumir a liderança geral e carimbar sua vaga para as semifinais do Campeonato Mineiro, o comandante do time Celeste vê esse resultado como o primeiro passo em uma possível volta por cima do seu elenco.

Ao ser questionado sobre como trabalhar e digerir esse golpe, Larcámon surpreendeu na resposta:

“Principalmente com o que a gente mostrou hoje, eu sinto que foi um golpe duro, mas esses golpes acontecem para todos os times da Série A, eu sinto a diferença que faz ver essa capacidade de sustentar um golpe forte.

A resposta, a união e o trabalho que mostrou esse grupo foi muito importante. Não queríamos que acontecesse o que aconteceu, mas agora que aconteceu é uma oportunidade muito grande de nos fortalecermos.

É uma cicatriz que vamos levar desse jogo contra o Souza, sinto que vai ser uma cicatriz que vai nos fortalecer e nos dá muita humildade e ambição para tudo que pretendemos construir.” 

Em relação à partida, o treinador da Raposa elogiou a criação ofensiva da equipe.

"Acho que foi uma boa produção ofensiva, que a sensação de que a gente poderia terminar com um resultado mais cômodo em relação ao número de gols.

"Sabíamos que o mais importante de hoje era dar resposta à derrota que foi dura para a gente, para a nossa torcida, para todo Cruzeiro e sinto que com toda dificuldade do jogo, o campo, o calor e tudo que aconteceu hoje para dificultar a partida, foi um grande desempenho e principalmente destacar a resposta dos atletas."